Takeshi Obata

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Takeshi Obata
小畑 健
Comic image missing-pt.png

Nascimento 11 de fevereiro de 1969 (48 anos)
Local Niigata, Niigata, Japão
Nacionalidade Japão japonês
Área(s) de atuação Mangaka, ilustrador, designer de personagens
Prêmios Prêmio Tezuka (1989), Prêmio Shogakukan de Mangá (1999), Prêmio Cultural Osamu Tezuka (2003)

Takeshi Obata (小畑 健, Obata Takeshi?, Niigata, Niigata, 11 de fevereiro de 1969) é um mangaka japonês que normalmente trabalha como ilustrador em colaboração com um escritor. Seu tipo sanguíneo é AB.[1][2]

Em 1985 ele venceu o Prêmio Tezuka com seu manuscrito O mito de 500 anos-luz (500光年の神話, Go Hyaku Kounen no Shinwa?) aos dezasseis anos de idade. Quando estava no segundo ano do ensino médio (1986), recebeu uma menção honrosa por seu trabalho[2] Cyborg Jii-chan G e com ele debutou em 1989 (nesta época usava o pseudônimo Hijikata Shigeru (土方茂?)). Depois do término da sua série, ele começou a trabalhar com outros mangakas como um ilustrador.

Ele inicialmente ganhou atenção internacional com Hikaru no Go (1998–2003), trabalho em colaboração com Yumi Hotta, com o qual ganhou o Prêmio de Mangá Shogakukan em 2000 e o Prêmio Cultural Osamu Tezuka em 2003. No entanto, é melhor conhecido por Death Note (2003–2006) e Bakuman (2008–2012) em colaboração com Tsugumi Ohba. Obata foi o mentor de vários autores renomados, inclusive Nobuhiro Watsuki, autor do famoso Rurouni Kenshin, Kentaro Yabuki, autor do famoso Black Cat, Katsura Hoshino, autora de D.Gray-man e o artista de Eyeshield 21, Yusuke Murata.

Em 2003, Death Note venceu a categoria mangá do Prêmio de Artes de Mídia Japonesa concedido pela Agência dos Assuntos Culturais do governo japonês.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Takeshi Obata escolheu ser um mangaka porque ele sempre amou desenhar. Quando criança, ele lia e relia Cyborg 009 de Shotaro Ishinomori.[3]

Referências

  1. Hotta, Yumi (7 de agosto de 2002). Longa entrevista de Yumi Hotta com Obata Takeshi-5 - Hikaru no Go Bengaihen 18. [S.l.]: Shueisha. 168 páginas. ISBN 4-08-873289-8  Verifique data em: |ano= (ajuda)
  2. a b Enciclopédia dos Mangakas. Japão: Higai Associates. 2003. 92 páginas. ISBN 978-4-8169-1760-8 
  3. «Entrevista com Takeshi Obata (em Inglês)»