Tadeu de Almeida Furtado

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Tadeu de Almeida Furtado
Nascimento 9 de fevereiro de 1810
Morte 12 de março de 1901 (91 anos)
Cidadania Portugal
Ocupação pintor
Tadeu de Almeida Furtado

Tadeu Maria de Almeida Furtado (San Martín de Salamanca, 9 de fevereiro de 1810 - Porto, 12 de março de 1901), foi um pintor e retratista luso-espanhol, filho do famoso pintor e miniaturista José de Almeida Furtado (o Gata), e de Maria do Loreto Amezqueta.

Era irmão de Francisca de Almeida Furtado, sua discípula, importante miniaturista portuguesa do século XIX. Além dela, tinha mais seis irmãos, entre eles Doroteia, Eugénia, Rosa, Maria das Dores, José e Francisco. Último esse, único da família a não seguir o caminho das artes.

Tadeu de Almeida Furtado mudou-se ainda criança com a mãe e os irmãos para a cidade de Viseu, em Portugal, e já adulto foi morar em Porto em 1834. [1]

Vida profissional[editar | editar código-fonte]

Tadeu de Almeida Furtado foi professor de desenho no Colégio Francês e Inglês, em Porto. Ele também lesionou aulas de desenho na Academia Portuense de Belas Artes (APBA) em 1834, tendo-se tornado professor efetivo da mesma cadeira em 1866, da qual viria se aposentar em 1881. O pintor também participou de várias exposições trienais da Academia Portuense, tendo assim revelado muitas de suas principais obras.

Fez parte da comissão da reorganização do Ensino Artístico, criada em 1870.[2]

Encontra-se colaboração da sua autoria na revista editada pelo Centro Artístico Portuense A arte portugueza[3] (1882-1884).

Tadeu de Almeida Furtado foi presidente da comissão da ABPA dedicada às homenagens a António da Silva Porto, morto em 1893.

Obras[editar | editar código-fonte]

  •  A contemplação da miniatura, desenho,1860.
  • A lição de geografia, desenho, 1863.
  • O Preguiçoso, desenho, 1897.
  • Autorretrato, desenho, 1897.
  • Retrato do Visconde de Beire, guache sobre marfim, 1945.
  • Apontamentos para a historia da Academia Portuense de Bellas-Artes, livro, 1894.

Muitas de suas obras encontram-se no Museu Nacional de Soares dos Reis e Museu Nacional Grão Vasco.

Referências

Leitura complementar[editar | editar código-fonte]

  • A arte em família – os Almeida Furtados. Viseu: IPM/ Museu Grão Vasco, 1998.
Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) pintor(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.