Taça Nacional de São Tomé e Príncipe

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Taça Nacional de São Tomé e Príncipe
Dados gerais
Organização Federação Santomense de Futebol
Edições 30
Outros nomes Taça Nacional
Local de disputa  São Tomé e Príncipe
Número de equipes 38 (máximo)
Sistema Eliminatório
Soccerball current event.svg Edição atual
editar

A Taça Nacional de São Tomé e Príncipe é o segundo principal torneio de futebol de São Tomé e Príncipe. Foi criado em 1981 e é gerenciado pela Federação Santomense de Futebol.

Formato[editar | editar código-fonte]

O torneio é disputado em sistema eliminatório, com o vencedor da Ilha de São Tomé enfrentado o vencedor da Ilha do Príncipe na final.

Em 2015, participaram 32 equipas na fase inicial da Ilha de São Tomé, o maior número já registrado. No Príncipe, apenas seis clubes disputam o torneio.

Histórico[editar | editar código-fonte]

O primeiro torneio foi disputado em 1981. No entanto, houve diversos cancelamentos ao longo dos anos. Na final de 2010, a equipa militar de 6 de Setembro venceu a Taça Nacional, impondo derrota ao Sporting do Príncipe, por 2 a 1[1].

Em 2011, o campeão foi o Vitória FC (Riboque), que venceu a equipa do Sundy por 4 a 1 na final, disputada em 17 de dezembro no Estádio 13 de Junho, em Santo António do Príncipe. Em 2012, a equipa de Riboque perdeu o título, ao ser derrotado pelo Sporting do Príncipe por 1 a 0. Em 2013 e 2014, a UDRA (São João dos Angolares) foi bicampeã, voltando a vencer em 2016[2] e 2017.

Em 2019, o torneio chegou a sua 30ª edição na história.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Ver Também[editar | editar código-fonte]

Ligações Externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Nível do futebol são-tomense Téla Nón. Pesquisa em 03/11/10
  2. UDRA goleia e conquista a 3ª taça da história Téla Nón. Pesquisa em 29/12/16