TUE Série 7000 (CPTM)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de TUE CAF 7000)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
TUE CAF 7000
CAF Q1.2010 015.JPG
TUE CAF Série 7000
----
20141102 Interior Trem CPTM.jpg
Visão interna série 7000
----
Período de serviço 2010–presente
Fabricante Construcciones y Auxiliar de Ferrocarriles (CAF)
Período de construção 2009–2011
Entrada em serviço 2010
Total construídos 40
Total em serviço 36
Formação 4 carros (operando com 2 Tue's acoplados cada)
Capacidade 1.004 passageiros por TUE (228 sentados)
Operador CPTM
Linhas Atuais:
9greenturquoise.png Esmeralda
10turquoise.png Turquesa
12blue.png Safira

Anteriores:
7roxo.png Rubi
8cinza.png Diamante
11orange.png Coral

Especificações
Corpo Aço Inox
Comprimento do veículo com cabine: 21,92 m
intermediário: 20,61 m
Largura 3,05 m
Altura 3,93 m
Altura do Piso 1,33 m
Altura da plataforma 1100 mm
Portas 8 por carro (4 de cada lado)
Velocidade máxima 100 km/h
Peso 179 toneladas
Aceleração 0,90 m/s2
Desaceleração Serviço: 1,10 m/s2
Emergência: 1,20 m/s2
Tipo de tração inversor VVVF IGBT
Motor motores assíncronos AC
Potência 2.860 kW
Tipo de transmissão elétrica
Tipo de climatização Ar-condicionado (AC)
Alimentação 3000 Vcc
Captação de energia Catenária
Classificação UIC Bo'Bo' + 2'2' + 2'2' + Bo'Bo'
Freios Elétricos regenerativos, dois discos de freio (na alma da roda) por eixo
Acoplamento Scharfenberg
Bitola 1.600 mm

O TUE Série 7000 (CPTM) é um trem-unidade elétrico pertencente à frota da CPTM. Ele foi fabricado pela Construcciones y Auxiliar de Ferrocarriles (CAF) e iniciou a operação em 2010.[1]

História

Projeto e fabricação

Em 2007 o governo do estado lançou um programa de modernização das linhas da CPTM, tendo obtido junto aos Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento (BIRD) e Japan Bank for International Cooperation (JBIC) um empréstimo de US$ 1,74 bilhão.[2] Com esses recursos, a CPTM lançou a concorrência internacional nº 3834722011 visando a aquisição de 40 trens unidade elétricos de 8 carros.[3] As empresas Construcciones y Auxiliar de Ferrocarriles (CAF), Siemens e Alstom apresentaram as seguintes propostas[4]:

  • CAF - R$ 1,1 bilhão;
  • Alstom - N/D;
  • Siemens - R$ 1,9 bilhão

Após a análise das propostas, a empresa CAF foi declarada vencedora do certame em 3 de julho de 2008.[5] Em consequência, a empresa Siemens entrou na justiça alegando irregularidades na contratação. A assinatura do contrato chegou a ser suspensa até a decisão final do Supremo Tribunal de Justiça, que liberou a contratação da CAF, pelo valor de R$ 1.177.188.281,67.[6] Apesar da liberação do contrato, as alegações da Siemens deram origem à investigações que resultaram na revelação do Escândalo das licitações no transporte público em São Paulo.[7]

Por conta de uma exigência legal do governo de São Paulo, a CAF implantou uma fábrica de trens na cidade de Hortolândia. Essa fábrica ficou responsável por fabricar 38 dos 40 trens unidade, enquanto que as duas primeiras unidades foram produzidas pela fábrica da CAF em Zaragoza, Espanha.[8]

Operação

O primeiro trem foi entregue em 28 de março de 2010, prestando serviços na Linha 12 Safira.[9][10]

Atualmente a frota encontra-se distribuída da seguinte forma:[11]

Numeração Linha(s) de operação Data de operação
7005-7008
(Unidade imobilizada)[12]
9-Esmeralda 8/4/2010
7013-7016 23/6/2010
7021-7024 19/8/2010
7037-7040 15/9/2010
7041-7044 29/9/2010
7049-7052 21/10/2010
7053-7056 29/10/2010
7065-7068 22/11/2010
7069-7072
(Unidade imobilizada)[13]
5/1/2011
7077-7080 2/11/2010
7089-7092 16/12/2010
7093-7096 9/1/2011
7097-7100 20/1/2011
7105-7108 15/2/2011
7121-7124 16/3/2011
7125-7128 16/3/2011
7157-7160 27/5/2011
7017-7020 10-Turquesa 20/7/2010
7025-7028 25/8/2010
7057-7060 6/11/2010
7061-7064[14] 12/11/2010
7073-7076[15] 27/11/2010
7081-7084 9/12/2010
7109-7112 15/2/2011
7113-7116[15] 1/3/2011
7129-7132[16] 12/4/2011
7133-7136[17] 3/4/2011
7149-7152 4/5/2011
7153-7156[18] 14/5/2011
7001-7004 12-Safira 28/3/2010
7009-7012 10/06/2010
7029-7032 27/8/2010
7033-7036 2/9/2010
7045-7048 8/10/2010
7085-7088 5/1/2011
7101-7104 22/1/2011
7117-7120 1/3/2011
7137-7140 12/4/2011
7141-7144 12/4/2011
7145-7148 20/4/2011

TUE Série 7500 (CPTM)

TUE Série 7500 (CPTM)
Série 7500.png
TUE CAF Série 7500
----
Série 7500 CPTM.jpg
Visão interna série 7500
----
Período de serviço 2011–presente
Fabricante Construcciones y Auxiliar de Ferrocarriles (CAF)
Período de construção 2010–2011
Entrada em serviço 2011
Total construídos 8
Total em serviço 8
Formação 4 carros (operando com dois Tue's acoplados cada)
Capacidade 1.004 passageiros por TUE (228 sentados)
Operador CPTM
Linhas Atuais:
10turquoise.png Turquesa

Anteriores:
9greenturquoise.png Esmeralda

Especificações
Corpo Aço Inox
Comprimento do veículo com cabine: 21,92 m
intermediário: 20,61 m
Largura 3,05 m
Altura 3,93 m
Altura do Piso 1,33 m
Altura da plataforma 1100 mm
Portas 8 por carro (4 de cada lado)
Velocidade máxima 100 km/h
Peso 179 toneladas
Aceleração 0,90 m/s2
Desaceleração Serviço: 1,10 m/s2
Emergência: 1,20 m/s2
Tipo de tração inversor VVVF IGBT
Motor motores assíncronos AC
Potência 2.860 kW
Tipo de transmissão elétrica
Tipo de climatização Ar Condicionado (AC)
Alimentação 3000 Vcc
Captação de energia Catenária
Classificação UIC Bo'Bo' + 2'2' + 2'2' + Bo'Bo'
Freios Elétricos regenerativos, dois discos de freio (na alma da roda) por eixo
Acoplamento Scharfenberg
Bitola 1.600 mm

O TUE Série 7500 (CPTM) é um trem-unidade elétrico pertencente à frota da CPTM. Após a aquisição da Série 7000, a CPTM lançou licitação em maio de 2008 para adquirir 8 novos trens. A licitação foi vencida novamente pela empresa Construcciones y Auxiliar de Ferrocarriles (CAF), pelo valor de R$ 272.265.004,27.[6]

Os novos trens, batizados de Série 7500, começaram a circular em agosto de 2011, atendendo inicialmente apenas a Linha 9–Esmeralda. A chegada de 7 trens ainda em 2011 fez com que a quilometragem média entre falhas (MKBF) da frota da CPTM tivesse um pequeno aumento naquele ano.[19] Com a chegada dos TUE CAF 8500 e TUE Hyundai Rotem 9500 para as linhas 7–Rubi e 11–Coral, essas composições foram sendo remanejadas para a Linha 10–Turquesa, que carecia de trens novos, contando até então com a Série 2100 ("Trem Espanhol") e, posteriormente, com a Série 3000, como expresso.[20] A primeira composição (7517-7520) passou a circular pela Linha 10-Turquesa em fevereiro de 2018.[21]

Numeração Linha de operação Data de operação
7501-7504 10-Turquesa 30/6/2012
7505-7508 27/8/2011
7509-7512 26/8/2011
7513-7516 29/8/2011
7517-7520 17/9/2011
7521-7524 22/9/2011
7525-7528 29/9/2011
7529-7532 27/10/2011

Acidentes e incidentes

  • 23 de dezembro de 2010 — Colisão em baixa velocidade entre trens vazios das série 7000 e 1100 na área de manobras da estação da Luz. Sem feridos.[22]
  • 11 de julho de 2011 — Colisão entre trens das séries 7000 (7005-7008) e 1700 na estação Barra Funda deixou 42 pessoas feridas. Posteriormente o laudo indicou falha humana, resultando na demissão do maquinista.[23]
  • 16 de fevereiro de 2012 — Trem unidade 7069-7072 descarrila vazio na área de manobras da estação Ceasa.[24]
  • 15 de junho de 2019 — Trem 7143 choca-se com pára-choque de via na estação Brás, sem deixar feridos.[25]

Controvérsias

Segundo o Tribunal de Contas do estado de São Paulo a aquisição desses 48 trens entre 2007 e 2008 foi feita com base em uma estimativa de preços obsoleta (datada de 1994), resultando em possível prejuízo ao estado.[26]

Referências

  1. «Frota de Trens CPTM». Companhia Paulista de Trens Metropolitanos 
  2. Manoel Scchlindwein (23 de junho de 2008). «Estado anuncia US$ 3 bilhões para investir no Metrô e CPTM». Portal do Governo do estado de São Paulo. Consultado em 13 de julho de 2019 
  3. Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (16 de agosto de 2007). «CONVITE À LICITAÇÃO» (PDF). Diário Oficial do estado de São Paulo, Caderno Empresarial, página 24. Consultado em 13 de julho de 2019 
  4. «STJ autoriza CPTM a comprar 40 trens para São Paulo». Revista Consultor Jurídico. 29 de outubro de 2008. Consultado em 13 de julho de 2019 
  5. CPTM (3 de julho de 2008). «HOMOLOGAÇÃO-CONCORRÊNCIA INTERNACIONAL Nº 3834722011» (PDF). Diário Oficial do estado de São Paulo, Caderno Empresarial, página 21. Consultado em 13 de julho de 2019 
  6. a b Antonio Roque Citadini (15 de maio de 2017). «TC-030781/026/08» (PDF). Tribunal de Contas do estado de São Paulo. Consultado em 13 de julho de 2019 
  7. Aiuri Rebello (8 de julho de 2019). «Cade condena 11 empresas e 42 pessoas por cartel de trens e metrôs». UOL. Consultado em 14 de julho de 2019 
  8. EFE (19 de março de 2010). «Fabricante de trens espanhola CAF inaugura 1ª fábrica no Brasil». UOL-Economia. Consultado em 13 de julho de 2019 
  9. CPTM (12 de abril de 2010). «Primeiro trem novo da linha 7-Rubi da CPTM entra em operação». Portal do Governo do estado de São Paulo. Consultado em 13 de julho de 2019 
  10. «COMMUTER TRAIN S/7000 AND S/7500 CPTM» (em inglês). Construcciones y Auxiliar de Ferrocarriles 
  11. «Frota da CPTM-Série 7000» (PDF). CPTM. Consultado em 13 de julho de 2019 
  12. «Hospitais em SP dizem ter atendido cerca de 30 após batida de trens». G1. 12 de julho de 2011 
  13. Trem vazio descarrila em São Paulo. TV UOL. 17 de fevereiro de 2012 
  14. «Anunciados como novos, trens com quase uma década começam a circular no ABC». Repórter Diário. 10 de julho de 2019. Consultado em 13 de julho de 2019 
  15. a b Adamo Bazani e jéssica Marques (8 de julho de 2019). «Trens de 10 anos da série 7000 já estão circulando na Linha 10-Turquesa». Diário do Transporte. Consultado em 13 de julho de 2019 
  16. «Novos trens da Linha 10-Turquesa da CPTM entram em circulação». Metro Jornal. 10 de julho de 2019. Consultado em 13 de julho de 2019 
  17. «CPTM inicia modernização de frota na Linha 10-Turquesa com a série 7000». Rede Noticiando. 7 de julho de 2019 
  18. «Tweet do governador João Dória». Twitter Inc. 10 de julho de 2019. Consultado em 13 de julho de 2019 
  19. CPTM (2011). «Balanço Anual» (PDF). Diário Oficial do estado de São Paulo. Consultado em 14 de julho de 2019 
  20. Renato Lobo (30 de novembro de 2016). «Expresso Linha 10: Como a CPTM não pensou nisso antes?». Via Trólebus. Consultado em 27 de julho de 2017 
  21. Ricardo Meyer (5 de fevereiro de 2018). «Linha 10-Turquesa recebe primeiro trem "moderno"». Metrô CPTM. Consultado em 7 de fevereiro de 2018 
  22. «Colisão entre trens da linha 7 na estação Luz, em SP, provoca atraso na circulação». Folha Online. 23 de dezembro de 2010. Consultado em 14 de julho de 2019 
  23. «CPTM demite condutor que colidiu trem na Barra Funda». G1. 30 de agosto de 2011. Consultado em 14 de julho de 2019 
  24. «Trem vazio descarrila em São Paulo». Band. 16 de fevereiro de 2012. Consultado em 4 de julho de 2019 
  25. Renato Lobo (17 de junho de 2019). «CPTM confirma colisão em trem da série 7000 no Brás». Via Trólebus. Consultado em 14 de julho de 2019 
  26. Mário Cesar Carvalho e Flávio Ferreira (17 de fevereiro de 2014). «CPTM comprou R$ 2 bi em trens sem pesquisar preço». Folha de S.Paulo. Consultado em 14 de julho de 2019 

Ligações externas