TV Cotia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
TV Cotia
Fundação Ernesto Benedito de Camargo
Cotia, São Paulo
Brasil
Tipo Fundação privada
Cidade de concessão Bandeira do estado de São Paulo.svg Cotia, São Paulo
Canais
Sede Flag of Cotia.png Cotia, SP
Av. Prof. Manuel José Pedroso, 225 - Conjunto 2 - Centro
Rede Século 21
Rede(s) anterior(es)
Pertence a Grupo Camargo de Comunicação
Presidente José de Camargo
Fundação 1999 (20 anos)
Emissoras irmãs
Cobertura Região Metropolitana de São Paulo

TV Cotia é uma emissora de televisão brasileira com outorga na cidade de Cotia, estado de São Paulo, e que transmitia sua programação em sinal aberto pelo canal 59 UHF analógico.[1][2] A emissora pertence a Fundação Ernesto Benedito de Camargo, instituição ligada ao Grupo Camargo de Comunicação, e retransmitia a programação da Rede Século 21. Foi fundada em 1999 como emissora independente. Entre 2007 e 2012 retransmitiu parte da programação da Rede Brasil. E 2012 e 2013 retransmitiu parte da programação da TV Canção Nova.[3][4][5] O canal também já transmitiu a programação de outras redes, entre elas a Canção Nova, RBTV, além da própria Século 21.[6][7][8][9][10]

Referências

  1. «Projeto de Decreto Legislativo n° 191, de 2006». 22 de março de 2006. Consultado em 20 de setembro de 2015 
  2. «Decreto 10.558 de 16 de junho de 2005». Consultado em 20 de setembro de 2015 
  3. «Fundação Ernesto Benedito de Camargo». Donos da Mídia. Consultado em 20 de setembro de 2015. Arquivado do original em 1 de setembro de 2015 
  4. Daniel Castro (19 de outubro de 2004). «Igreja pede dinheiro para montar canal». Ilustrada. Folha de S.Paulo. Consultado em 20 de setembro de 2015 
  5. «Rede Século 21 chega a São Paulo». Rede Século 21. 8 de outubro de 2014. Consultado em 20 de setembro de 2015 
  6. Daniel Castro (9 de agosto de 2000). «TV católica conservadora estreia em SP no dia 15». Ilustrada. Folha de S.Paulo. Consultado em 20 de setembro de 2015 
  7. André Fuentes (18 de abril de 2008). «Mais Séries na Rede Brasil de Televisão». Veja.com. Abril.com. Consultado em 20 de setembro de 2015 
  8. «Rede Brasil estreia Mulher Maravilha». RetrôTV. UOL. 24 de outubro de 2011. Consultado em 21 de março de 2017 
  9. Daniel Castro (3 de outubro de 2006). «Rede católica boicota filme de Paulo Betti». Ilustrada. Folha de S.Paulo. Consultado em 20 de setembro de 2015 
  10. «Nota da Fundação João Paulo II sobre o canal 59 UHF». Canção Nova. 14 de abril de 2014. Consultado em 20 de setembro de 2015 
Ícone de esboço Este artigo sobre Televisão no Brasil é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.