t.A.T.u.

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de T.A.T.u)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
t.A.T.u.
Tatu at VivaComet 2008 (cropped).jpg
t.A.T.u. na Polônia em 2008
Informação geral
Origem Moscou
País  Rússia
Gênero(s)
Período em atividade 19992011
Gravadora(s)
Ex-integrantes Lena Katina
Yulia Volkova
Página oficial www.tatu.ru

t.A.T.u. (em russo: Тату - acrónimo de Та Любит Ту, ou Ta Lyubit Tu - "Essa Ama Aquela")[1] foi uma dupla russa composta por Yulia Volkova e Lena Katina. O duo foi gerenciado pelo produtor de TV russo Ivan Shapolov, criador do projeto, e estabeleceu seu sucesso mundial com o primeiro single da banda em inglês, "All the Things She Said", muito bem recebido pela crítica. O videoclipe da música, entretanto, gerou grande polêmica ao apresentar as cantoras se beijando e trocando carícias em uniformes escolares, além de ter sido ponto de partida para um suposto relacionamento lésbico de Lena e Julia. Além de seu primeiro single, "Not Gonna Get Us" e "All About Us" também fizeram sucesso e alcançaram o topo das paradas.

A dupla lançou seis discos em estúdio: três em russo e três em inglês. O álbum 200 km/h in the Wrong Lane foi um estrondoso sucesso, levando as cantoras a serem o primeiro grupo da história a receber o IFPI Europe Platinum Award pelo mesmo álbum em duas diferentes línguas. As duas versões do álbum são listadas como best-sellers entre grupos musicais femininos. Por conta do sucesso nacional e internacional, a dupla foi reconhecida como uma das mais importantes artistas femininas emergentes no início do século, consolidando-se também como as mais bem sucedidas artistas russas até o momento.

t.A.T.u representou a Rússia no 2003 Eurovision Song Contest, apresentando a música "Ne Ver', Ne Boysia" e terminando em terceiro lugar. Em março de 2011, a banda anunciou sua separação oficial por conta de razões pessoais e uma série de conflitos entre a dupla. Lena e Julia voltaram a se reunir em dezembro de 2012 para um show e chegaram a anunciar um retorno após se apresentarem na cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos de Sochi 2014. O retorno, no entanto, nunca aconteceu, com Lena declarando sua desistência do projeto por conta de divergências com Julia. Desse modo, a empreitada teve por consequência apenas um single, "Lyubov' V Kazhdom Mgnovenii" ("Amor em Todo Momento", em português), e seu videoclipe, onde ambas gravaram suas partes separadamente.

História[editar | editar código-fonte]

1999–2000: Formação do grupo[editar | editar código-fonte]

Dueto t.A.T.u.

Antes da produção de t.A.T.u começar, Lena Katina e Julia Volkova fizeram parte de um grupo, chamado Neposedy, juntamente com Sergey Lazarev e Vlad Topalov. Lena também fez parte de outra banda, Avenue, entre 1994 e 1997. Divulgou-se que Julia fora banida da Neposedy por conta de mal comportamento e por perturbar outros membros, além de vícios como o fumo e a bebida - acusações essas posteriormente negadas pelo grupo.

Em 1999, t.A.T.u. surgiu, criado por Ivan Shapovalov e seu amigo de trabalho Alexander Voitinskiy, que tinha planos para criar um projeto musical na Rússia. Com sua ideia em mente, Ivan e Alexander organizaram uma série de audições no início de 1999, em Moscou, a procura de jovens cantoras femininas. Aproximadamente 400 garotas se candidataram, sendo 10 restantes após as etapas de seleção, dentre elas as duas futuras membros da banda, Lena Katina e Julia Volkova. Tendo se conhecido antes das audições, Lena e Julia se destacaram das demais por conta de sua experiência vocal e aparência. Inicialmente, apenas Lena foi escolhida, cantando "It Must Have Been Love", do Roxette. Lena começou a gravar demos mas, após estarem finalizadas, Shapovalov insistiu que outra garota fosse incluída no projeto. Dessa forma, Julia Volkova, à época com 14 anos, assim como Lena, foi selecionada, completando a dupla.

De acordo com Lena, a inspiração de Shapovalov na criação da dupla veio do lançamento do filme sueco Show Me Love, focado no romance colegial entre duas garotas. Após completarem a dupla, os produtores escolheram o nome "Тату" (Tatu). Soando como a palavra em inglês "tattoo", o nome é a versão reduzida da frase russa "Эта девочка любит ту девочку", (Aita devochka lyubit tu devochku, significando "Essa garota ama aquela garota". Para o lançamento do primeiro álbum em inglês, o nome foi alterado para t.A.T.u, utilizando-se de caixa alta e pontos entre as letras para distinguir-se da já existente banda australiana Tatu.

Ao longo dos anos seguintes, Lena e Julia gravaram músicas com seus produtores. Voitinskij deixou o projeto, sendo substituído por Elena Kiper, co-produtora e co-compositora no álbum de lançamento da banda. Trevor Horn também foi contatado para escrever a versão em inglês de "Ya Soshla s Uma", que acabou por se tornar uma das músicas mais famosas da dupla, "All the Things She Said". Trevor ajudou a produzir boa parte do álbum em inglês 200 km/h In The Wrong Lane. Enquanto trabalhava com Shapovalov, a dupla era "controlada" por ele, sendo inclusive reportado sua rigidez quanto ao processo do álbum.

2000–2001: 200 Po Vstrechnoi[editar | editar código-fonte]

O primeiro single do grupo foi completado no outono de 2000, intitulado "Ya Soshla S Uma" (posteriomente lançado em inglês sob o título "All the Things She Said"). A música descreve a turbulência sentimental atravessada por uma garota, apaixonada por outra garota mas temerosa quanto a reação negativa da sociedade em frente a isso, pedindo perdão a seus pais. Elena Kiper foi a autora da música, explicando que a ideia veio enquanto dormia no escritório de sua dentista e sonhou que beijava outra mulher. Ela acordou dizendo "Ya soshla s uma" ("Eu perdi minha cabeça", em português), futuro título da música. Ivan Shapovalov adicionou a segunda frase do refrão, "Mne nuzhna ona" ("Eu preciso dela", em português).

O primeiro álbum, 200 Po Vstrechnoy, foi lançado em 21 de Maio de 2001. Seu segundo single foi "Nas Ne Dogonyat", lançado unicamente através de seu clipe, assim como o terceiro single, "30 Minut", que seguiu a tendência. O álbum foi um grande sucesso na Europa, vendendo cerca de 2.5 milhões de cópias em todo o globo. Em seu lançamento no Japão, o álbum alcançou o certificado de ouro da RIAJ. A dupla entrou em turnê em 2001, com coreografias descritas como "precisas" e que contavam com strip. A turnê passou por diversos países, entre eles Alemanha, Bulgária, Eslováquia, República Tcheca e Israel.


2003–2004: Pausa e Reforma[editar | editar código-fonte]

Em 26 de setembro de 2003, a banda lançou um CD de remixes, intitulado Remixes. Em novembro de 2003, o CD foi lançado na Rússia, com duas novas faixas e vídeos. As novas canções foram "Prostiye Dvizheniya" (que anteriormente foi lançada como single, mas não tinha aparecido em um lançamento comercial antes) e "Ne Ver, Ne Boysya" que foi a música que representou a Rússia no Festival Eurovisão da Canção 2003 na capital da Letônia,Riga, O duo ficou em terceiro lugar com 164 pontos,após uma das votações mais emocionantes do certame,em que disputou do começo ao fim do certamente com a eventual vencedora,a turca Sertab Erener e com a banda belga Urban Trad,que ficou em segundo lugar por apenas 1 ponto de diferença.

Posteriormente, foi feito o lançamento de um DVD intitulado "Screaming for More" , lançado em novembro de 2003, seguido do lançamento de outro DVD, de nome "Anatomy of t.A.T.u.", o qual mais tarde foi exibido na televisão russa, em 12 de dezembro de 2003. O documentário revela que as meninas não eram lésbicas, e narrou a participação do grupo no Festival Eurovisão da Canção 2003, em maio do mesmo ano. Em dezembro do mesmo ano, as garotas quebram legalmente o contrato com Ivan Shapovalov, alegando que a qualidade da música estava baixa e que Shapovalov só queria criar escândalos e polêmicas. Yulia Volkova declarou que "ele (Ivan Shapovalov) gasta seu tempo pensando em escândalos em vez de planejar o nosso trabalho artístico. Eu tenho certeza que nossos fãs preferem ouvir novas músicas e álbuns novos ao invés de novos escândalos".

Durante os preparativos para o seu segundo álbum internacional, menos lésbico, a dupla lançou um reality show para procurar os melhores compositores. Mas o rompimento com seu mentor, Ivan Shapovalov, foi o ponto principal a levar as meninas a um momento fora do holofote. Tempos depois, apoiadas por Sting e outros artístas do mercado internacional, retomaram o projeto do segundo álbum e lançaram "Dangerous and Moving", que teve como carro-chefe a música "All about us" – amplamente divulgada na América Latina e Europa e a única do álbum a entrar para as contagens da Billboard, em 2005.

Após a separação, Yulia mencionou sobre uma ida aos Estados Unidos na primavera de 2004, para gravar o novo álbum com novos produtores. No entanto, logo depois, ela ficou grávida e a gravação do novo álbum foi adiada.

2005–2006: Lyudi Invalidy e Dangerous and Moving [editar | editar código-fonte]

t.A.T.u. em outubro de 2005.

Em 2005, a dupla lançou seu segundo álbum chamado Lyudi invalidy / Dangerous and Moving. Este é menos pop e mais eletrônico que o primeiro. Seu primeiro single "All About Us" (que está presente na versão em inglês em ambos CDs) fez muito sucesso nesse período. Logo após isso, lançaram mais três singles para o CD em inglês e mais dois para o CD russo.

A dupla ainda fez muito sucesso na Rússia e no leste europeu, além de ter conseguido um grande legado de fãs no oriente, sobretudo no Japão, Taiwan e Filipinas.

Shapovalov liderou o t.A.T.u. para o sucesso ao longo da década de 2000, mas depois foi posto para fora pelas meninas em 2004. Assim, deu início da T.A. Música em 2005. Boris Renski seguiu com a produção musical de t.A.T.u. com a T.A. Music de 2005 a 2009.

2007–2010: Vesyoyle Ulybki, Happy Smiles e Waste Management[editar | editar código-fonte]

Yulia deu luz a seu segundo bebê em 30 de dezembro de 2007. Em 23 de Outubro de 2008, lançaram seu terceiro álbum de estúdio, intitulado (Happy Smiles) Vesolye Ulybki. No dia 15 de dezembro de 2009, é lançado na Rússia o Waste Management em formato digital com nova capa e com outro nome, versão em inglês do Vesolye Ulybki. Segundo a dupla, as mudanças aconteceram porque elas estavam cansadas da arte da edição russa e digital. Ao mesmo tempo, ocorreu o lançamento do álbum para download na Austrália, Estados Unidos, Japão, França, Alemanha, Reino Unido, Nova Zelândia e México. Em 1 de janeiro de 2010, a versão física do álbum em inglês foi lançada na Rússia e, duas semanas depois, no Brasil, sob o selo da Coqueiro Verde Records. Duas semanas após o lançamento do Waste Management em formato físico no Brasil, foi realizado o lançamento do álbum na Argentina e no Chile e, cinco semanas após, na Colômbia. Nos demais países, como nos Estados Unidos e no Reino Unido, o álbum jamais foi lançado em formato físico.

2011: Hiato e 200km/h in the Wrong Lane: 10th Anniversary Edition[editar | editar código-fonte]

Após quase dez anos de carreira, a dupla decidiu se separar oficialmente. A notícia foi dada em fevereiro de 2011. As cantoras afirmaram que iriam se separar após o lançamento mundial do filme "You and I", no qual elas fizeram participação, e após o lançamento do álbum "Waste Management Remixes", o qual teve seu lançamento confirmado para maio de 2011. Lena e Yulia informaram que a partir dali seguiriam em carreira solo. Posteriormente, Lena Katina disse em entrevista que: "As pessoas vão lembrar da gente pelas ótimas músicas, pela liberdade e por não termos medo de nada. Tiveram as imagens provocativas de duas meninas se beijando, mas, a segunda coisa, é a ótima música", finalizou. Quando questionada sobre um possível retorno da dupla, a cantora disse: "Talvez em dez anos". Lena continuou com a T.A. Music e o produtor

Em 2 de outubro, Cherrytree Records/Universal Russia anunciou que eles lançariam uma edição especial do disco “200 km/h in the Wrong Lane”. A “10th Year Anniversary Gold Edition trará uma nova arte de capa, a música nunca-lançada-antes das sessões de 2002, “A Simple Motion,” um novo remix de “All The Things She Said” do produtor Fernando Garibay, em adição a músicas remasterizadas e estará disponível em 12 de novembro de 2012. Em 24 de outubro, Cherrytree Records lançou a track listing oficial do álbum, nele havia uma nota escrita a mão escrita e assinada por Julia e Lena pessoalmente. Lena se apresentou com Julia pela primeira vez em anos em uma performance no "The Voice" na Romênia em 11 de dezembro, além de concederem uma entrevista exclusiva. Em 3 de dezembro, Lena rompeu com Boris Renski e a T.A.Music e decidiu seguir uma carreira verdadeiramente independente.

2013-2014: Retorno aos palcos, Re-Invention e fim da dupla[editar | editar código-fonte]

Durante uma recente entrevista[quando?], Julia Volkova contou que ela e Lena Katina estão conversando sobre o retorno da dupla. Julia disse que muitos fãs estão esperando por isso, e que Lena está apenas esperando a companheira se submeter a uma cirurgia na garganta.[carece de fontes?]

Durante o ano, fizeram algumas apresentações juntas, sob o nome t.A.T.u., não confirmando retorno oficial, dando preferência às carreiras solo. Lena Katina lançou Lift Me Up e fez algumas apresentações solo durante o ano, e Julia se limitou apenas às apresentações marcadas com Lena, devido suas limitações com a voz. Lena e Yulia se apresentaram juntas na abertura dos Jogos Olímpicos de Inverno de 2014i,em Sóchi, onde performaram Nas ne dogonyat[2], a apresentação do duo não foi transmitida pela televisão russa,que estava sob censura. Ainda em fevereiro, a dupla se apresentou num festival da Love Radio, onde novamente performaram Nas ne dogonyat e, ainda performaram uma música nova denominada "Love In Every Moment"[3], que seria lançada oficialmente nas rádios russas,no dia 23 de fevereiro[4] A nova música originou rumores de um possível quarto álbum seria gravado, se chamaria "Re-Invention" e seria lançado em 2014. [5]

Inesperadamente em 18 de fevereiro de 2014, Lena Katina publicou um vídeo polêmico cancelando os planos de retorno, acusando a ex-companheira de se impor no projeto artístico e também acusando-a de chantagem. Yulia teria ameaçado boicotar os planos de Lena, pois supostamente, Yulia possui contatos em um dos principais canais de televisão russo. Apesar do cancelamento por parte de Lena, o vídeo para Love In Every Moment/Lyubov V Kazhdom Mgnoveriy acabou sendo gravado por causa de um contrato. Lena postou um vídeo em seu Facebook explicando as razões que levaram ao cancelamento das apresentações. "Vocês ouviram sobre a turnê promocional na Eslováquia e República Tcheca. Hoje todos os eventos foram cancelados, incluindo os shows em Minsk e Moscou". [6] Em represália Yulia fez os shows programados com outra garota ruiva interpretando Lena.[7] O videoclipe de Love In Every Moment/Lyubov V Kazhdom Mgnoveriy foi uma ação promocional do Cornetto e teve participação de Mike Tompkins e Ligalize, Lena e Yulia gravaram suas partes separadamente. O single não foi lançado sob o nome t.A.T.u., mas sob os nomes solo das artistas. [8]

Discografia[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Discografia de t.A.T.u.
Álbuns de estúdio

DVDs[editar | editar código-fonte]

Ano Título
2002 t.A.T.u: The Video Collection
2004 Podnebesnaya
  • Lançamento: 2004
  • Documentário para TV
2003 Screaming for More
2004 Anatomy of t.A.T.u.
2006 t.A.T.u. Expedition
2007 Truth: Live in St. Petersburg
  • Lançamento: 12 de Setembro de 2007
  • DVD - Ao vivo

Turnês[editar | editar código-fonte]

  • 200 Po Vstrechnoy Tour (2001–2002)
  • Show Me Love Tour (2003)
  • Dangerous and Moving Tour (2005–2007)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Wikiquote Citações no Wikiquote
Commons Imagens e media no Commons

Referências