TV Capital (Imperatriz)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde dezembro de 2018). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
TV Capital
Sistema Tucanu's de Rádio e Televisão Ltda.
Imperatriz, Maranhão
Brasil
Tipo Comercial
Canais 05 VHF analógico
Outros canais 40 UHF digital (em implantação)
Sede Bandeira imperatriz.jpg Imperatriz, MA
Rede Rede Record (????-1998)
Rede Manchete (1998-1999)
TV!, RedeTV! (1999-2018)
Fundador Conor Farias
Proprietário Conor Farias (????-2017)
Conor Júnior (2017-2018)
Presidente Conor Farias (????-2017)
Conor Júnior (2017-2018)
Extinção 18 de outubro de 2018
Cobertura Imperatriz e áreas próximas

TV Capital foi uma emissora de televisão brasileira sediada em Imperatriz, cidade do estado do Maranhão. Operava no canal 5 VHF e era afiliada à RedeTV!. Veiculava alguns programas locais, como o telejornal Imperatriz 24h, além de produções independentes. Funcionou de meados da década de 1990 até 2018, quando saiu voluntariamente do ar por não ter condições financeiras de fazer a transição para o sinal digital.

História[editar | editar código-fonte]

A TV Capital entrou no ar no início dos anos 90,[quando?] como afiliada à Rede Record.

Na noite de 10 de novembro de 1994, a emissora exibiu um trecho gravado do Jornal Nacional na qual a concorrente TV Mirante Imperatriz tirou do ar por alguns minutos para impedir que o telejornal da Rede Globo mostrasse a então candidata Roseana Sarney, que aparecia muito atrás do Epitácio Cafeteira na pesquisa (51% para Cafeteira, 39% para Roseana), episódio que teve repercussão no Maranhão e nacional.[1]

Em 1998, troca de afiliação com a TV Nativa, passando a transmitir a programação da Rede Manchete, já em processo falimentar. Em 1999, acompanha o processo de transição para RedeTV!, sendo uma das afiliadas de longa data da rede até sua extinção 19 anos depois.

Em 26 de março de 2017, o fundador da emissora e também apresentador do programa Imperatriz 24h, Conor Farias, morreu vítima de problemas renais.[2][3] A TV Capital passou então a ser controlada pelo seu filho, Conor Júnior, até sair do ar em 18 de outubro de 2018 por não ter condições financeiras de migrar para o sinal digital.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. José de Arimatéia (Jornal do Brasil) (11 de novembro de 1994). «SARNEY TIRA DO AR PESQUISA CONTRA ROSEANA». Pesquisa PUC RJ 
  2. «Morre jornalista e advogado Conor Farias na madurgada deste domingo». Imirante.com. 26 de março de 2018. Consultado em 24 de dezembro de 2018 
  3. «Velório do jornalista Conor Farias será na Câmara Municipal». Imirante.com. 26 de março de 2017. Consultado em 24 de dezembro de 2018 
Ícone de esboço Este artigo sobre Televisão no Brasil é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.