Talk a Good Game

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde junho de 2013). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Talk a Good Game
Álbum de estúdio de Kelly Rowland
Lançamento 14 de junho de 2013 (2013-06-14)
Gravação 2011 - Março de 2013
Gênero(s) R&B, pop
Duração 49:44
Idioma(s) Inglês
Gravadora(s) Republic
Produção Boi-1da, Danja, Harmony Samuels, James McArthur, Mike WiLL Made It, The Runners, The-Dream, T-Minus, Pharrell Williams
Cronologia de Kelly Rowland
Último
Here I Am
(2011)
Próximo
Singles de Talk a Good Game
  1. "Kisses Down Low"
    Lançamento: 1 de Fevereiro de 2013
  2. "Dirty Laundry"
    Lançamento: 21 de Maio de 2013

Talk a Good Game é o quarto álbum de estúdio da cantora e compositora norte-americana Kelly Rowland. O seu lançamento ocorreu a 14 de Junho de 2013 em países como Alemanha, Áustria, Suíça, entre outros, sob distribuição da editora discográfica Universal Republic Records. O álbum marca o retorno da cantora às suas raízes de R&B e é um afastamento musical da sonoridade pop e dançante de Here I Am, seu lançamento posterior. No projecto, a cantora trabalhou com um vasto número de produtores musicais, tais como o duo Jimmy Jam and Terry Lewis, Lonny Bereal, Noel "Detail" Fisher, Rico Love, Sean Garrett, Rodney Jerkins, Diane Warren, The Runners. Contudo, nem todo material produzido a partir do trabalho com estes produtores foi incluso no disco.

Foram lançados dois singles para promover a edição do disco. O primeiro, "Kisses Down Low", foi lançado em meados de Fevereiro de 2013. Teve um desempenho moderado nos EUA, onde atingiu a posição 72 na tabela Billboard Hot 100 e recebeu aclamação da crítica especialista. O segundo single, "Dirty Laundry", foi lançado a 21 de Maio de 2013, sendo imediatamente aclamado pela crítica e pelos fãs de Rowland. A fim de promover e antecipar o lançamento de Talk a Good Game, Rowland ingressou na digressão Lights Out Tour com o produtor The-Dream em Maio de 2013.

Antecedentes e desenvolvimento[editar | editar código-fonte]

Rowland revelou que uma das suas principais influências no álbum foi a falecida cantora Whitney Houston.

Pouco tempo após o lançamento do terceiro álbum de estúdio de Rowland, Here I Am (2011), foi reportado que ela já estava a trabalhar no seu sucessor. Em Março de 2012, o cantor Lonny Bereal, que já fez uma participação com a artista, disse em uma entrevista ao Kempire Radio que o álbum irá ver a cantora a voltar às suas raízes de R&B:

Cquote1.svg Ela está a vir muito forte com o R&B. Com certeza, ela irá dar ao público pop o que eles estão à espera. Mas, ela está mesmo a voltar para o R&B com este álbum. O seu trabalho está muito confiante agora. É definitivamente uma nova Kelly Rowland. Ela não me deixou nem sequer inserir o auto-tune na sua voz desta vez. Ela ficou do tipo, 'Não, eu quero as pessoas realmente me percebam'. Cquote2.svg

No mês seguinte, Rowland disse à MTV News que o disco teria um tema e que ela esteve a documentar todo o processo de gravação do álbum para que os seus fãs pudessem ver. Durante uma entrevista com a revista Vegas em Junho de 2012, ela descreveu o álbum como uma dedicação às "minhas senhoras". Ela explicou: "Eu quero dizer às mulheres o quão incrível nós somos, como a nossa intuição está tão forte. Às vezes nós não ouvimos-a, mas ela é a coisa que pode realmente nos fazer mais felizes." Rowland citou como inspirações para o disco os falecidos Whitney Houston e Marvin Gaye e o músico Stevie Wonder.

A 10 de Outubro de 2012, a artista anunciou na sua página online oficial que o álbum seria chamado Year of the Woman e escreveu que ele é "uma das minhas melhores obras de trabalho e mal posso esperar para partilhá-la com vocês, malta!" Durante uma entrevista com a revista musical Billboard em Novembro de 2012, Rowland falou sobre o tipo de canções que havia vindo gravado para o álbum, afirmando: "Com as coisas de que estou a falar, eu acho que é provavelmente o mais vulnerável que já estive em uma gravação. E eu apenas queria tocar uma mão de uma mulher, falar com ela, você percebe o que quero dizer? Tipo, está é a minha irmã e eu acho que essa é uma das coisas que eu realmente queria pronunciar neste álbum, é a celebração de uma mulher." Durante uma entrevista nos bastidores da cerimónia dos 55° Grammy Awards, a cantora revelou que trabalhar com tantos produtores inspirou-a a renomear o disco para Talk a Good Game.

O álbum foi originalmente planeado para ser lançado a 3 de Junho de 2013, contudo, durante uma entrevista no programa de rádio The Madd Hatta Morning Show na estação de rádio 97.9 Box FM, Rowland revelou que o lançamento do álbum havia sido adiado para 17 de Junho de 2013 no Reino Unido e um dia depois nos Estados Unidos. Talk a Good Game esteve disponível para encomenda a partir de 21 de Maio de 2013.

Composição, produção e colaborações[editar | editar código-fonte]

Em Agosto de 2011, o produtor Rico Love revelou à revista Rap-Up: "Enquanto ela está em digressão, eu vou estar a escrever canções para o novo álbum dela. Nós podemos resolver isso e lançar seu novo single no final da primavera. Animado sobre isso." Love também disse que queria continuar a desenvolver um som R&B com Rowland, seguindo o sucesso norte-americano do single "Motivation" (2011), que ele co-escreveu e co-produziu.

Eu acredito em R&B e acredito que se nós fizermos gravações modernas e não gravações antigas e mantenhamo-lo clássico, eu acho que estaremos bem.
 
Rico Love ao ser entrevistado pela Rap-Up..

Rowland também esteve a trabalhar com Amber "Se7en" Streeter, Da Internz, Eric Bellinger, Eric Hudson, Kevin Cossom, Lonny Bereal, Nikeshia Briscoe, Redd Stylez, Rock City, Rodney "Darkchild" Jerkins, The Runners e T-Minus. A 23 de Março de 2012, Rowland confirmou através do Twitter que estava a trabalhar com o rapper T-Pain. Sean Garrett revelou em uma entrevista com o Rap-Up a 9 de Maio de 2012 que ele também contribuiu para o álbum. Ele afirmou: "O seu swag é altamente e eu estou muito feliz de vê-la ter o seu momento. Eu irei fazer o que posso para ter a certeza que Kelly acerta." Em Agosto de 2012, a compositora vencedora de Grammys Diane Warren falou do seu envolvimento em Talk A Good Game, afirmando que tinha estado a trabalhar com Rowland "porque Beyoncé disse-lhe para se encontrar comigo". Em Novembro de 2012, Rowland revelou que também estava a trabalhar com o duo Jimmy Jam and Terry Lewis. Falando sobre esta colaboração durante uma entrevista com Keith Caulfield, repórter da revista Billboard, ela disse: "Deixe-me dizer-lhe algo, eles são uma parte da fundação do que eu sou... Porque o seu som foi uma das primeiras coisas que eu me lembro sobre R&B. Tendo estado no estúdio com eles, eu queria beliscar-me." Contudo, foi mais tarde anunciado que as canções que ela gravou com o duo não iriam fazer parte do disco.

Em Fevereiro de 2013, Rowland revelou que tinha gravado mais de 50 canções para o álbum no qual ela estava continuamente a trabalhar para organizar a selecção final. Rowland também trabalhou com The-Dream, Pharrell Williams e Boi-1da. Foi revelado pelo USA Today que o rapper Pusha T também iria fazer uma participação. Em Abril de 2013, a artista revelou ter mais de 70 músicas para escolher, entre uma colaboração com Lil Wayne, o álbum apresenta participações de Wiz Khalifa e um dueto com Williams. Ainda, Rowland reuniu-se com as suas colegas das Destiny's Child  — Beyoncé Knowles e Michelle Williams  — para uma canção no álbum. Ela esclareceu que isto não era uma reunião da banda mas sim uma música dela com participação de Knowles e Williams.

Alinhamento de faixas[editar | editar código-fonte]

Versão padrão
N.º Título Compositor(es) Produtor(es) Duração
1. "Freak"   Floyd Nathaniel Hills, James Butler, Jr., Marcella Araica Danja 4:34
2. "Kisses Down Low"   Kelly Rowland, Michael L. Williams II, Marquel Middlebrooks, Timothy Thomas, Theron Thomas Mike Will Made It 4:14
3. "Gone" (com participação de Wiz Khalifa) K. Rowland, Harmony Samuels, Courtney Harrell, Amber Streeter, Cameron Thomaz, Joni Mitchell M. Samuels 4:18
4. "Talk a Good Game" (com participação de Kevin Cossom) K. Rowland, Kevin Cossom, Tyler Williams T-Minus 3:23
5. "Down On Love"   K. Rowland, Andrew Harr, K. Cossom, Jermaine Jackson, Jon-David Anderson, David Anderson The Runners 4:10
6. "Dirty Laundry"   K. Rowland, Terius Nash, Carlos McKinney The-Dream 5:29
7. "You Changed" (com participação de Beyoncé e Michelle Williams) K. Rowland, M. Samuels, C. Harrell M. Samuels 3:56
8. "I Remember"   K. Rowland, A. Harr, K. Cossom, J. Jackson, Ben Diehl The Runners 3:41
9. "Red Wine"   K. Rowland, Matthew Samuels, Matthew Burnett, K. Cossom Boi-1da 4:19
10. "This is Love"   K. Rowland, Jeremy McArthur, Myariah "Jane Handcock" Summers, Thabiso Nkhereanye J. McArthur 3:37
11. "Street Life" (com participação de Pusha T) K. Rowland, Pharrell Williams, Terrence Thorton P. Williams 3:44
12. "Stand in Front of Me"   K. Rowland, P. Williams P. Williams 3:52
Duração total:
49:44

Desempenho nas tabelas musicais[editar | editar código-fonte]

Posições[editar | editar código-fonte]

Tabela (2013) Melhor
posição
 AustráliaARIA Urban Albums Chart[1] 16
 BélgicaUltratop 50 (Flandres)[2] 100
 BélgicaUltratop 40 (Valônia)[3] 146
 Estados UnidosBillboard 200[4] 4
 Estados UnidosTop R&B/Hip-Hop Albums[5] 4
 Reino UnidoUK Albums Chart[6] 80
 Reino UnidoUK R&B Chart[5] 7
SuíçaSwiss Albums Chart[7] 74

Notas de rodapé

  1. «Kelly Rowland, Talk a Good Game - ARIA Urban Albums Chart». Australian Recording Industry Association. 2013-07-01. Arquivado desde o original em |arquivourl= requer |arquivodata= (Ajuda). Consultado em 2013-06-29. 
  2. «"Ultratop 200 Vlaanderen - Kelly Rowland: Talk a Good Game"» (em neerlandês). Ultratop. Consultado em 21 de dezembro de 2012. 
  3. «"Ultratop 200 Wallonie - Kelly Rowland: Talk a Good Game"» (em francês). Ultratop. Consultado em 21 de dezembro de 2012. 
  4. «"Billboard 200: Week of December 29, 2012"». Prometheus Global Media (em inglês). Billboard. Consultado em 20 de dezembro de 2012. 
  5. a b «2013-06-29 Top 40 R&B Albums Archive». Official Charts. Consultado em 2013-06-28. 
  6. «Official UK Albums Top 100 (29th June 2013)» (em inglês). Official Charts Company. Arquivado desde o original em 23 de Junho de 2013. 
  7. «Official Swiss Albums Top 100 (29th June 2013)» (em inglês). Swiss Chartsarquivodata=23 de Junho de 2013.