TV Bandeirantes São Paulo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde março de 2017). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
TV Bandeirantes São Paulo
Rádio e Televisão Bandeirantes Ltda.
São Paulo, SP
Brasil
Tipo Comercial
Canais Digital: 23 UHF
Virtual: 13 PSIP
Outros canais 13 / 413 HD (Sky)
226 (Vivo TV)
22 / 505 HD (NET)
ver mais
Analógico:
13 VHF (1967-2017)
Sede Bandeira da cidade de São Paulo.svg São Paulo, SP
Slogan Olhar de quem acredita
Rede Rede Bandeirantes
Fundador João Jorge Saad
Pertence a Grupo Bandeirantes de Comunicação
Proprietário Johnny Saad
Antigo proprietário João Jorge Saad (1967-1999)
Presidente Johnny Saad
Fundação 13 de maio de 1967 (52 anos)
Prefixo ZYB 852
Emissoras irmãs
Cobertura Cobertura - TV Band SP.png
Coord. do transmissor 23° 33' 20.1" S 46° 39' 56" O
Potência 15 kW
Agência reguladora ANATEL
Informação de licença
CDB
PDF
Página oficial band.uol.com.br/tv/saopaulo

TV Bandeirantes São Paulo (conhecida também como Band São Paulo) é uma emissora de televisão brasileira sediada em São Paulo, capital do estado homônimo. Opera no canal 13 (23 UHF digital), e é uma emissora própria e matriz da Rede Bandeirantes, cobrindo a Região Metropolitana de São Paulo e parte do interior paulista. Seus estúdios estão no bairro do Jardim Leonor, e sua antena de transmissão, a Torre da Band, está na Consolação, defronte a Avenida Paulista.

História[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Rede Bandeirantes

A TV Bandeirantes São Paulo entrou no ar pela primeira vez no dia 13 de maio de 1967 com um discurso de seu fundador, o empresário João Jorge Saad, seguido por um show dos cantores Agostinho dos Santos e Cláudia, que abriram as transmissões. Estavam presentes o presidente da república Arthur da Costa e Silva, o governador de São Paulo Abreu Sodré, o prefeito da capital paulista Faria Lima, além de ministros e secretários de estado. Na frente da sede da emissora foram montados um parque infantil e um circo gratuito para famílias de menor poder aquisitivo. Durante dois dias houve gincanas e brincadeiras, com distribuição de brindes comemorativos e foram sorteadas 5 casas para mães pobres.[1]

Sinal digital[editar | editar código-fonte]

Torre da emissora no bairro da Consolação
Canal virtual Canal digital Resolução de tela Programação
13.1 23 UHF 1080i Programação principal da Band São Paulo / Band

A Band São Paulo estreou seu sinal digital em São Paulo pelo canal 23 UHF, em 2 de dezembro de 2007, data do início das transmissões de TV digital no Brasil. As primeiras produções exibidas em alta definição foram o Jornal da Band[2] e a telenovela Dance Dance Dance, que mesmo tendo estreado antes da implantação do sinal digital (1.º de outubro) já era produzida e finalizada no formato. Até 2010, a maioria dos programas exibidos pela emissora já era totalmente produzida em HD.

Transição para o sinal digital

Com base no decreto federal de transição das emissoras de TV brasileiras do sinal analógico para o digital, a Band São Paulo, bem como as outras emissoras da Região Metropolitana de São Paulo, cessou suas transmissões pelo canal 13 VHF em 29 de março de 2017, seguindo o cronograma oficial da ANATEL.[3] A emissora cortou o sinal às 23h59, durante a exibição do filme A Batalha de Riddick no Cine Band, que foi substituído por um slide do MCTIC e da ANATEL sobre o switch-off.

Programas[editar | editar código-fonte]

A TV Bandeirantes São Paulo é a geradora da programação nacional da Rede Bandeirantes, sendo responsável por produzir todos os programas de entretenimento e telejornais da rede. A emissora também gera localmente programas para a sua área de cobertura na Região Metropolitana de São Paulo.

Além de exibir a sua programação local, a emissora aluga seus horários para programas independentes e infomerciais nas manhãs de sábado e domingo.

Retransmissoras[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «História da Televisão no Brasil». Tudo sobre TV. Consultado em 3 de agosto de 2017 
  2. «Alta Definição: Jornal da Band estréia novo cenário para TV Digital!». Band. 3 de dezembro de 2007. Consultado em 18 de julho de 2018 
  3. Higa, Paulo (15 de fevereiro de 2016). «Quando a TV analógica será desligada na sua cidade». Tecnoblog. Consultado em 30 de março de 2017 

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Televisão no Brasil é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.