Tômbua

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Tômbua
Flag-map of Angola.svg

Imagens da cidade e povo típico do Tômbua
Dados gerais
Gentílico Porto Alexandrino
Província Namibe
Características geográficas
Área 17 729 km²
População 187 573 hab.
Densidade 10 hab./km²
Altitude 112 m
Clima desértico
Ficheiro:Mapa do Município do Tômbua.JPG
Mapa do município do Tômbua e da Província do Namibe

Projecto Angola  • Portal de Angola

Tômbua ou Tombwa é uma cidade e município da província do Namibe, em Angola.

Ficheiro:Cidade do tômbua.JPG
Imagens da cidade, praias e povos tipicos do Tômbua

Localiza-se no litoral. O município tem 18 019 km² e cerca de 187 573 mil habitantes1 . Sua Capital é a cidade do Tômbua com o mesmo nome. É limitado a Norte pelos municípios de Namibe e a Este pelo município de Vireie pela província do Cunene, a Sul pela República da Namíbia, e a Oeste pelo Oceano Atlântico. É constituído pelas comunas do Yona e Baía dos Tigres.

O município foi criado em 1895 e designou-se Porto Alexandre até 1975. A cidade do Tômbua é o principal centro urbano do município e nela vivem 60% da população que é na sua maioria pescadora. O município do Tômbua é o maior da província do Namibe sendo oucupado quase na sua totalidade pelo deserto do Namibe nos seus extremos na fronteira com a província do Cunene é possível observar-se cadeias de morros de pedra formando uma paisagem diferenciada e pondo fim ao deserto.

Saúde[editar | editar código-fonte]

A saúde no município do Tômbua é servida por um hospital municipal e vários postos de saúde. Nos casos mais graves os pacientes são transferidos para unidades hospitalares na cidade do Namibe.

Educação[editar | editar código-fonte]

A cidade do Tômbua é servida por escola primarias, secundárias, e do ensino médio, no interior do município também encontram-se escolas primárias e secundárias, mas uma das grandes dificuldades que se vive no interior do município é a desistência de alunos em meio ao ano letivo devido ao fator do nomadismo que é comum entre os povos típicos da região. A administração municipal do Tômbua vem tomando medidas para que povos que possuam estes costumes consigam fixar-se facilitando o acesso ao sistema de ensino, hospital e mantendo uma controlor maior sobre os mesmo, lembrando que frequentando as escolas os povos aprendem a língua portuguesa.

Idioma[editar | editar código-fonte]

No município cerca de 50% da população usa a língua portuguesa como língua primária, a segunda língua mais falada é o kuvale seguindo-se por outro idiomas.

Cultura[editar | editar código-fonte]

Povo desta região da província tem na sua cultura sobre tudo a pesca, na cidade do Tômbua as mulheres esperam os homens que vêm das pescas com os peixes para iniciarem o processo de lavagem, preparo e salga do mesmo. No interior do Municipio encontramos os Mucubais, Himbas (maioria) e alguns da etnia Khoisan cada grupo com suas particularidades. As himbas chamam a atenção pela cor do seu corpo que é coberto por banha misturada com preparos, os seus penteados também dão uma beleza única as mulheres himbas.

Turismo[editar | editar código-fonte]

O município do Tômbua é um dos mais ricos em lugares turísticos na província entre estes lugares temos:

  • Deserto do Namibe
  • Oásis da lagoa do Arco
  • Parque Nacional do Yona
  • Foz do Rio Cunene
  • Ilha da Baía dos Tigres

No município existem algumas unidades hoteleiras, mas ainda existe carência especialmente na cidade do Tômbua. No parque nacional do Yona que é um dos maiores e mais ricos de Angola podemos encontrar uma grande variedade de especies de animais como: olongos, gazelas, avestruzes, suricatas, leões, raposas, hienas, as zebras, o Órix entre outros animais.

Na foz do Cunene pode-se observar crocodílios e outras especies de animais tanto aquáticos como terrestres por ser um lugar de reprodução e de desova. Nesta zona é proibida a multa e caça de animais sobe pena e multa em valores altos.

A Ilha da Baía dos Tigres está enquadrada no projeto "Namibe For World" comandado por Ericsson Cabral e que pretende levar a refundação da ilha e um desenvolvimento turístico que promete tornar a ilha como a segunda porta de turismo na província.

Sede - capital[editar | editar código-fonte]

A sede e capital do município do Tômbua é a cidade do Tômbua.


A cidade possui ruas, edifícios e construções do tempo colonial em quase toda sua totalidade, o governo Angolano e do Namibe construíram nos últimos anos alguns conjuntos habitacionais. A cidade é servida de Bancos, hospitais, bares, restaurantes, padarias, parques e quadras e é sede da Administração Municipal do Tômbua. Com tudo ainda se nota uma grande falta de investimento na cidade.

Economia[editar | editar código-fonte]

A economia do município do Tômbua tem como base a pesca e a indústria na transformação de pescado e marisco. Com os novos programas que vêm sendo estudados para o município espera-se conseguir alavancar a indústria turística no município, gerando maior riquezas e orçamentos para o município.

Transporte[editar | editar código-fonte]

O município do Tômbua é servido pelos transporte Rodoviários e marítimos tanto de pessoas como de mercadorias, o transporte aéreo no município encontra-se inoperante.

- Porto[editar | editar código-fonte]

O porto pesqueiro do Tômbua que está localizado na cidade do tômbua, dele partem e chegam embarcações com mercadorias e pessoas para outros pontos do litoral.

- Aeroportos e Aeródromos[editar | editar código-fonte]

O município é servido por três aeródromos:

- Aeródromo do Tômbua

-Aeródromo da Ilha da Baía dos Tigres

-Aeródromo do Yona

Problemas Ecológicos[editar | editar código-fonte]

A cidade do Tômbua corre o eminente risco de ser engolida pelo deserto , esforços e medidas contra a desertificação vêm sendo tomadas para combater o fenômeno.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia de Angola, integrado no Projecto Angola é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.