Taça Olímpica

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

A Taça Olímpica é o mais alto e cobiçado troféu do desporto mundial. Também chamada de "Taça de Honra", tem como finalidade reconhecer anualmente, aquele que, no juízo do Comitê Olímpico Internacional, mais fez em prol do olimpismo e do esporte. Este reconhecimento é considerado o Prêmio Nobel dos Esportes. A concessão do título é feita pelo COI após rigoroso e detalhado exame dos dossiês apresentados pelos candidatos.[1][2]   

Para receber a honraria, o pleiteador deve ser exemplo de organização administrativa e um vitorioso nos setores esportivos, sociais, artísticos e cívicos. Um complexo de perfeição durante um ano inteiro, e escolhido como o melhor dentre os demais clubes, instituições esportivas e mesmo países do mundo, através de suas federações.[3]    

A Taça Olímpica ( em francês: Coupe Olympique ) foi instituída em 1906 por Pierre Frédy, barão de Coubertin, o criador dos Jogos Olímpicos da Era Moderna. [4]     

O Fluminense Football Club, do Rio de Janeiro, é o único clube de futebol do mundo a ter essa honraria.[5][6]   

Vencedores da Taça Olímpica[editar | editar código-fonte]

Réplica da Taça Olímpica de 1949.
Placa concedida ao Fluminense pelo COI.

Notas

  1. Não ofertado neste ano
  2. Não ofertado neste ano
  3. Não ofertado neste ano

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]