TV Tribuna (Recife)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
TV Tribuna
Nassau Editora Rádio e TV Ltda.
Olinda / Recife, Pernambuco
Brasil
Tipo Comercial
Cidade de concessão Bandeira de Recife.svg Recife, PE
Canais Digital: 20 UHF
Virtual: 4 PSIP
Outros canais 4 / 504 HD (Claro TV)
519 (Vivo TV)
ver mais
Analógico:
4 VHF (1991-2017)
Sede Bandeira de Olinda.png Olinda, PE
Slogan O canal da gente!
Rede Rede Bandeirantes
Rede(s) anterior(es) Rede Record (1998-2012)
Fundador(es) João Santos
Pertence a Rede Tribuna
Proprietário(s) Fernando Santos
Antigo(s) proprietário(s) João Santos (1991-2009)
Presidente Fernando Santos
Fundação 15 de novembro de 1991 (30 anos)
Prefixo ZYP 277
Prefixo(s) anterior(es) ZYB 303 (1991-2017)
Emissora(s) irmã(s) Tribuna FM
Cobertura 70% do estado de Pernambuco
Coord. do transmissor 7° 59' 35.5" S 34° 52' 14.5" O
Potência 9 kW
Agência reguladora ANATEL
Informação de licença
CDB
PDF

TV Tribuna é uma emissora de televisão brasileira sediada em Olinda, porém concessionada em Recife, respectivamente cidade e capital do estado de Pernambuco. Opera no canal 4 (20 UHF digital), e é afiliada à Rede Bandeirantes. Faz parte da Rede Tribuna, subsidiária do Grupo Industrial João Santos, também responsável pela rádio Tribuna FM.

História[editar | editar código-fonte]

A TV Tribuna entrou no ar em 15 de novembro de 1991, sendo afiliada à Rede Bandeirantes. No entanto, as obras de sua futurística torre, com 74 metros de altura, iniciaram-se ainda nos anos 80 e tem autoria do arquiteto Fernando Guerra. Em seu topo, funcionou durante a década de 1990 um luxuoso restaurante, o L’Étoile (A Estrela - em francês), possuindo visão panorâmica das cidades de Recife, Olinda e Paulista. Em 1.º de novembro de 1998, passou a ser afiliada à Rede Record, justamente no terceiro dia do Recifolia. Mas devido a atritos, esta descontinuou o contrato com a emissora, e em 9 de janeiro de 2012 a TV Tribuna retornou para a Rede Bandeirantes.[1][2]

Com a crise administrativa que afetou o Grupo Industrial João Santos a partir da década de 2010, devido a disputas pelo controle do grupo entre os herdeiros do empresário falecido em 2009, a TV Tribuna e outros veículos da Rede Tribuna, pertencentes a holding, também sofreram impactos.[3] A emissora contraiu dívidas milionárias, e tornaram-se constantes os atrasos salariais dos funcionários. Em abril de 2021, cerca de 30 funcionários do departamento de jornalismo da TV Tribuna denunciaram a empresa ao Ministério Público do Trabalho, alegando que estavam sem receber salários integralmente desde fevereiro. Os profissionais também pediram a ajuda do Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Pernambuco (Sinjope) e da Rede Bandeirantes para resolver a questão, ameaçando entrar em greve se não recebessem.[4] Profissionais de emissoras concorrentes, como a TV Globo Nordeste, também chegaram a organizar campanhas para arrecadar doações aos colegas.[5]

Em 5 de maio, a TV Tribuna e outras empresas do Grupo Industrial João Santos foram alvos da Operação Background, que investigava crimes de lavagem de dinheiro, evasão de divisas, sonegação de impostos e de direitos trabalhistas. Como resultado, a emissora teve suas contas bloqueadas pela justiça para o pagamento dos credores.[6] Em 3 de novembro, prestes a completarem três meses sem receberem salários, que em alguns casos eram pagos em permutas, os funcionários da TV Tribuna entraram em greve, após assembleia sindical realizada pelo Sinjope. O aprofundamento da crise levou a emissora a cancelar a maior parte das suas produções locais.[7][8]

Sinal digital[editar | editar código-fonte]

Torre da TV Tribuna, em 2018.
Canal virtual Canal digital Resolução de tela Programação
4.1 20 UHF 1080i Programação principal da TV Tribuna / Band

Começou a transmitir seu sinal digital em Recife em 6 de janeiro de 2012, através do canal 20 UHF. Porém, apenas em 28 de junho de 2021 passou a transmitir sua programação local em alta definição.

Transição para o sinal digital

Com base no decreto federal de transição das emissoras de TV brasileiras do sinal analógico para o digital, a TV Tribuna, bem como as outras emissoras do Recife, cessou suas transmissões de televisão analógica em 26 de julho de 2017, seguindo o cronograma oficial da ANATEL.[9] O sinal de TV analógico da emissora foi interrompido às 23h59, durante a exibição do Cine Band, sendo substituído por um slide do MCTIC sobre o desligamento.

Programas[editar | editar código-fonte]

Antigo carro de reportagem da emissora, em 2009

Além de retransmitir a programação nacional da Band, a TV Tribuna produz e exibe os seguintes programas:

Diversos outros programas compuseram a grade da emissora e foram descontinuados:

  • Almoço de Estrelas
  • Auto Motor
  • Bom Dia Vida
  • Brasil Urgente Pernambuco
  • Cardinot na Tribuna
  • Caminhos da Pesca
  • Cotidiano
  • Desafio Esportivo
  • Jornal da Tribuna
  • Jota Ferreira na Tribuna
  • Mercado Imobiliário
  • O Melhor no Nordeste
  • PE Urgente
  • Pedro Paulo na Tribuna
  • Ponto de Vista
  • Pra Você Mulher
  • Ronda Geral
  • Sabores
  • Sempre Kita
  • Tá na Rede
  • Tamo Junto
  • Toni Almeida na Tribuna
  • Torcida
  • Tribuna Show
  • Vitrine

Retransmissoras[editar | editar código-fonte]

Prêmios[editar | editar código-fonte]

Prêmio Vladimir Herzog
Ano Categoria Obra Autor Resultado Ref.
2012 Menção Honrosa por Reportagem de TV "Liberdade aprisionada" Eliana Victório Venceu [10]

Referências

  1. Redação NaTelinha (10 de novembro de 2011). «Confirmado: Record e Band trocarão de afiliadas em Pernambuco». NaTelinha. Consultado em 10 de novembro de 2011. Arquivado do original em 1 de janeiro de 2012 
  2. Redação do DIARIODEPERNAMBUCO.COM.BR (18 de dezembro de 2011). «TV Clube começa a transmitir Record em janeiro». NaTelinha. Consultado em 19 de dezembro de 2011 [ligação inativa]
  3. Falcão, Marina (14 de setembro de 2018). «Briga entre herdeiros acirra crise do grupo cimenteiro João Santos». Valor Econômico. Consultado em 29 de junho de 2021 
  4. Cardoso, Jorge (29 de abril de 2021). «Em Pernambuco, funcionários da Band passam fome e ameaçam fazer greve». TV Pop. Consultado em 29 de junho de 2021 
  5. Carneiro, Giovanna (4 de maio de 2021). «Salários atrasados, demissões e assédio moral na rotina da agonizante mídia tradicional em Pernambuco». Marco Zero. Consultado em 29 de junho de 2021 
  6. Alves, Pedro; Coutinho, Katherine (5 de maio de 2021). «Grupo empresarial com dívida tributária de R$ 8,6 bilhões é alvo de operação da PF em quatro estados e no DF». G1. Consultado em 12 de novembro de 2021 
  7. Carlos, Chico (4 de novembro de 2021). «Jornalistas da Rede Tribuna decretam Estado de Greve». Sinjope. Consultado em 12 de novembro de 2021 
  8. Alexandrino, Jessica (12 de novembro de 2021). «Afiliada da Band atrasa salários e paga funcionários com bandejas de ovos». Sinjope. Consultado em 12 de novembro de 2021 
  9. Higa, Paulo (15 de fevereiro de 2016). «Quando a TV analógica será desligada na sua cidade». Tecnoblog. Consultado em 27 de julho de 2016 
  10. «Definidos os vencedores do Prêmio Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos». ABRAJI. 10 de outubro de 2012. Consultado em 2 de abril de 2020. Cópia arquivada em 2 de abril de 2020 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre televisão no Brasil é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.