TV Globo Internacional

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Disambig grey.svg Nota: Não confundir com Grupo Globo.
TV Globo Internacional
Globo Comunicação e Participações S.A.
Tipo Canal de televisão internacional
País Mundo (exceto  Brasil)
Fundação 24 de agosto de 1999 (22 anos)
por Roberto Marinho
Pertence a TV Globo
Proprietário Roberto Irineu Marinho
Presidente Roberto Irineu Marinho
Sede Lisboa, Portugal[1]
Nova Iorque, Estados Unidos[2]
Londres, Reino Unido
Tóquio, Japão
Slogan Sempre em movimento
Formato de vídeo SDTV
720p (HDTV)
1080p (HDTV)
Afiliações TV Globo
Cobertura Mais de 130 países
Página oficial tvglobointernacional.globo.com/index.aspx
Disponibilidade por satélite
SkyCable PHL
Canal 261
Canal 2134
Canal 9800
DirecTV América Latina
Canal 776
Canal 275
Luso Vision
Canal 112
Zap Angola
Canal 10 (HDTV)
TV Cabo Moçambique
Canal 223
Canal 791

TV Globo Internacional, também conhecida pelo acrônimo TVGI ou simplesmente Globo, é um canal brasileiro de televisão por assinatura, transmitido 24 horas via satélite e cabo com os parâmetros digitais, totalmente em português. Seu público-alvo é de aproximadamente 55,5 milhões de pessoas, incluindo brasileiros, portugueses e lusófonos. Atualmente, estão disponíveis a aproximadamente 500.000 assinantes premium em todo o mundo.

Em novembro de 2021, foi anunciado o encerramento das transmissões em todos os países da Europa, exceto Portugal, a partir de 31 de dezembro. Os telespectadores passarão a acompanhar a programação da Globo Internacional através do Globoplay.[3]

Programação[editar | editar código-fonte]

A TV Globo Internacional oferece mais de quatro mil horas/ano de programas de entretenimento, incluindo novelas, séries, minisséries, desenhos, festivais de música, programas humorísticos, documentários, noticiários e futebol ao vivo. O sinal do canal é gerado pela TV Globo no Rio de Janeiro, e transmitido via satélite para os diferentes distribuidores internacionais.[4] O acesso ao canal se dá através de operadores locais de cabo ou satélite. Atualmente, estão disponíveis em mais de 130 países nos cinco continentes: África, América, Ásia, Europa e Oceania.

A programação da TVGI é similar a da TV Globo no Brasil, mas, por se tratar de um canal internacional, nem toda a programação gerada no Brasil pode ser exibida (em função dos direitos de transmissão internacionais). Também são feitos rodízios na grade dos programas para os seus assinantes em 115 países, a fim de oferecer maior variedade. A TVGI, além das novelas e minisséries produzidas pela TV Globo no Brasil, transmite ainda telejornais - como o Hora Um, Bom Dia Brasil, Jornal Hoje, Jornal Nacional e o Jornal da Globo -, futebol ao vivo, programas humorísticos e de auditório, desenhos animados, além das 3 novelas atualmente exibidas no Brasil. Os capítulos vão ao ar um dia depois da transmissão no Brasil, em função das diferenças de fuso horário e edição. O mesmo acontece em relação à série Malhação. No caso do Vale a Pena Ver de Novo, a telenovela transmitida à determinada região não necessariamente será a mesma que estará sendo exibida no Brasil. Seriados como A Diarista, Casseta & Planeta Urgente, A Grande Família e Caldeirão do Huck, Domingão do Faustão e Zorra Total, entre outros também são transmitidos pela TVGI. O assinante pode acompanhar os jogos do Campeonato Brasileiro, Copa do Brasil e alguns campeonatos estaduais. A TV Globo Internacional também transmite o Carnaval Brasileiro, filmes nacionais, o Programa do Jô, Esporte Espetacular e shows

Ainda transmite produções próprias Planeta Brasil EUA, Planeta Brasil Japão, Cá Estamos, Conexões e Aprendendo Japonês, que traz o melhor das comunidades brasileiras no exterior.

Além disso também transmite alguns programas do GNT como Bela Cozinha, Superbonita e Decora e noticiários da Globo News como Jornal Globo News, no horário do Praça TV, Manhattan Connection, Globo News Internacional, Sem Fronteiras e o Estúdio I, no horário da Sessão da Tarde.

Direção Geral de Jornalismo e Esporte da TV Globo[editar | editar código-fonte]

Em seus escritórios, ganham destaque os de Nova Iorque (escritório regional das Américas/Oceania), Londres (escritório regional da Europa/África/Oriente Médio) e Tóquio (escritório regional da Ásia).

Jornalismo[5][editar | editar código-fonte]

Cidade País Profissional
Nova York  Estados Unidos
  • Jorge Pontual
  • Tiago Eltz
  • Sandra Coutinho[6]
  • Felipe Santana
  • Carolina Cimenti
  • Guga Chacra
  • Ismar Madeira[7]
  • Clarissa Lyra-Salles
  • Mila Burns
  • Candice Carvalho
  • Felippe Coaglio
Washington  Estados Unidos
  • Raquel Krähenbühl
Los Angeles  Estados Unidos
  • Luciana Franchini
Buenos Aires  Argentina
Londres  Reino Unido
Madri Flag of Spain.svg Espanha
  • Luísa Belchior
Lisboa Portugal Portugal
  • Leonardo Monteiro
Roma  Itália
Zurique Suíça
  • Bianca Rothier
Tóquio  Japão
Joanesburgo África do Sul
  • Vinícius Assis

Esportes[9][editar | editar código-fonte]

Cidade País Profissional
Nova York  Estados Unidos
  • Guilherme Roseguini
Las Vegas  Estados Unidos
  • Evelyn Rodrigues
Londres  Reino Unido
Paris  França
  • Marcelo Couregge
Madri Flag of Spain.svg Espanha
Buenos Aires  Argentina
  • Raphael Sibilla
Tóquio  Japão
Melbourne  Austrália
  • Manuela Franceschini

América[editar | editar código-fonte]

Na América, além do canal premium Globo Internacional que é transmitida programação praticamente simultânea com a brasileira e com o áudio original, a emissora conta com a Tv Passiones da Hemisphere Media Group como a principal parceira na América Latina e Estados Unidos, tendo em sua programação diariamente novelas e séries da Globo exibidas dubladas em espanhol.[10]

África[editar | editar código-fonte]

Em Angola e Moçambique além do canal Globo Africa, em julho de 2015 foi criado o canal Globo On com a exibição de novelas, séries e comédias.[11] Nos países africanos cujo idioma oficial é o inglês e o francês as novelas da emissora são exibidas totalmente dubladas pelo canal Nina TV, principal parceira da Globo no continente africano.[12]

Europa[editar | editar código-fonte]

Em 2021, a Globo retirou do ar o seu sinal internacional das operadoras de televisão por assinatura dos países europeus (exceto Portugal). O sinal e o conteúdo para esses países passa a ser disponibilizado na plataforma de streaming Globoplay.[13] Em Portugal a emissora possui dois canais, o Canal Globo, que exibe novelas, comédias e programas de auditório, e a Globo Now que retransmite o sinal da GloboNews.[14]

Ásia e Oriente Médio[editar | editar código-fonte]

No Japão a Globo possuiu um escritório localizado em Tóquio e uma emissora de TV que retransmitiu a programação da TV Globo Internacional para a comunidade brasileira que vive no país, por 22 anos e encerrada em 2019, chamada IPCTV.[15] Na Coreia do Sul a emissora tem um acordo com o grupo EGP para exibição de 10 mil horas de programação brasileira legendada em coreano no canal TeleNovela Channel, o mesmo tipo de parceria também foi firmado entre a Globo e a RTTL de Timor-Leste.[16]

Em Macau, a transmissão é feita através da Teledifusão de Macau em sinal aberto desde 2007.[17]

Oceania[editar | editar código-fonte]

Na Austrália e Nova Zelândia a Globo está presente na operadora Luso Vision, especializada em canais portugueses e brasileiros, no continente a operadora retransmitia a IPCTV, a emissora japonesa afiliada a Globo Internacional.[18]

Logotipos[editar | editar código-fonte]

Barraca da Globo Internacional no Brazilian Day Canada 2012.

O antigo logotipo da TVGI, usado de 2008 a 2014, é composto de uma esfera azul com um retângulo de cantos arredondados e extremidades desiguais, o qual apresenta um espectro nas cores azul, verde, amarelo e vermelho. Dentro desse retângulo prismático, assenta-se uma pequena esfera platinada de tamanho médio, que, na verdade trata-se do mesmo logotipo da TV Globo brasileira, porém, o diferencial é que a baixo apresentam-se as palavras "TV Globo Internacional". A partir de 2012, mudou o logotipo com as palavras "Globo".

O projeto é de autoria do designer austríaco Hans Donner, criador de diversos logotipos da emissora desde 1976. Segundo ele, a esfera representa o mundo, e o retângulo, uma tela de televisão que exibe o próprio mundo. Segundo ele, foi elaborado especialmente para homenagear a chegada da televisão digital brasileira aberta.

TV Globo Internacional em Espanhol[editar | editar código-fonte]

Em julho de 2014, Alberto Pecegueiro, diretor-geral da Globosat confirmou que até o final de setembro será decidido o parceiro hispânico da Globo para lançamento do canal Globo Latinoamérica, sendo a Caracol Televisión da Colômbia apontada como possível principal parceira. O principal objetivo desse canal é atender a crescente demanda dos países da America Latina e hispânicos nos Estados Unidos por novelas, filmes e séries brasileiras que já fazem enorme sucesso no exterior.[19]

Referências

  1. «Rede Globo inaugura sede europeia na cidade de Lisboa, em Portugal». redeglobo.globo.com. Rede Globo. Consultado em 28 de julho de 2019 
  2. «Nova York é verde-amarela e global». terra.com.br. Terra. Consultado em 28 de julho de 2019 
  3. «Globo 'desliga' sinal de canal na Europa para vender assinaturas do Globoplay» 
  4. «TV Globo Internacional vai integrar oferta da TV Cabo». jn.pt. JN. Consultado em 14 de janeiro de 2019 
  5. «Globo obriga jornalistas a produzirem para a TV paga» 
  6. http://famososnaweb.com/globo-promove-mudancas-e-renato-machado-deixa-de-ser-correspondente-internacional/
  7. TEMPO, O. (31 outubro 2018). «Ismar Madeira deixa Globo Minas e vira correspondente em Nova York». Diversao 
  8. CASTRO, DANIEL (26 setembro 2015). «Globo chama Renato Machado e três 'medalhões' de volta ao Brasil». Notícias da TV 
  9. «Globo otimiza projeto de unificação do esporte com o SporTV». 13 junho 2017 
  10. «Éxitos de Globo, La Vida Sigue y Flor del Caribe, en canal Pasiones». www.thedailytelevision.com 
  11. «Emissora brasileira em exclusivo a partir de 1 de Julho». www.zap.co.ao. Consultado em 20 de junho de 2015. Arquivado do original em 21 de junho de 2015 
  12. «Ce 14 Février, decouvrez NINA TV». www.nina-tv.com 
  13. «Sinal da Globo será desligado de TVs da Europa, mas transmissão continua por streaming». Estadão Verifica. Consultado em 18 de maio de 2022. Cópia arquivada em 18 de maio de 2022 
  14. «Globo NOW». NOS. Consultado em 18 de maio de 2022. Cópia arquivada em 18 de maio de 2022 
  15. «Comunicado». ipctv.jp. Consultado em 4 de junho de 2019 
  16. «Globo vende três mil horas de conteúdo para emissora do Timor Leste». www.nina-tv.com 
  17. «Maior TV do Brasil considera Ásia "mercado estratégico" para exportação de conteúdo». www.macauhub.com.mo. Consultado em 18 de março de 2017. Arquivado do original em 19 de março de 2017  Macauhub - 26/11/2007
  18. «Canal internacional da Globo será distribuído na Austrália e na nova Zelândia». convergecom.com.br. Tela Viva. Consultado em 27 de abril de 2019 
  19. «Globo deve lançar canal de novelas em espanhol». cnews.com.br 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]