Tabapuã

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Tabapuã
Cidade de Tabapuã vista do trevo da Rodovia vicinal Dr. Alberto Ortenblad, que liga Tabapuã a Novais. Este trevo também dá acesso as cidades de Olímpia e Catiguá, passando pelo anel viário de Tabapuã - panoramio.jpg

Bandeira de Tabapuã
Brasão de Tabapuã
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 27 de novembro (emancipação político-administrativa)
Fundação 27 de novembro de 1919 (97 anos)
Gentílico tabapuanense
Lema Unus Omnes Sumus (Todos Somos Um)
Prefeito(a) Maria Felicidade Peres Campos Arroyo - Felicidade (PMDB)
(2017–2020)
Localização
Localização de Tabapuã
Localização de Tabapuã em São Paulo
Tabapuã está localizado em: Brasil
Tabapuã
Localização de Tabapuã no Brasil
20° 57' 50" S 49° 01' 55" O20° 57' 50" S 49° 01' 55" O
Unidade federativa  São Paulo
Mesorregião São José do Rio Preto IBGE/2008 [1]
Microrregião Catanduva IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes Olímpia, Novais, Cajobi, Embaúba, Catanduva, Catiguá e Uchoa
Distância até a capital 413 km
Características geográficas
Área 345,6 km² [2]
População 11 363 hab. Censo IBGE/2010[2]
Densidade 32,88 hab./km²
Altitude 516 m
Clima tropical
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,771 elevado PNUD/2000 [3]
PIB R$ 142 220 mil IBGE/2009[4]
PIB per capita R$ 11 871,42 IBGE/2009[4]
Página oficial

Tabapuã é um município brasileiro do estado de São Paulo. A cidade tem uma população de 11.363 habitantes (IBGE/2010).[2] Tabapuã pertence à Microrregião de Catanduva.

Segundo Teodoro Fernandes Sampaio Tabapuã provém do tupi: Taba = aldeia, reunião de ócas ou casas e, Puã (Puá) = redondo, portanto, Aldeia Redonda.

História[editar | editar código-fonte]

Na segunda metade do século XIX, surgiu o povoado de Rancharia, entre os rios São Domingos e Turvo, e às margens do córrego Limeira, afluente deste último.

Com a construção da estrada imperial do Taboado, que saia de Jaboticabal, passava nas proximidades do primitivo núcleo de Rancharia e se dirigia a São José do Rio Preto, até a barranca do Rio Paraná, quase na confluência dos rios Grande e Parnaíba, o povoado deslocou-se para as margens da estrada, passando a dominar as terras de São Lourenço do Turvo e São Domingos.

João Maurício Ferreira é considerado o fundador da cidade pois doou 40 (quarenta) alqueires de suas terras à Diocese de São Carlos, área onde foi construída a capela pioneira de Nossa Senhora dos Remédios, padroeira da cidade e, em seu entorno surgiram os nove quarteirões iniciais, incluindo a atual Praça César Carvalho.

Em 22 de agosto de 1907, através da Lei Estadual nº 1075, foi criado o Distrito de Paz de Tabapuã, subordinado ao município de Monte Alto.

Em 1911, Tabapuã é elevada a vila.

Em 27 de novembro de 1919, através da Lei Estadual nº 1662, Tabapuã é elevada a categoria de município, desmembrado do município de Monte Alto. Sua instalação ocorreu em 7 de março de 1920.

Em 1933, o município de Tabapuã era constituído de 2 distritos: Tabapuã e Ibarra.

Através do Decreto Estadual nº 9775, de 30 de dezembro de 1938, o município de Tabapuã recebeu o distrito de Novais do município de Catanduva e cedeu o território do extinto distrito de Ibarra para o novo distrito de Catiguá, no município de Catanduva.

Através da Lei Estadual nº 7664, de 30 de dezembro de 1991, o distrito de Novais é desmembrado do município de Tabapuã, permanecendo este apenas com o distrito sede.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Localiza-se a uma latitude 20º57'51" sul e a uma longitude 49º01'54" oeste, estando a uma altitude de 516 metros.

Hidrografia[editar | editar código-fonte]

Rodovias[editar | editar código-fonte]

Demografia[editar | editar código-fonte]

Dados do Censo - 2010[2]

População total: 11.363

  • Urbana: 10.519
  • Rural: 844
  • Homens: 5.745[5]
  • Mulheres: 5.618

Densidade demográfica (hab./km²): 32,88

Administração[editar | editar código-fonte]

  • Prefeito: MARIA FELICIDADE PERES CAMPOS ARROYO - FELICIDADE (PMDB) (2017/2020)
  • Vice-prefeito: SILVIO CESAR SARTORELLO (PTB)
  • Presidente da Câmara Municipal: LEONARDO BOLONHA (PTB) - BIÊNIO 2017/2018

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  2. a b c d «Censo Populacional 2010 - IBGE» (PDF). IBGE.gov.br. Consultado em 31 de agosto de 2011 
  3. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  4. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2005-2009» (PDF). Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 29 dez. 2011 
  5. «SIDRA IBGE - Tabela 608 - População residente, por situação do domicílio e sexo». IBGE. Consultado em 31 de agosto de 2011 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]