TNT Sports (Brasil)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
TNT Sports
TNT Sports Brasil
Informação geral
Também conhecido(a) como Esporte Interativo (2004–2018)
Gênero Bloco de programas e transmissões esportivas
Duração Variável
País de origem  Brasil
Idioma original (em português brasileiro)
Apresentador(es) ver mais
Localização São Paulo, SP
Empresa de
produção original
TopSport (2004-2007)
WarnerMedia Latin America (desde 2018)
Exibição
Programas exibidos ver mais
Emissora de
televisão original
RedeTV! (2004)
Rede Bandeirantes (2004-2007)
TV Cultura (2006-2007)
TNT/Space (desde 2018)
Formato de exibição 1080i (HDTV)
480i (SDTV) (2004–2007)
Transmissão 1ª fase: janeiro de 200419 de janeiro de 2007
2.ª fase: 3 de setembro de 2018 – presente

TNT Sports (anteriormente Esporte Interativo) é um bloco de programação televisivo brasileiro produzido pela WarnerMedia Latin America, destinado a exibição de programas e transmissões esportivas. O antigo Esporte Interativo era inicialmente produzido pela TopSport Ventures Ltda., sendo exibido como parte da programação da RedeTV! (2004), Rede Bandeirantes (2004-2007) e TV Cultura (2006-2007), quando foi convertido em um canal de televisão lançado em 2007. Uma vez extinto o canal homônimo, o EI voltou a ser exibido pela TNT e pelo Space em 2018. Com a padronização dos canais esportivos da WarnerMedia na América Latina, passou a utilizar a marca "TNT Sports" a partir de 2021.

História[editar | editar código-fonte]

Esporte Interativo (2004–2021)[editar | editar código-fonte]

Fase TopSport (2004–2007)[editar | editar código-fonte]

O Esporte Interativo estreou em janeiro de 2004 na RedeTV!, com a intenção de exibir uma faixa de 320 horas anuais de transmissões esportivas[1]. Os eventos na RedeTV! eram o Campeonato Inglês de Futebol, Liga dos Campeões da UEFA, NBA, NBA All-Star Game, Liga Futsal, Liga Nacional de Basquete, Amistosos da Seleção Brasileira de Handebol e Basquete, Futevôlei, Brasil de Ouro (esportes olímpicos) e Radical.BR (esportes radicais). Todas as transmissões eram produzidas pela própria RedeTV!, que contava com a apresentadora Cristina Lyra, os narradores Eder Luiz, Marco Túlio Reis e Fernando Vannucci, os comentaristas Neto (futebol e futsal), Marcel (basquete). Em setembro de 2004, a TopSport rompeu a parceria com a RedeTV! e acertou com a Rede Bandeirantes, que passaria a exibir o Esporte Interativo. Continuou na RedeTV! apenas a apresentadora Cristina Lyra e a Liga dos Campeões da UEFA.

Para a Band inicialmente foram apenas o Campeonato Inglês, o narrador Eder Luiz e o comentarista Neto. Mas a parceria trouxe mais novidades. No segundo semestre de 2004 a Band confirma a aquisição do Campeonato Espanhol[2] e transmite com exclusividade na TV aberta o Campeonato Mundial de Futsal de 2004. No ano seguinte, a Band troca o Campeonato Inglês pelo Campeonato Italiano. No dia 13 de agosto de 2005 a Band transmite a Supercopa da Espanha. Contrata o jornalista Roberto Avallone, que passa a comandar a atração e apresentá-la. Ainda em outubro de 2005, a TopSport readquire os direitos da Liga dos Campeões da UEFA. A Band utilizava em suas transmissões os narradores Nivaldo Prieto, Téo José, Luciano do Valle (recém contratados), Carlos Fernando, Silvio Luiz e os comentaristas Leivinha, Müller, Mário Sérgio, Sergio Xavier Filho e Mauro Beting. Em 2006, fechou parceria com a TV Cultura para a exibição do Campeonato Português. O Esporte Interativo permaneceu na Band até 2007, quando a TopSport criou seu próprio canal, transmitido via satélite em Banda C.

Fase Turner (2018-2021)[editar | editar código-fonte]

Ver artigos principais: Esporte Interativo BR e Esporte Interativo
Antigo logotipo do bloco, utilizado inicialmente pelos canais por assinatura a partir de 2015 e descontinuado junto com a marca Esporte Interativo em 2021.

Na década de 2010, o Esporte Interativo passou para o controle da Turner Broadcasting System Latin America, que inicialmente adquiriu 20% das ações do canal em junho de 2013, e em 29 de janeiro de 2015 passou a controlar 100% das ações.[3] A compra pela Turner possibilitou a expansão para a TV por assinatura, onde foram criados canais com vistas a acomodar as transmissões da Liga dos Campeões a partir de 2015, outrora pertencentes à ESPN Brasil, e os direitos de transmissão do Campeonato Brasileiro de Futebol entre 2019 e 2024, negociados individualmente entre os clubes.

Porém, em 9 de agosto de 2018, surpreendendo o mercado televisivo, a Turner descontinuou os canais Esporte Interativo, colocando as três programações (EI, EI 2 e EI BR) em reprises simultâneas até 25 de setembro, além de demitir cerca de 280 profissionais. Os profissionais restantes e seus respectivos programas foram reaproveitados nos canais TNT e Space, que anteriormente chegaram a exibir alguns jogos da Liga dos Campeões como forma de promover o Esporte Interativo aos assinantes que ainda não possuíam o canal nos line-ups de suas operadoras, e agora, passariam a exibir os programas remanescentes sob a marca Esporte Interativo, da mesma forma que eram feitas as transmissões antes de 2007.[4][5]

Com isso, em 3 de setembro, o bloco foi relançado, com os programas + 90, A Hora do Jogo, De Placa, EI Games e No Ar com André Henning sendo exibidos no Space, e os programas Liga Espetacular e De Olho na Liga indo ao ar na TNT. A Turner se desfez de todos os direitos de transmissão dos antigos canais, exceto os da Liga dos Campeões — que haviam sido renovados até 2020[6] – e os acordos individuais com os clubes para o Campeonato Brasileiro de Futebol a partir de 2019.[7]

Em 28 de abril de 2019, estreou na TNT a mesa-redonda O Último Lance, que passou a ser exibida como pós-jogo nas transmissões do Brasileirão. Em junho, foram extintos no Space os programas A Hora do Jogo, + 90, De Placa e No Ar com André Henning, sendo que os dois últimos passaram ter conteúdo disponível no YouTube e nas redes sociais.[8]

TNT Sports (2021–presente)[editar | editar código-fonte]

Em 8 de janeiro de 2021, a WarnerMedia, empresa-mãe da Turner, anuncia a substituição da marca Esporte Interativo pela TNT Sports, nome que já era utilizado desde 2017 por um canal esportivo do conglomerado na Argentina, e que agora serviria para uma padronização panrregional na América Latina.[9] A nova marca foi adotada oficialmente à meia-noite de 17 de janeiro em todas as mídias sociais do grupo, incluindo o EI Plus, que agora passa a se chamar Estádio TNT Sports. Na televisão, a marca TNT Sports estreou oficialmente durante o jogo entre Internazionale x Juventus, válido pelo Campeonato Italiano de Futebol.[10]

Programas[editar | editar código-fonte]

Futebol[editar | editar código-fonte]

Clubes
Seleções

Basquete[editar | editar código-fonte]

eSports[editar | editar código-fonte]

  • Liga Brasileira de Free Fire (no Space)

Wrestling[editar | editar código-fonte]

Programação adicional[editar | editar código-fonte]

  • A Hora do Jogo (TNT)
  • Matchday (TNT)
  • De Olho na Liga (TNT)
  • Liga Espetacular (TNT)
  • O Último Lance (TNT)
  • EI Games (Space)
  • De Placa (Youtube)
  • MFM Debate (Youtube)

Equipe[editar | editar código-fonte]

Membros atuais[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Top Sports apresenta grade do Esporte Interativo 2004/2005 Meio & Mensagem Online. (Agosto, 2004).
  2. Band transmite Campeonato Espanhol Site eBand. (Outubro, 2004)
  3. «Após acerto inicial, Turner compra 100% do Esporte Interativo». Máquina do Esporte. 29 de janeiro de 2015. Consultado em 19 de fevereiro de 2019 
  4. CARNEIRO, Leandro; CASTRO, Vinicius; VAQUER, Gabriel; MATTOS, Rodrigo (9 de agosto de 2018). «EI encerra canais na TV e programação migra para TNT e Space». UOL. Consultado em 19 de fevereiro de 2019 
  5. Possebon, Samuel (9 de agosto de 2018). «Turner desativa canais Esporte Interativo; marca será apenas digital». Tela Viva. Consultado em 19 de fevereiro de 2019 
  6. Mattos, Rodrigo (27 de junho de 2018). «Facebook e Esporte Interativo ganham direitos da Champions no Brasil». UOL. Consultado em 19 de fevereiro de 2019 
  7. «Esporte Interativo deixa TV e terá Brasileiro e Champions em canais da Turner». Folha de S.Paulo. 9 de agosto de 2018. Consultado em 19 de fevereiro de 2019 
  8. Carneiro, Leandro (27 de junho de 2019). «Esporte Interativo encerra dois programas esportivos no Space». UOL. Consultado em 30 de junho de 2019 
  9. Mattos, Rodrigo (8 de janeiro de 2021). «Warner faz mudanças e troca marca Esporte Interativo por TNT Sports». UOL. Consultado em 12 de janeiro de 2021 
  10. «TNT Sports vai estrear nova marca que substitui o Esporte Interativo; veja». UOL. 16 de janeiro de 2021. Consultado em 16 de janeiro de 2021 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre televisão no Brasil é um esboço relacionado ao projeto entretenimento. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.