Tangaroa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Relevo de uma canoa de guerra.

Na mitologia maori, Tangaroa é um dos grandes deuses, o deus do oceano e das criaturas marinhas.[1] Ele é um dos 70 filhos de Rangi e Papa, Céu e Terra,[2] ele foi viver no mar quando seus pais se separaram.[3]

Tangaroa é as vezes retratado como uma baleia, animal altamente sagrado na cultura maori.[4]

Genealogia[editar | editar código-fonte]

É um dos filhos do casal primodial Rangi e Papa, seus irmãos mais conhecidos são Tāne, o deus das florestas e dos passáros, Tāwhirimātea, o deus do clima e das estações e Tū, o deus da guerra e da pesca. Seus pais passaram uma enternidade juntos em um abraço e nesse tempo tiveram 70 filhos, todos homens.[5]

É casado com Anu-Matao a deusa do frio e do espaço e também é casado com Kāi Tahu. E seus principais filhos são:

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Story: Tangaroa – the sea». The Encyclopedic of New Zeland. Teara. 12 de junho de 2006. Consultado em 4 de dezembro de 2017 
  2. «Estórias e Lendas Māori». Estórias e Lendas Māori. Estudenovazelandia.com.br. Consultado em 4 de dezembro de 2017 
  3. «Tangaroa». Maori Dictionary. maoridictionary.co.nz. Consultado em 4 de dezembro de 2017 
  4. Cressey, Jason (Setembro de 1998). «Legends of Oceania» (PDF). Making a Splash in the Pacific: Dolphin and Whale Myths and Legends of Oceania. Island Heritage - Rapa Nui Journal. Consultado em 4 de dezembro de 2017 
  5. Tregear, Edward (1891). The Maori-Polynesian comparative dictionary. [S.l.]: Wellington, N.Z., Lyon and Blair 


Ícone de esboço Este artigo sobre Cultura é um esboço relacionado ao Projeto Cultura. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.