Taça de Prata

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Campeonato Brasileiro de Futebol
Taça de Prata
Dados gerais
Organização CBD
Edições 3
Local de disputa  Brasil
Sistema Fase de grupos
editar
Campeonato Brasileiro de Futebol - Série B
Taça de Prata
Dados gerais
Organização CBD
Edições 5
Local de disputa  Brasil
Sistema Fase de grupos
editar

Taça de Prata, em competições esportivas, é um nome genérico dado a varias competições no Brasil. Esta nomenclatura foi utilizada oficialmente pela CBD (precursora da atual CBF), para designar, em sua época de disputa, os Campeonatos Brasileiros realizados entre 1968 e 1970, período em que o campeonato ficou conhecido como Torneio Roberto Gomes Pedrosa. Este nome também foi utilizado de forma oficial pela CBF para designar as edições correspondentes a Série B do Campeonato Brasileiro de Futebol entre 1980 e 1985, exceto no ano de 1984, quando foi chamado oficialmente de Taça CBF.[1]

História[editar | editar código-fonte]

Série A[editar | editar código-fonte]

Em 1968, após a Confederação Brasileira de Desportos (CBD) assumir a organização do Torneio Roberto Gomes Pedrosa (atual Campeonato Brasileiro de Futebol), o nome Taça de Prata passou a ser utilizado pela entidade máxima do futebol brasileiro para designar oficialmente este campeonato até o ano de 1970, quando passou a ser denominado oficialmente de Campeonato Nacional de Clubes na edição seguinte.[2][3] Entretanto, estas três edições (1968, 1969 e 1970) disputadas neste período ficaram popularmente mais conhecidas como Torneio Roberto Gomes Pedrosa, a nomenclatura oficial da edição de 1967.

Série B[editar | editar código-fonte]

O primeiro torneio de futebol realizado no Brasil que caracterizava-se como uma Segunda Divisão do Campeonato Brasileiro foi realizado em 1971, tendo uma segunda edição disputada no ano seguinte, porém, nenhum dos campeões das duas edições subiram para a Primeira Divisão. Desmoralizada, e também devido à política do governo militar que tinha o objetivo de prover a integração nacional através do futebol, a Segunda Divisão não foi realizada entre 1973 e 1979, pois para atingir seu objetivo, a ditadura pressionava a CBD para que a entidade colocasse equipes de todas as regiões do País na Primeira Divisão. Com isso, deixando o certame bastante inchado e sem a necessidade de disputa de divisões de acesso.[4][5]

Em 1980, devido ao desmembramento da CBD ocorrido no ano anterior, o futebol brasileiro passou a contar com sua própria entidade, a CBF.[6] A nova entidade promoveu uma reformulação do principal torneio de futebol do Brasil, em que resultou na criação de duas competições, a Taça de Ouro, sendo considerada a Primeira Divisão, e a Taça de Prata, uma espécie de Segunda Divisão. Entretanto, esses dois torneios caracterizavam-se mais como "módulos" do mesmo campeonato, do que duas divisões, pois, embora fossem consideradas competições diferentes, para fins de organização e premiação, os torneios interligavam-se na fase semifinal, quando as quatro equipes melhor classificadas na primeira fase da Taça de Prata entravam na disputa da segunda fase da Taça de Ouro no mesmo ano;[6] ou seja, as duas taças não podem ser consideradas competições verdadeiramente separadas, já que as mesmas se interligavam e a Taça de Prata não representava um sistema real de acesso e descenso, a Taça de Ouro, contava com a participação dos clubes que tivessem obtido as melhores classificações em seus respectivos campeonatos estaduais, e a Taça de Prata, recebia as equipes que não conseguiam obter vaga na Taça de Ouro.[7]

Em 1984, a Taça de Prata foi renomeada para Taça CBF, mas na edição seguinte voltou a ser designada de Taça de Prata. Porém, neste ano, acabou não classificando nenhuma equipe para a disputa do título nacional do mesmo ano; ou seja, exclusivamente em 1985, pode-se considerá-la como uma verdadeira "segunda divisão".[7] Esta foi a última edição deste inédito mecanismo de "acesso intermediário" criado pela CBF. E, a Série B só voltou a ser disputada oficialmente em 1988, sendo nomeada, desta vez, de Divisão Especial e, pela primeira vez, a competição contou com um sistema verdadeiro de acesso e descenso, conforme exigido pela FIFA.[8]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «História do Campeonato Brasileiro de futebol». Quadro de Medalhas. Consultado em 14 de outubro de 2016 
  2. «Boletim da CBD, de 1972, intitulado de Progresso do Campeonato Nacional, conta os títulos nacionais desde 1967». Consultado em 11 de outubro de 2016 
  3. «Entenda como eram a Taça Brasil e o Torneio Roberto Gomes Pedrosa». Globo Esporte. Consultado em 14 de outubro de 2016 
  4. «Anos 70: O início de muita bagunça no futebol brasileiro». RCB. Consultado em 14 de outubro de 2016 
  5. «História do Campeonato Brasileiro Serie B». Campeões do Futebol. Consultado em 14 de outubro de 2016 
  6. a b «Acervo Folha». Folha de S.Paulo. Consultado em 14 de outubro de 2016 
  7. a b «Anos 80: Tempo de mudanças e reformulação». RCB. Consultado em 11 de outubro de 2016 
  8. «Tempo de mudanças». RCB. Consultado em 21 de outubro de 2016