Tôr

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde abril de 2014). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Portugal Tôr  
—  freguesia portuguesa extinta  —
Ponte romana em Tôr
Ponte romana em Tôr
Brasão de armas de Tôr
Brasão de armas
Localização no concelho de Loulé
Localização no concelho de Loulé
Tôr está localizado em: Portugal Continental
Tôr
Localização de Tôr em Portugal Continental
Coordenadas 37° 11' 45" N 8° 02' 06" O
Concelho primitivo Loulé
Concelho (s) atual (is) Loulé
Freguesia (s) atual (is) Querença, Tôr e Benafim
Fundação 1997
Extinção 2013
Área [1]
 - Total 15,82 km²
População (2011)[2]
 - Total 885
    • Densidade 55,9/km2 
Gentílico: Torense
Orago Santa Rita de Cássia

Tôr é uma povoação portuguesa do concelho de Loulé, com 15,82 km² de área e 885 habitantes (2011). Densidade: 55,9 hab/km².

Foi sede de uma freguesia extinta em 2013, no âmbito de uma reforma administrativa nacional, para, em conjunto com Querença e Benafim formar uma nova freguesia denominada União de Freguesias de Querença, Tôr e Benafim com a sede em Querença.[3]

História[editar | editar código-fonte]

Tôr foi elevada a freguesia em 1997 através do decreto lei nº 32/97, de 12 de Julho de 1997, tendo sido desanexada da de Querença.[4] A aspiração a elevação a freguesia remontava a 1931, data em que surgem informações das primeiras reivindicações em actas.

Localização geográfica[editar | editar código-fonte]

Tôr dista da sede do município sete quilómetros. É limitada a norte por Salir, a sul por São Clemente e São Sebastião , a oeste por Benafim e a leste por Querença. É banhada pelas ribeiras de Benémola e Mercês. De destacar que a povoação é muito rica em água, sendo a principal abastecedora de água às cidades de Loulé e Quarteira.

Povoações[editar | editar código-fonte]

Fazem parte da localidade os lugares de:

  • Funchais
  • Barcalinho
  • Cerro das Covas
  • Carrasqueira
  • Fojo
  • Vendas Novas de Tôr
  • Vicentes
  • Monte Guiomar
  • Pasmora
  • Monte das Figueiras de Baixo
  • Figueira de Baixo
  • Andrezes
  • Castelhana
  • Nora
  • Ponte da Tõr
  • Olival
  • Morgado da Tôr
  • Nergal
  • Mesquita
  • Gemica

Heráldica[editar | editar código-fonte]

Armas - Escudo de ouro, ramo de oliveira de verde, frutado de negro e um ramo de alfarrobeira de verde, frutado de púrpura, passados em aspa, entre um crescente de vermelho em chefe e uma ponte de três arcos de vermelho, realçada de prata, movente dos flancos e um pé ondado de azul e prata de três tiras. Coroa mural de prata de três torres. Listel branco com a legenda a negro em maiúsculas : "TÔR - LOULÉ".

Economia[editar | editar código-fonte]

As atividades principais da freguesia são a agricultura e a pastorícia. Actualmente a população mais jovem trabalha em Loulé, Quarteira, Almancil, Vale do Lobo, Quinta do Lago, nas actividades da restauração e hotelaria. Na freguesia existe indústria panificadora e uma fábrica de cerâmica..

Património[editar | editar código-fonte]

Na freguesia de Tôr existem diversos edifícios de património arquite(c)tónico, os mais importantes são:

  • Igreja matriz de Tôr
  • Cruzeiro
  • Ponte romana de Tôr
  • Moinhos de vento
  • Algares
  • Casa acastelada
  • Casarão do Morgado

População[editar | editar código-fonte]

População da freguesia de Tôr [5]
1864 1878 1890 1900 1911 1920 1930 1940 1950 1960 1970 1981 1991 2001 2011
887 885

Evolução da  População  2001 / 2011; Variação da População  2001 / 2011; A População em 2001; A População em 2011

Criada pela Lei nº 32/97 [6] , de 12 de Julho, com lugares desanexados da freguesia de Querença

Feiras, festas e romarias[editar | editar código-fonte]

Artesanato[editar | editar código-fonte]

Na freguesia produzem-se diversos objetos de artesanato, os mais importantes são cestos de cana e verga e empreita de palma, sapateiro e barbeiro.

Gastronomia[editar | editar código-fonte]

A freguesia de Tôr, apesar da sua pequenez possui um rica gastronomia: As principais especialidades gastronómicas são:

Cole(c)tividades[editar | editar código-fonte]

As principais coletividades da freguesia de Tôr são:

  • Associação de Caçadores e Agricultores da Tôr
  • Associação Social e Cultural de Tôr
  • Sociedade Recreativa Torense
  • Clube de Jovens de Tôr - Ghost Boy Club

Referências

  1. «Áreas das freguesias, municípios e distritos da CAOP2012». Separador Areas_Freguesias_CAOP2012. Instituto Geográfico Português. 2012. Arquivado desde o original em 9 de Novembro de 2013. Consultado em 1 de Abril de 2014. 
  2. «População residente, segundo a dimensão dos lugares, população isolada, embarcada, corpo diplomático e sexo, por idade (ano a ano)». Informação no separador "Q601_Algarve". Instituto Nacional de Estatística. Arquivado desde o original em 4 de Dezembro de 2013. Consultado em 28 de Fevereiro de 2014. 
  3. «Lei n.º 11-A/2013 de 28 de janeiro (Reorganização administrativa do território das freguesias)» (PDF). Diário da República eletrónico. Arquivado desde o original (pdf) em 6 de Janeiro de 2014. Consultado em 28 de Março de 2014. 
  4. «Lei n.º 32/97» (PDF). Diário da República eletrónico. Consultado em 28 de Abril de 2014. 
  5. Instituto Nacional de Estatística (Recenseamentos Gerais da População) - https://www.ine.pt/xportal/xmain?xpid=INE&xpgid=ine_publicacoes
  6. Diário da República - http://dre.tretas.org/dre/83625/

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

  • [1]
  • [2] Diário da República que criou a freguesia de Tôr.