Tabapuã

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Tabapuã
Bandeira de Tabapuã
Brasão de Tabapuã
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 27 de novembro (emancipação político-administrativa)
Fundação 27 de novembro de 1919 (97 anos)
Gentílico tabapuanense
Lema Unus Omnes Sumus (Todos Somos Um)
Prefeito(a) Maria Felicidade Peres Campos Arroyo (PMDB)
(2017–2020)
Localização
Localização de Tabapuã
Localização de Tabapuã em São Paulo
Tabapuã está localizado em: Brasil
Tabapuã
Localização de Tabapuã no Brasil
20° 57' 50" S 49° 01' 55" O20° 57' 50" S 49° 01' 55" O
Unidade federativa  São Paulo
Mesorregião São José do Rio Preto IBGE/2008 [1]
Microrregião Catanduva IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes Olímpia, Novais, Cajobi, Embaúba, Catanduva, Catiguá e Uchoa
Distância até a capital 413 km
Características geográficas
Área 345,6 km² [2]
População 11 363 hab. Censo IBGE/2010[2]
Densidade 32,88 hab./km²
Altitude 516 m
Clima tropical
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,771 alto PNUD/2000 [3]
PIB R$ 142 220 mil IBGE/2009[4]
PIB per capita R$ 11 871,42 IBGE/2009[4]
Página oficial

Tabapuã é um município brasileiro do estado de São Paulo. A cidade tem uma população de 11.363 habitantes (IBGE/2010).[2] Tabapuã pertence à Microrregião de Catanduva.

Segundo Teodoro Fernandes Sampaio Tabapuã provém do tupi: Taba = aldeia, reunião de ócas ou casas e, Puã (Puá) = redondo, portanto, Aldeia Redonda.

História[editar | editar código-fonte]

Na segunda metade do século XIX, surgiu o povoado de Rancharia, entre os rios São Domingos e Turvo, e às margens do córrego Limeira, afluente deste último.

Com a construção da estrada imperial do Taboado, que saia de Jaboticabal, passava nas proximidades do primitivo núcleo de Rancharia e se dirigia a São José do Rio Preto, até a barranca do Rio Paraná, quase na confluência dos rios Grande e Parnaíba, o povoado deslocou-se para as margens da estrada, passando a dominar as terras de São Lourenço do Turvo e São Domingos.

João Maurício Ferreira é considerado o fundador da cidade pois doou 40 (quarenta) alqueires de suas terras à Diocese de São Carlos, área onde foi construída a capela pioneira de Nossa Senhora dos Remédios, padroeira da cidade e, em seu entorno surgiram os nove quarteirões iniciais, incluindo a atual Praça César Carvalho.

Em 22 de agosto de 1907, através da Lei Estadual nº 1075, foi criado o Distrito de Paz de Tabapuã, subordinado ao município de Monte Alto.

Em 1911, Tabapuã é elevada a vila.

Em 27 de novembro de 1919, através da Lei Estadual nº 1662, Tabapuã é elevada a categoria de município, desmembrado do município de Monte Alto. Sua instalação ocorreu em 7 de março de 1920.

Em 1933, o município de Tabapuã era constituído de 2 distritos: Tabapuã e Ibarra.

Através do Decreto Estadual nº 9775, de 30 de dezembro de 1938, o município de Tabapuã recebeu o distrito de Novais do município de Catanduva e cedeu o território do extinto distrito de Ibarra para o novo distrito de Catiguá, no município de Catanduva.

Através da Lei Estadual nº 7664, de 30 de dezembro de 1991, o distrito de Novais é desmembrado do município de Tabapuã, permanecendo este apenas com o distrito sede.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Localiza-se a uma latitude 20º57'51" sul e a uma longitude 49º01'54" oeste, estando a uma altitude de 516 metros.

Hidrografia[editar | editar código-fonte]

Rodovias[editar | editar código-fonte]

Demografia[editar | editar código-fonte]

Dados do Censo - 2010[2]

População total: 11.363

  • Urbana: 10.519
  • Rural: 844
  • Homens: 5.745[5]
  • Mulheres: 5.618

Densidade demográfica (hab./km²): 32,88

Administração[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  2. a b c d «Censo Populacional 2010 - IBGE» (PDF). IBGE.gov.br. Consultado em 31 de agosto de 2011 
  3. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  4. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2005-2009» (PDF). Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 29 dez. 2011 
  5. «SIDRA IBGE - Tabela 608 - População residente, por situação do domicílio e sexo». IBGE. Consultado em 31 de agosto de 2011  horizontal tab character character in |título= at position 26 (ajuda)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]