Tacrina

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Tacrina
Alerta sobre risco à saúde
Tacrine.svg
Tacrine3d.png
Nome IUPAC 1,2,3,4-tetrahydroacridin-9-amine
Identificadores
Número CAS 321-64-2
PubChem 1935
DrugBank APRD00690
ChemSpider 1859
Código ATC N06AA18
Propriedades
Fórmula química C13H14N2
Massa molar 198.26 g mol-1
Farmacologia
Meia-vida biológica 2 - 4 horas
Ligação plasmática 55%
Excreção renal
Exceto onde denotado, os dados referem-se a
materiais sob condições normais de temperatura e pressão

Referências e avisos gerais sobre esta caixa.
Alerta sobre risco à saúde.

Tacrina é um fármaco utilizado pela medicina como inibidor reversível da acetilcolinesterase. Foi sintetizada pela primeira vez por Adrien Albert na Universidade de Sydney, o primeiro fármaco para tratar a doença de Alzheimer.[1] Todavia é pouco utilizada na prática clínica devido seus efeitos colaterais colinérgicos, como náuseas, cólicas abdomiais e hepatotoxicidade.[2]

Outros fármacos como rivastigmina e galantamina promovem maior conforto na utilização.[1]

Mecanismo de ação[editar | editar código-fonte]

Atua no sistema nervoso central, aumentando a concentração de acetilcolina no córtex cerebral e evita sua degradação. Sua utilização é limitada devido a má biodisponibilidade oral, necessidade de quatro doses diárias e pode causar náusea, diarréia, incontinência urinária e hepatotoxicidade.

Indicações[editar | editar código-fonte]

  • Demência leve.

Nomes comerciais[editar | editar código-fonte]

  • Tacrinal®
  • Cognex®

Notas e referências

  1. a b RANG. H. P. et. al. Farmacologia. Tradução da 5. ed. americana. Elsevier. ISBN 853521368-6
  2. Goodman & Gilman. As bases farmacológicas da terapêutica. [tradução da 10. ed. original, Carla de Melo Vorsatz. et al] Rio de Janeiro: McGraw-Hill, 2005.
Ícone de esboço Este artigo sobre fármacos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.