TV Miramar

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes fiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde novembro de 2017). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Disambig grey.svg Nota: Este artigo é sobre a emissora brasileira. Para a emissora moçambicana, veja TV Miramar (Moçambique).
TV Miramar
Fundação Virginius da Gama e Melo
João Pessoa, Paraíba
Brasil
Tipo Empresa privada
Canais
04 VHF analógico
24 UHF e 4.1 Virtual digital
Sede Bandeira de João Pessoa.svg João Pessoa, PB
Rua Monsenhor Walfredo Leal, 303 - Tambiá
Rede TV Cultura
Rede(s) anterior(es)
Pertence a Sistema Arapuan de Comunicação
Fundação 5 de junho de 2006 (11 anos)
Prefixo ZYB 276
Nome(s) anteriore(s) TVE Paraíba (1989-2006)
Emissoras irmãs
Página oficial tvmiramar.com.br

A TV Miramar é uma emissora de televisão brasileira, sendo a primeira emissora de televisão educativa do Estado da Paraíba. Está sediada na cidade de João Pessoa, capital do estado da Paraíba. Opera nos canais 4 VHF e 24 UHF digital e é afiliada à TV Cultura. Pertence ao Sistema Arapuan de Comunicação (que também controla a TV Arapuan, afiliada à RedeTV!), mas sendo educativa, é mantida também pela Fundação Virginius da Gama e Melo.

História[editar | editar código-fonte]

TVE Paraíba (1989-2006)[editar | editar código-fonte]

Em 20 de outubro de 1989, a Fundação Virgínius da Gama e Melo, ligada na época à Universidade Federal da Paraíba (UFPB) e aos Institutos Paraibanos de Educação (Ipê), coloca o canal 4 VHF no ar. Operando como retransmissora da extinta TVE Brasil, sua antena foi instalada no alto do edifício do INSS, no Centro de João Pessoa. O projeto inicial era transformar a retransmissora em emissora. A ideia não saiu do papel e a retransmissora foi mantida e administrada pela fundação.

O sinal do canal 4 foi marcado por inúmeras interrupções nos anos 90, devido à falta de manutenção técnica e problemas financeiros. No final de 1997, o canal 4 foi desativado devido à grave crise que afetava a Fundação Virginius da Gama e Melo. A fundação conseguiu reativar em 1998 o canal 4, com sinal de péssima qualidade, logo em seguida voltando a sair do ar.

No final de 2000, devido às dificuldades financeiras, a Fundação, junto com a retransmissora (canal 4 e a FM 107,7 MHz foram transferidas para um grupo de líderes religiosos evangélicos. A FM foi reativada e passou a ser denominada Cristã FM. Em meados de 2001, o canal 4 voltou precariamente ao ar.

Em meados de 2003, apesar de ser uma retransmissora, o canal 4, sob o nome fantasia de TV Miramar, passa a produzir programação local. Dentre os programas locais estavam o policial De Olho na Cidade, Ana Ponzi, Display, os jornalísticos Câmara Aberta e Falando Sério, além do religioso Êta Glória. Nessa época, a produção dos programas era precária e marcada pelo improviso. No final de 2003, os programas locais foram saindo do ar e videoclipes esporádicos eram exibidos para preencher os vazios da programação, em pouco tempo, apenas dois programas (De Olho na Cidade e Falando Sério) restavam na programação.

Em Janeiro, foram ao ar as últimas edições do De Olho na Cidade e a emissora retirou toda a programação local, pois não possuía licença para operar como geradora e voltou a transmitir o sinal da TVE Brasil sem qualquer tipo de inserção.

Em meados de 2004, o grupo de religiosos evangélicos firmou um acordo com o Sistema Arapuan de Comunicação, transferindo o controle da fundação em conjunto com a rádio e a retransmissora. A antiga Rádio Cristã FM teve seu nome mudado para Miramar FM.

TV Miramar (desde 2006)[editar | editar código-fonte]

Em Fevereiro de 2005, a Fundação Virginius da Gama e Melo firma convênio com a Câmara Municipal de João Pessoa para exibição de programas da TV Câmara de João Pessoa no canal 4 (VHF), pelo convênio, o canal 4 (VHF) ganhou um novo transmissor, o que garantiu uma melhor imagem e maior alcance. Em Março de 2005, foram ao ar, ao longo da programação, trechos da programação da TV Câmara, algum tempo depois os programas passaram a ser exibidos em horários pré-determinados. Em Maio de 2009, o convênio acaba e os programas da TV Câmara deixam de ser exibidos na emissora.

No início de dezembro de 2009, os programas que a TV Miramar exibia foram transferidos para a TV Arapuan. Restaram apenas os programas independentes ligados ao Grupo Alex Filho. Os outros programas exibidos pela TV Miramar são da TV Brasil.

Em 1º de maio de 2010, a emissora passou apenas a retransmitir a programação da TV Brasil integralmente. Em outubro de 2011, a emissora assina contrato com a Rede Mundial para a transmissão integral de seu sinal, substituindo então a TV Brasil. No dia 17 de dezembro de 2012, a TV Miramar deixa de retransmitir a Rede Mundial e passa a retransmitir integralmente o sinal da TV Cultura.

No dia 10 de novembro de 2017, a TV Miramar lança seu sinal digital e atualmente, não tem programação local.[1]

Sinal digital[editar | editar código-fonte]

Canal virtual Canal digital Proporção de tela Programação
4.1 24 UHF 1080i Programação principal da TV Miramar / TV Cultura
Transição para o sinal digital

Com base no decreto federal de transição das emissoras de TV brasileiras do sinal analógico para o digital, a TV Miramar, bem como as outras emissoras de João Pessoa, irá cessar suas transmissões pelo canal 04 VHF em 30 de maio de 2018, seguindo o cronograma oficial da ANATEL.[2]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Fellipi Almeida (10 de novembro de 2017), Teste de Captura | Vinheta da TV Cultura (2015), consultado em 10 de novembro de 2017 
  2. Higa, Paulo (15 de fevereiro de 2016). «Quando a TV analógica será desligada na sua cidade». Tecnoblog. Consultado em 23 de novembro de 2017 

Ver também[editar | editar código-fonte]