TV Alepe

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações (desde setembro de 2014). Ajude a melhorar este artigo inserindo fontes.
TV Alepe
Assembleia Legislativa de Pernambuco
Recife, Pernambuco
 Brasil
Tipo Emissora de televisão legislativa
Canais
Digital: 28 UHF
Virtual: 28.2 PSIP digital
Rede Canal Futura
Pertence a Assembleia Legislativa de Pernambuco
Cobertura Grande Recife

TV Alepe é uma emissora de televisão brasileira, pertencente à Assembleia Legislativa de Pernambuco. Opera no canal 28.2 UHF digital e Produz o programa Em Discussão, transmitido pela TV Pernambuco. Durante alguns anos a TV Nova Nordeste transmitiu ao vivo as reuniões plenárias.

Sinal Digital[editar | editar código-fonte]

No dia 27 de agosto de 2014 entrou em teste o sinal do MUX legislativo no canal 61 UHF. Todos os canais são de qualidade Standart (SD). São eles: TV Câmara (28.1), TV Alepe (28.2) e TV Senado (28.4). As TVs Alepe e Câmara do Recife exibiam apenas colorbars.

Entre os dias 19 e 20 de abril de 2015 são realizados novos testes e em seguida os canais saíram do ar.

Em 09 de junho de 2017, o sinal das emissoras é ligado novamente, agora ocupando o canal 28 (antes era o 61). As TVs Alepe e Câmara do Recife exibem apenas colorbars.

Em 29 de junho foi assinado um acordo de cooperação técnica para garantir que a TV Pernambuco entrasse no ar com sinal digital antes do prazo de desligamento da TV analógica, utilizando o canal 28.2 da TV Alepe. Em 25 de julho de 2017, o sinal do canal 28.2 foi substituído pela TV Pernambuco, afiliada da TV Brasil.

Em 3 de julho de 2019 passa a retransmitir o Canal Futura.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Assembleia Legislativa de Pernambuco

Referências[editar | editar código-fonte]

1. ALEPE lança edital de licitação para operação de TV. Visitado em 23 de julho de 2015. 2. [1] Visitado em 23 de julho de 2015.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]