Susan Rice

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Susan Rice
Susan Rice
Conselheira de Segurança Nacional Seal of the Executive Office of the President of the United States 2014.svg
Período 1 de julho de 2013
a 20 de janeiro de 2017
Presidente Barack Obama
Antecessor(a) Thomas Donilon
Sucessor(a) Michael Flynn
Representante Permanente dos Estados Unidos junto às Nações Unidas Seal of the United States Department of State.svg
Período 22 de janeiro de 2009
a 1 de julho de 2013
Presidente Barack Obama
Antecessor(a) Zalmay Khalilzad
Sucessor(a) Samantha Power
Dados pessoais
Nome completo Susan Elizabeth Rice
Nascimento 17 de novembro de 1964 (53 anos)
Washington, D.C.
 Estados Unidos
Nacionalidade norte-americana
Alma mater Universidade Stanford
New College, Oxford
Partido Democrata

Susan Elizabeth Rice (Washington, D.C., 17 de novembro de 1964) é uma diplomata e política estadunidense, filiada ao Partido Democrata. Rice foi Representante Permanente dos Estados Unidos às Nações Unidas de 2009 a 2013, quando deixou este cargo para assumir a chefia do Conselho de Segurança Nacional. Durante o segundo mandato de Bill Clinton, Rice trabalhou no Departamento de Estado, no setor responsável pela África.

Em 2013, após a reeleição de Barack Obama, Rice foi cotada como possível sucessora de Hillary Clinton no cargo de Secretária de Estado.[1][2] Porém, por conta do ataque ao consulado americano em Benghazi, retirou seu nome de consideração e alegando que "o processo de sua confirmação seria lento, disruptivo e dispendioso".[3]

Juventude e educação[editar | editar código-fonte]

Nasceu em Washington, D.C.; filha de Emmett J. Rice (1919-2011), professor de economia na Universidade Cornell e Presidente da Reserva Federal, e Lois Flitt, uma especialista em Pedagogia. Seus avós maternos eram jamaicanos. Seus pais se divorciaram durante sua juventude.

Rice era triatleta, presidente do conselho de estudantes e oradora de sua turma na National Cathedral School, uma escola metodista de Washington, D.C. Ganhou o apelido "Spo" quando jogou como armadora no time de basquete.

Rice diz que seus pais a ensinaram a "nunca usar sua raça como desculpa ou vantagem" e que quando jovem "sonhava em tornar-se a primeira senadora representando o Distrito de Colúmbia". Ela também temia que suas realizações "fossem menosprezadas pelas pessoas e atribuídas às ações afirmativas". Após a morte de seu pai, em 2011, Rice afirmou: "Ele acreditava que a segregação o impediu de ser tudo o que poderia. Ele levou décadas para superar o trauma psicológico daquilo. Seu desejo mais fervoroso era de que nós não tivéssemos esta bagagem psicológica".

Rice estudou na Universidade Stanford através de uma bolsa de estudos, onde bacharelou-se em História em 1986. Foi eleita para a Phi Beta Kappa, uma proeminente sociedade de honra dos Estados Unidos.

Agraciada com outra bolsa de estudos, Rice estudou no New College de Oxford, onde obteve seus títulos de "M.Phil." (Mestre em Filosofia) e "DPhil" (doutorado em filosofia).


Translation arrow.svg
Este artigo ou secção resulta, no todo ou em parte, de uma tradução do artigo «Susan Rice» na Wikipédia em inglês, na versão original. Você pode incluir conceitos culturais lusófonos de fontes em português com referências e inseri-las corretamente no texto ou no rodapé. Também pode continuar traduzindo ou colaborar em outras traduções. Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Publicações[editar | editar código-fonte]

  • Rice, Susan Elizabeth. 1990. "The Commonwealth Initiative in Zimbabwe, 1979-1980: Implications for International Peacekeeping" D Phil thesis, New College, Oxford University.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Susan Rice
Articles


Ícone de esboço Este artigo sobre um político é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.