Tômiris

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
"Tômiris Mergulhando a Cabeça de Ciro morto em um vaso de Sangue" por Rubens

Tômiris (português brasileiro) ou Tómiris (português europeu) ( /ˈtmrɪs/; em persa: تهمرییش; romaniz.: Tahm-Rayiš),[1] foi uma princesa que reinou sobre os Masságetas, uma confederação de pastores nômades da Ásia Central do leste do Mar Cáspio, em partes do moderno Turcomenistão, Afeganistão, Uzbequistão, e sul do Cazaquistão. Tômiris levou seus exércitos para se defender contra um ataque de Ciro, o Grande, do Império Aquemênida, tendo derrotado e o matado em 530 a.C. (embora isso seja discutível pois Heródoto menciona que esta foi apenas uma das muitas histórias relacionadas com a morte de Ciro, o Grande).

Tômiris é referida por vários escritores antigos, entre os quais o primeiro é Heródoto. Ela também é mencionada por Estrabão, Polieno, Cassiodoro, e Jordanes.

História[editar | editar código-fonte]

Mattia Preti, Tômiris Recebendo a Cabeça de Ciro, 1670-72

Os nomes de Tômiris, e seu filho Espargapises, que era o chefe do seu exército, são de origem iraniana.[1] Desde que os historiadores que primeiro escreveram sobre ela foram gregos, a forma grega de seu nome é usada com mais frequência.

Muitos historiadores gregos registraram que ela "derrotou e matou", o persa Ciro, o Grande, o fundador do Império Aquemênida, durante a sua invasão e tentativa de conquista de seu país. Heródoto, que viveu de 484 a 425 a.C., é o mais antigo dos escritores clássicos falam sobre sua vida, escrevendo quase cem anos mais tarde. Sua história era bem conhecida e se tornou lendária. Estrabão, Polieno, Cassiodoro, e Jordanes também escreveram sobre ela, De origine actibusque Getarum ("A origem e as ações dos Godos/Getas").[2]

De acordo com os historiadores gregos, Ciro foi vitorioso em sua primeira incursão na Masságetas. Seus conselheiros sugeriram colocar uma armadilha para os citas: os persas deixaram para trás um acampamento aparentemente abandonado , que continha uma grande quantidade de vinho. Os pastores citas não estavam acostumados a beber vinho — "os seus entorpecentes favoritos eram haxixe e leite de égua fermentado" — e embriagaram-se, ficando em um estado de estupor. Os persas atacaram enquanto os seus oponentes estavam incapacitados, derrotando as forças Masságetas, e capturando o filho de Tômiris, Espargapises, general do seu exército. Dos um terço dos Masságetas que lutaram, foram mais capturados do que mortos. De acordo com Heródoto, Espargapises convenceu Ciro à remoção de suas obrigações, permitindo assim que ele cometesse suicídio, enquanto estava em cativeiro persa.[3]

Tômiris enviou uma mensagem para Ciro, denunciando a traição, e com todas as suas forças, desafiou-o para uma segunda batalha. Na luta que se seguiu, os Masságetas tiveram superioridade, e os Persas foram derrotados com um elevado número de baixas. De acordo com Heródoto, Ciro foi morto, e Tômiris teria decapitado seu cadáver[4] e empurrado sua cabeça para um odre cheio de sangue humano. Ela teria sido citada dizendo, "eu avisei que eu iria saciar a sua sede de sangue, e assim que eu devo fazer"[5][6] (Hdt 1.214)[3] Xenofonte, por outro lado, diz que Ciro morreu tranquilamente em sua cama,[7] e uma série de outras fontes relatam diferentes causas de morte.

Legado[editar | editar código-fonte]

Tômiris como imaginada por Castagno, do século XV

Eustache Deschamps adicionou Tômiris a sua poesia como um das nove mulheres heroínas no final do século XIV.

A história de Tômiris tem sido incorporada na tradição da arte ocidental; Rubens,[8] Allegrini,[9] Luca Ferrari,[10] Mattia Preti, Gustave Moreau e o escultor Severo Calzetta da Ravenna[11] estão entre os muitos artistas que retrataram eventos da vida de Tahm-Rayiš e de sua vitoria sobre Ciro e seus exércitos.

O nome "Tômiris" também tem sido adotado na taxonomia zoológica, para o grupo-espécie Tômiris de lepidópteros da Ásia Central.[12]

590 Tomyris é o nome dado a um dos planetas menores.[13]

Na cultura popular[editar | editar código-fonte]

O nome Tomris ou To'maris tornou-se muito popular na Ásia Central e na Turquia nos séculos XX e XXI. To'marisning Ko'zlari (Os Olhos de Tômiris) é um livro 1984 de poemas e histórias pelo autor usbeque Xurshid Davron. To'marisning Aytgani (Ditos de Tômiris) é um livro de 1996 de poesia escrito pela poeta usbeque Halima Xudoyberdiyeva.

Tômiris lidera a civilização cita em 2016 no jogo de videogame 4X Civilization VI desenvolvido pela Firaxis Games.[14][15]

Referências

  1. a b Geschichte Mittelasiens im Altertum. ([By] Franz Altheim und Ruth Stiehl.) Mit Beiträgen von János Harmatta [and others], etc (em alemão). [S.l.]: Walter de Gruyter & Company. 1 de janeiro de 1970 
  2. «THE ORIGIN AND DEEDS OF THE GOTHS». people.ucalgary.ca. Consultado em 3 de janeiro de 2017 
  3. a b «Herodotus: Queen Tomyris of the Massagetai and the Defeat of the Persians under Cyrus». Fordham University. Consultado em 3 de janeiro de 2017 
  4. Mayor, pp. 157–9.
  5. On Politics: A History of Political Thought from Herodotus to the Present. From Herodotus to Machiavelli. Book one (em inglês). [S.l.]: W. W. Norton & Company. 1 de janeiro de 2012. ISBN 9780871404657 
  6. «More Women Rulers - Women in World History Curriculum». www.womeninworldhistory.com. Consultado em 3 de janeiro de 2017 
  7. electricpulp.com. «CYRUS iii. Cyrus II The Great – Encyclopaedia Iranica». www.iranicaonline.org. Consultado em 3 de janeiro de 2017 
  8. «Питер Пауэль Рубенс (Peter Paul Rubens). Queen Tomyris before the Head of Cyrus. Масло на холсте. The Museum of Fine Arts, Boston, MA, USA.». www.staratel.com. Consultado em 3 de janeiro de 2017 
  9. «ImageBase». 15 de setembro de 2009. Consultado em 3 de janeiro de 2017 
  10. «Queen Tomyris with the head of Cyrus the Great by Ferrari, Luca (1605-54) - Bridgeman Art Library». 26 de fevereiro de 2012. Consultado em 3 de janeiro de 2017 
  11. «The Frick Collection». collections.frick.org. Consultado em 3 de janeiro de 2017. Arquivado do original em 5 de outubro de 2013 
  12. «Borboletas e traças of the World» 
  13. «Dicionário de Planetas Menores nomes» 
  14. «Civilization VI: Tomyris Leads Scythia». civilization.com. Consultado em 3 de janeiro de 2017 
  15. «Tomyris of the Scythians will slake your thirst for blood in 'Civilization VI'». Digital Trends (em inglês). 9 de agosto de 2016 

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Paulo Orósio, Historiae adversus paganos II.7
  • Justino, Epítome Historiarum philippicarum Pompeia Trogi I. 8

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Tômiris