TV Amazônia (Santarém)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
TV Amazônia
Amazônia Rádio e Televisão Ltda.
Santarém, Pará
Brasil
Cidade de concessão Pará Santarém, PA
Canais
7 VHF analógico
34 UHF (em implantação) digital
Sede Bandeira Santarem.png Santarém, PA
Av. Hortência, 813
Slogan Uma Nova Imagem Para Você: Rede Super de Televisão
Rede Rede Super
Rede(s) anterior(es) Rede Record (1988-1998)
Rede Manchete (1998-1999)
TV! (1999)
RedeTV! (1999-2018)
Controlador Pastores da Igreja da Paz
Fundação 1988
Cobertura Santarém
Mojuí dos Campos
Curuá-Una

A TV Amazônia é uma emissora de televisão brasileira com sede em Santarém, Pará. A emissora é afiliada à Rede Super e é sintonizada no canal 7 VHF analógico e em processo de implantação no canal 34 UHF digital.

História[editar | editar código-fonte]

Foi inaugurada em data incerta como afiliada da Rede Record (atual RecordTV, umas das primeiras no interior do Pará) até o dia 21 de junho de 1998, quando passou a retransmitir a Rede Manchete até a sua extinção em 30 de maio de 1999, quando entrou no ar a TV!, após a grave crise da rede.

Durante a transmissão da TV!, os dirigentes da nova rede conseguiram convencer os dirigentes da afiliada permanecer com nova rede, já que algumas afiliadas estavam descontentes com o fim da Manchete e estavam saindo da nova rede. Com isso, a afiliada manteve a rede até se transformar em RedeTV! em 15 de novembro do mesmo ano se tornando uma de suas primeiras afiliadas.

Nos anos 2000, se tornou umas das principais afiliadas da RedeTV! no interior do Pará. É nessa época que os pastores da Igreja da Paz (sediada em Fortaleza, Ceará), assumem parte do controle acionário da emissora com seus programas religiosos, pois pela lei brasileira, igrejas não podem serem detentoras de radiodifusão, excerto para quem é pessoa física (indivíduo) ou jurídica (organizações ou fundações).

Durante o mês de fevereiro de 2010, foi noticiado por sites e blogs locais de que a emissora pode deixar de ser afiliada da RedeTV! no futuro.[1][2][3][4] O motivo é que o empresário Sebastião Miranda Neto (filho do ex-prefeito da cidade de Santarém, Sebastião Miranda) ganhou a assinatura da outorga do canal 2 como geradora na cidade de Santarém pelo Ministério das Comunicações no mesmo mês.[1][2][3][4] A assinatura da outorga foi feita com o então presidente Lula após parecer favorável do ministério e ter acertado contrato de afiliação com os dirigentes da RedeTV!.[1][2][3][4] Miranda Neto é detentor das emissoras de TVs em Belém e Altamira.[1][2][3][4]

No dia 1º de fevereiro de 2016, estreou às 18 horas, o telejornal Amazônia News, em substituição ao outro telejornal Amazônia Urgente (provavelmente para evitar a confusão com Brasil Urgente, exibido pela Bandeirantes, através da RBA TV na região).[5]

2018: Mudança de Rede[editar | editar código-fonte]

No início da madrugada do dia 22 de junho de 2018 (no dia do aniversário de Santarém), depois de 18 anos como afiliada da RedeTV!, a TV Amazônia saiu do ar após o fim do Leitura Dinâmica. No início da manhã do mesmo dia, a emissora voltou ao ar, mas como nova afiliada à Rede Super.

Com afiliação, sua programação local foi obrigada a se adaptar com a programação religiosa da nova rede, como também em reação da antiga afiliada contra a RedeTV!, pelo fato dela abordar desde os anos 2000, temas contrários às doutrinas cristãs em programas televisivos da rede, como Superpop (aborto, divórcio, homossexualismo e o apoio ao politicamente correto), além de exibir programas populares de gosto duvidoso, dando a entender que ela apóia essas práticas questionáveis, nas quais provocavam inúmeros constrangimentos entre os dirigentes e ao público conservador na região.

Programação[editar | editar código-fonte]

  • Começando Bem o Seu Dia
  • Jornal Amazônia News
  • Isso é só o Começo
  • TV Music
  • Mais que Vencedores
  • TV Shop
  • Você É um Sucesso

Referências

  1. a b c d Jeso Carneiro (22 de fevereiro de 2010). «Destino da TV Amazônia». Blog do Jeso Carneiro 
  2. a b c d Jeso Carneiro (21 de fevereiro de 2010). «Igreja deve perder canal de TV». Blog do Jeso Carneiro 
  3. a b c d Jeso Carneiro (Fevereiro de 2010). «Ex-prefeito ganha canal de TV em Santarém». Blog do Jeso Carneiro [ligação inativa]
  4. a b c d Hiroshi Bogéa (do Blog Jeso Carneiro) (16 de fevereiro de 2010). «Rede estadual de TV». Blog do Hiroshi Bogéa 
  5. Jeso Carneiro (1º de fevereiro de 2016). «RedeTV! em Santarém estreia hoje novo programa jornalístico». Blog do Jeso Carneiro. Consultado em 28 de junho de 2018