Taiúva

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Taiuva)
Taiúva
  Município do Brasil  
[[Imagem:
Igreja Matriz de Taiuva
|270px|none|]]
Símbolos
Bandeira de Taiúva
Bandeira
Brasão de armas de Taiúva
Brasão de armas
Hino
Gentílico taiuvense
Localização
Localização de Taiúva em São Paulo
Localização de Taiúva em São Paulo
Localização de Taiúva em São Paulo
Taiúva está localizado em: Brasil
Taiúva
Localização de Taiúva no Brasil
Mapa
Mapa de Taiúva
Coordenadas 21° 07' 26" S 48° 27' 07" O
País Brasil
Unidade federativa São Paulo
Região metropolitana Ribeirão Preto
Municípios limítrofes Taiaçu, Jaboticabal, Monte Alto, Bebedouro, Vista Alegre do Alto, Taquaral
Distância até a capital 364 km
História
Fundação 29 de dezembro de 1902 (121 anos)
Administração
Prefeito(a) Leandro José Jesus Baptista[1] (UNIÃO [2], 2021 – 2024)
Características geográficas
Área total [3] 132,157 km²
População total (Censo IBGE/2015[4]) 5 858 hab.
Densidade 44,3 hab./km²
Clima Tropical (Cfa)
Altitude 630 m
Fuso horário Hora de Brasília (UTC−3)
Indicadores
IDH (PNUD/2000 [5]) 0,789 alto
PIB (IBGE/2008[6]) R$ 50 881,370 mil
PIB per capita (IBGE/2008[6]) R$ 9 236,04
Sítio taiuva.sp.gov.br (Prefeitura)
camarataiuva.sp.gov.br (Câmara)

Taiúva[nota 1] é um município brasileiro do estado de São Paulo, parte integrante da Região Metropolitana de Ribeirão Preto (RMRP). Sua história remonta ao avanço da Companhia Paulista de Estradas de Ferro no início do século XX, durante sua expansão em direção ao interior paulista, a partir das cidades de Jaboticabal e Barretos.

O primeiro indício de povoamento dentro dos limites do atual município de Taiúva data de 1901, quando o português Antônio Ribeiro Barata e Francisco Ribas ergueram o primeiro estabelecimento comercial, um barracão de madeira que servia como armazém de secos e molhados, além de abrigar uma padaria. Com a chegada da ferrovia à região da serra de Ibitirama, os trabalhadores e engenheiros passaram a frequentar o comércio dos pioneiros, dando início ao desenvolvimento local.

No ano seguinte, em 1902, João Faria e José Mineiro ergueram um cruzeiro no local onde seria construída uma capela, marcando o início da presença religiosa na comunidade. A fertilidade do solo e a perspectiva de progresso com a inauguração da Estação ferroviária atraíram novas famílias para a região, impulsionando o crescimento do povoado. Foi nessa época que surgiu a inscrição "ITAYUVA" em um tronco de cedro próximo à estação ferroviária.

A consolidação do povoado ocorreu rapidamente, e até o final de 1902, quando a estrada de ferro já estava em funcionamento, o local já era conhecido como Taiúva, com a construção de um edifício da Companhia Paulista. A inauguração da estação foi marcada por uma missa campal celebrada pelo vigário de Jaboticabal, Cônego Núncio. Logo em seguida, em 1903, foi realizada a inauguração da capela, dedicada a Santo Antônio, escolhido como padroeiro local.

Os primeiros moradores e proprietários de terra da região incluíam os irmãos José, João e Antônio Simões de Freitas, Antônio Basílio da Cunha, Antônio Zeferino Gonçalves e José Elias Lopes, que já estavam estabelecidos na área desde a década de 1890.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Taiuva está situada na região noroeste do estado, com coordenadas geográficas de aproximadamente 21°07'26" de latitude sul e 48°27'06" de longitude oeste. Encontra-se a uma altitude de 630 metros acima do nível do mar.

Comunicações[editar | editar código-fonte]

A cidade foi atendida pela Companhia Telefônica Brasileira (CTB) até 1973[7], quando passou a ser atendida pela Telecomunicações de São Paulo (TELESP), que construiu a central telefônica utilizada até os dias atuais. Em 1998 esta empresa foi privatizada e vendida para a Telefônica[8], sendo que em 2012 a empresa adotou a marca Vivo[9] para suas operações de telefonia fixa.

Notas e referências

Notas

  1. De acordo com o Acordo Ortográfico de 1990, em vigor desde 2009, o nome do município deveria ser grafado sem acento (Taiuva). O Acordo aboliu o acento agudo no i e u tônicos de palavras paroxítonas, quando precedidos de ditongo.

Referências

  1. «Candidatos a vereador Taiuva-SP». Estadão. Consultado em 14 de maio de 2021 
  2. «Representantes». União Brasil. Consultado em 29 de setembro de 2022 
  3. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 dez. 2010 
  4. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  5. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  6. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 dez. 2010 
  7. «Relação do patrimônio da CTB incorporado pela Telesp» (PDF). Diário Oficial do Estado de São Paulo 
  8. «Nossa História». Telefônica / VIVO 
  9. GASPARIN, Gabriela (12 de abril de 2012). «Telefônica conclui troca da marca por Vivo». G1 

[1]

Ícone de esboço Este artigo sobre um município do estado de São Paulo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
  1. https://www.taiuva.sp.gov.br/cidade  Em falta ou vazio |título= (ajuda)