Taifa de Niebla

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Reis taifas de Niebla

Dinastia Iaçubi (1023–1053)

Conquista pela Taifa de Sevilha 1053

A taifa de Niebla[1] foi uma Taifa independente muçulmana que surgiu em 1023 em Alandalus por causa da desintegração do Califado de Córdova e que desapareceu em 1053 quando se integrou na Taifa de Sevilha.

A família andalusina dos Banu Iaçube, encabeçada por Abulabás Amade ibne Amade ibne Iáia Iaçubi proclama a independência da cora de Iabla e funda a taifa de Niebla, uma taifa menor que, bem como as de Algarve, Algeciras, Arcos de la Frontera, Carmona, Huelva, Mértola Morón, Ronda e Silves, ficaria conquistada e integrada na grande taifa de Sevilha.

Taifa de Niebla

Segunda e terceira taifa[editar | editar código-fonte]

Posteriormente, durante os segundos reinos de Taifas teve uma breve duração e durante os terceiros reinos de Taifas, após o domínio almóada, voltou a se formar um reino em Niebla sob Muça ibne Maomé,[2] que estendeu os seus domínios a grande parte do Algarve.

Referências

  1. Historia de España Menéndez Pidal (1999). Tomo VIII-I: Los Reinos de Taifas.
  2. «Alcázar o Castillo de los Guzmanes (BIC)». Ayuntamiento de Niebla 

Bibliografia[editar | editar código-fonte]