Tachybaptus dominicus

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Como ler uma infocaixa de taxonomiaTachybaptus dominicus
Least grebe.jpg
Estado de conservação
Espécie pouco preocupante
Pouco preocupante (IUCN 3.1) [1]
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Aves
Ordem: Podicipediformes
Família: Podicipedidae
Género: Tachybaptus
Espécie: T. dominicus
Nome binomial
Tachybaptus dominicus
(Linnaeus, 1766)
Distribuição geográfica
Least Grebe.png

O mergulhão-pequeno (Tachybaptus dominicus) é uma espécie de ave da família Podicipedidae. Ocorre do sudoeste dos Estados Unidos e México ao Chile e Argentina, sendo também encontrado em Trinidad e Tobago, Bahamas e Grandes Antilhas.[1]


Descrição[editar | editar código-fonte]

Plumagem reprodutiva

O mergulhão-pequeno varia em comprimento de 21 a 27 centímetros (dependendo da subespécie) e em peso de 112 a 180 gramas.[2] Os pesos variam dependendo da região e da subespécie, sendo menores no Panamá, onde os machos pesam em média 129 gramas contra as 116 gramas das fêmeas, e maior nas Índias Ocidentais, onde os sexos pesam em média 161 e 133 gramas respectivamente. No Texas, o tamanho é intermediário em 139 e 122 gramas. Mesmo nas subespécies maiores, o mergulhão-pequeno ainda é menor e mais leve do que qualquer outra espécie de mergulhão.[3] Como todos os mergulhões, suas pernas são colocadas bem para trás em seu corpo e ele não consegue andar bem, embora seja um excelente nadador e mergulhador. Pequeno e rechonchudo, com um bico pontiagudo bastante curto e olhos amarelos brilhantes, ele geralmente parece bastante escuro.

Taxonomia[editar | editar código-fonte]

Existem cinco subespécies reconhecidas de mergulhão-pequeno, separadas principalmente por tamanho e cor.[4][5]

Seu nome de gênero, Tachybaptus, é uma combinação de duas palavras gregas - takhus, que significa rápido, e baptos, que significa mergulhar ou afundar.[6] O nome específico dominicus refere-se à ilha caribenha de Hispaniola, anteriormente conhecida como Santo Domingo. É o único membro de seu gênero encontrado no Novo Mundo; os quatro outros membros do gênero Tachybaptus residem no Velho Mundo e na Australásia.

Habitat e extensão[editar | editar código-fonte]

Os mergulhões-pequenos são encontrados em uma ampla variedade de habitats de pântanos, incluindo lagoas de água doce, lagos e pântanos, riachos e rios de fluxo lento, valas à beira de estradas e pântanos de mangue.[4][7] Em geral, preferem corpos d'água com significativa cobertura vegetal, principalmente nas bordas; eles usam até zonas úmidas que estejam quase completamente cobertas de mato.[4] Eles também podem escolher pequenos corpos de água temporários para se reproduzir, em um esforço para evitar a predação de seus filhotes por peixes grandes.[8]

Comportamento[editar | editar código-fonte]

Na maior parte do ano, os mergulhões pequenos são encontrados sozinhos ou em pares; no entanto, quando não estão se reproduzindo, às vezes se reúnem em bandos de 20 ou mais.[9]

Dieta[editar | editar código-fonte]

O mergulhão-pequeno come uma variedade de seres aquáticos, incluindo pequenos peixes, crustáceos, sapos e insetos aquáticos.[10] Como todos os mergulhões, ele persegue grande parte de suas presas debaixo d'água. Durante as sessões de alimentação ativa, ele passa uma média de 12,5 segundos abaixo da superfície em cada mergulho, com pausas na superfície variando de 2 a 24 segundos.[11]

Reprodução[editar | editar código-fonte]

Os mergulhões-pequenos se reproduzem ao longo do ano inteiro. Os que estão nos trópicos tendem a se reproduzir durante a estação das chuvas, e ninhos ativos foram encontrados em todos os meses do ano no Texas.[8] Cada par constrói um ninho flutuante compacto de vegetação ancorado em plantas enraizadas em águas calmas, com uma profundidade de até um metro e meio. A fêmea põe de três a seis ovos brancos, embora o material úmido do ninho logo os manche de marrom. Ambos os adultos incubam os ovos, que eclodem após 21 dias. Os filhotes listrados às vezes são carregados nas costas do adulto.

Ameaças[editar | editar código-fonte]

O mergulhão pequeno, embora seja uma espécie pouco preocupante, possuí uma série de predadores, especialmente no início da vida. Relata-se que grandes espécies de peixes e tartarugas pegam mergulhões jovens, e aves de rapina comedoras de pássaros, incluindo o cauré e a águia-real, foram observados pegando pássaros adultos.[8]

Referências[editar | editar código-fonte]

Notas[editar | editar código-fonte]

  1. a b BirdLife International (2012). Tachybaptus dominicus (em inglês). IUCN 2014. Lista Vermelha de Espécies Ameaçadas da IUCN de 2014 . Página visitada em 13 de novembro de 2014..
  2. Ogilvie & Rose 2003, p. 92
  3. CRC Handbook of Avian Body Masses, 2nd Edition by John B. Dunning Jr. (Editor).
  4. a b c Ogilvie & Rose 2003, p. 32
  5. Gill, F.; Donsker, D., eds. (2014). «IOC World Bird List 4.2». IOC World Bird List. doi:10.14344/IOC.ML.4.2 
  6. Ogilvie & Rose 2003, p. 98
  7. Howell, Steve N.G.; Webb, Sophie (1995). A Guide to the Birds of Mexico and Northern Central America. [S.l.]: Oxford University Press. pp. 94–95. ISBN 978-0-19-854012-0 
  8. a b c Ogilvie & Rose 2003, p. 34
  9. Hilty, Steven L. (2003). Birds of Venezuela. London: Christopher Helm. pp. 185–186. ISBN 978-0-7136-6418-8 
  10. Stiles, Gary; Skutch, Alexander (1989). A Guide to the Birds of Costa Rica. Ithaca, NY: Comstock Press. p. 68. ISBN 978-0-8014-2287-4 
  11. Jenni, Donald A. (abril de 1969). «Diving times of the Least Grebe and Masked Duck». The Auk. 86 (2): 355–356. JSTOR 4083516. doi:10.2307/4083516 


Wikispecies
O Wikispecies tem informações sobre: Tachybaptus dominicus
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Tachybaptus dominicus
Ícone de esboço Este artigo sobre Aves, integrado ao Projeto Aves, é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.