Surto de sarampo em Samoa em 2019

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Surto de sarampo em Samoa
Samoa - Location Map (2013) - WSM - UNOCHA.svg
Doença Sarampo
Vírus Estirpe D8 do vírus do sarampo[1]
Local Flag of Samoa.svg Samoa
Período 4 meses e 23 dias
Primeiro caso 28 de agosto de 2019 em Apia, Samoa[2]
Início 16 de outubro de de 2019[nota 1]
Fim 20 de janeiro de 2020[4]
Estatísticas globais
Casos confirmados 5707[3]
Mortes 83[3]
Área afetada Polinésia
Territórios afetados
Página Governamental (em inglês)
Atualizado em 19h53min, segunda-feira, 18 de janeiro de 2021 (UTC)

Em 2019 houve o início de um surto de sarampo em Samoa. Até 19 de janeiro de 2020, haviam registros de 5.707 infectados e 83 mortes.[3] Com uma população estimada de 202.506 em 2020, aproximadamente 3% da população foi infectada até esta data. A causa do surto foi atribuída ao declínio na taxa de vacinação, de 74% em 2017 para 30% em 2018,[4][5] apesar de outras nações na região terem taxas próximas a 99%.

O país decretou estado de emergência em 15 de novembro de 2019, decretando o fechamento de todas as escolas, mantendo crianças com menos de dezessete anos fora de eventos públicos[6] e tornando a vacinação obrigatória.[7] Em 2 de dezembro, o governo impôs toque de recolher e cancelou todas as celebrações de Natal e encontros públicos. Todas as famílias não vacinadas foram ordenadas a mostrar uma bandeira ou tecido vermelhos na frente de suas casas para ajudar nos esforços de vacinação em massa. Algumas famílias adicionaram mensagens como "Ajuda!" ou "Eu quero viver!".[8] Nos dias 5 e 6 de dezembro, o governo fechou tudo para trazer servidores civis para ajudar na campanha de vacinação. O toque de recolher foi revogado em 7 de dezembro, depois que o governo estimou que o programa de vacinação alcançou 90% da população. Em 14 de dezembro, o estado de emergência foi estendido até o dia 29 de dezembro.[9] O ativista antivacina Edwin Tamasese foi preso sob a acusação de "incitar o descumprimento da ordem do governo de que todo cidadão seja imunizado contra o sarampo."[6]

Em 23 de dezembro, a campanha de vacinação alcançou 95% de cobertura,[10] que é a taxa necessária para prevenir a transmissão do vírus em uma população.[11] Em janeiro de 2020 foi declarado o fim da epidemia de sarampo no país.[2]

Notas

  1. O primeiro caso foi reportado em 28 de agosto de 2019, mas apenas em 16 de outubro a Organização Mundial da Saúde decretou o surto de sarampo no país[3] e em 15 de novembro o governo decretou estado de emergência pela epidemia.[2]

Referências

  1. OMS; UNICEF (22 de novembro de 2019). «Measles outbreak in the Pacific - Situation report no. 1» [Surto de sarampo no Pacífico - Relatório de situação no. 1] (PDF) (relatório) (em inglês) 1ª ed. Organização Mundial da Saúde. 6 páginas. Consultado em 18 de janeiro de 2021. Cópia arquivada (PDF) em 18 de janeiro de 2021 
  2. a b c Mayron, Sapeer (28 de agosto de 2020). «On this day: first measles case recorded» [Neste dia: primeiros casos de sarampo reportados]. Samoa Observer (em inglês). Consultado em 19 de janeiro de 2019. (pede subscrição (ajuda)) 
  3. a b c d e OMS; UNICEF (22 de janeiro de 2020). «Measles outbreak in the Pacific - Situation report no. 11» [Surto de sarampo no Pacífico - Relatório de situação no. 11] (PDF) (relatório) (em inglês) 11ª ed. Organização Mundial da Saúde. 10 páginas. Consultado em 18 de janeiro de 2021. Cópia arquivada (PDF) em 18 de janeiro de 2021 
  4. a b Dr. Brian Spain (27 de dezembro de 2019). «Relief as measles vaccination rates hit 95 per cent in Samoa» [Alívio quando as taxas de vacinação atingem 95% em Samoa] (transmissão de rádio FM). The World Today (entrevista de rádio) (em inglês). Sarah Sedghi. Sydney, Austrália: ABC. Consultado em 19 de janeiro de 2021 
  5. «Samoa luta contra epidemia de sarampo e movimento antivacina». Estado de Minas. AFP. 6 de dezembro de 2019. Consultado em 19 de janeiro de 2019 
  6. a b «Ativista anti-vacina é preso em meio a surto de sarampo em Samoa». VEJA. Editora Abril. 6 de dezembro de 2019. Consultado em 19 de janeiro de 2019. Cópia arquivada em 19 de janeiro de 2019. (pede subscrição (ajuda)) 
  7. Gallagher, James (26 de dezembro de 2019). «Os médicos e enfermeiras que passaram o Natal lutando contra epidemia de sarampo». BBC News. BBC. Consultado em 19 de janeiro de 2019 
  8. Kwai, Isabella; Farao, Tutuila (19 de dezembro de 2019). «'Why My Baby?': How Measles Robbed Samoa of Its Young» ['Por que meu bebê?': Como o sarampo roubou Samoa de seus jovens]. The New York Times (em inglês). Consultado em 19 de janeiro de 2021. Cópia arquivada em 31 de dezembro de 2019. (pede subscrição (ajuda)) 
  9. «Samoa measles state of emergency extended» [Estado de emergência por sarampo estendido em Samoa]. Radio New Zealand. 14 de dezembro de 2019. Consultado em 19 de janeiro de 2021. Arquivado do original em 14 de dezembro de 2019 
  10. Governo de Samoa [samoagovt] (23 de dezembro de 2019). «Vaccination update: as of 23 Dec, 95% of population have been vaccinated.» [Atualização sobre vacinação: até 23 de dezembro, 95% da população foi vacinada] (Tweet) (em inglês). Consultado em 19 de janeiro de 2019. Cópia arquivada em 19 de janeiro de 2021 – via Twitter 
  11. OMS; UNICEF (20 de janeiro de 2020). «Effective outbreak response reduces the risk of measles spread in the Pacific» [Resposta efetiva ao surto reduz risco de propagação de sarampo no Pacífico] (declaração) (em inglês). Suva, Fiji: Organização Mundial da Saúde. Consultado em 19 de janeiro de 2019 
Ícone de esboço Este artigo sobre epidemias ou pandemias é um esboço relacionado ao Projeto Saúde. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Ícone de esboço Este artigo sobre Samoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.