Túpac Yupanqui

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Túpac Yupanqui
Tupaq Inka Yupanki
Viracocha.jpg
10º Inca de Cusco
Reinado 1471 - 1493
Consorte Mama Ocllo Coya
Antecessor(a) Pachacuti
Sucessor(a) Huayna Capac
Descendência Huayna Capac
Casa Hanan Cuzco
Nascimento 1441
  Cusco
Morte 1493 (52 anos)
  Chinchero
Pai Pachacuti
Mãe Mama Anahuarque

Túpac Yupanqui (Quíchua: Tupaq Inka Yupanki, 1441 - 1493), um dos últimos governantes foi décimo Sapa Inca e o 2º Inca do Tawantinsuyu. Sendo o sucessor de Pachacuti. Ele assumiu o co-reinado provavelmente entre os 25 e 30 anos (entre 1466 e 1471). Em seguida, após a morte de seu pai, passou a controlar absolutamente o poder, nesta época devia ter pouco mais que 30 anos. Governou de 1471 até sua morte, em 1493.

Vida[editar | editar código-fonte]

Inicialmente, Pachacuti escolheu como seu sucessor seu primogênito Amaru Inca Yupanqui, mas este era muito pacato e bondoso. Tais atitudes fizeram Pachacuti, mudar a escolha e nomeou como seu sucessor seu outro filho, Tupac Yupanqui. [1] Quando Pachacuti já estava muito velho deixou que Tupac assumisse quase todo a poder (co-governo).

Conquistas[editar | editar código-fonte]

Seu pai o nomeou chefe do exército Inca em 1463. Ele expandiu o reino em direção ao norte, ao Chinchaysuyo, ao longo dos Andes, conquistou os Chachapoyas, Huambos e Guayacondos. Ele enfrentou o Império Chimu, direcionando sua atenção para sua capital, a murada: Chan Chan. Túpac Yupanqui desenvolveu uma estratégia, desviar o rio Moche, o fornecedor principal de água para Chan Chan. Como a cidade estava localizada no deserto, não demorou muitos dias para que anunciasse a rendição. [2] Passando pelo atual Equador, e desenvolveu um gosto particular pela cidade de Quito, que ele reconstruiu com arquitetos de Cusco. Durante esse período, seu pai Pachacuti, reorganizou o Curacado de Cusco transformando-o no Tawantinsuyu ("quatro províncias").

Governo[editar | editar código-fonte]

Se tornou Imperador Inca em consequência da morte de seu pai, ocorrida em 1471. Conquistou os Chimus, neste momento o maior adversário dos Incas.

Em 1480, ele liderou uma expedição através do Pacífico. Possivelmente sua expedição visitou as Ilhas Galápagos, Arquipélago de Tuamotu, Ilha de Páscoa e Mangareva. [3]

Em 1493 ele morreu envenenado e seu filho Huayna Capac o sucedeu no trono.

Precedido por
Pachacuti
10º Cápac Inca
Dinastia Hanan Cusco
Inca Roca.jpg

(1471 - 1493)
Sucedido por
Huayna Capac
Precedido por
Pachacuti
2º Inca do Tawantinsuyu
Banner of the Inca Empire.svg

(1471 - 1493)
Sucedido por
Huayna Capac



Referências

  1. Pedro Sarmiento de Gamboa,History of the Incas (em inglês) Courier Corporation, 2012 pp. 127-129 ISBN 9780486147055
  2. María Rostworowski, Historia del Tahuantinsuyu (em espanhol) Instituto de Estudios Peruanos, 2015 p.119-124 ISBN 9789972515255
  3. Gamboa, History of the Incas pp. 136-137

Bibliografia[editar | editar código-fonte]