Tao I

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde Junho de 2013). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Tao I
Nascimento Século XVI a.C.
Morte Século XVI a.C.
Cônjuge Teticheri
Filho(s) Ah-hotep I, Sekenenré Taá
Ocupação estadista
Título Faraó

Senakhtenré Amósis foi um rei da XVII dinastia egípcia, durante o Segundo Período Intermediário. Senakhtenré ("O que dá força a Rá") era o seu prenome ou nome de coroação.

Até 2012, e como foi defendido por vários autores, junto ao prenome Senakhtenré, sempre se leu Tao (ou Taá), ou Siamun. Porém, recentes descobertas naquele ano revelaram que o verdadeiro nome deste faraó era Amósis,[1] do qual o seu célebre neto Amósis I, fundador da XVIII dinastia egípcia, teria herdado o nome.

Sucessor de Intefe VII, inicia a partir de Tebas a luta contra os Hicsos que governavam no norte do país, processo que só será concluído com o rei Amósis I da XVIII dinastia. Julga-se que reinou apenas um ano, entre 1550 e 1549 a.C..

Foi casado com a rainha Teticheri, com a qual teve uma filha, Aotepe I e o seu sucessor, Sekenenré Taá. Embora tenha sido encontrada a múmia da sua esposa, a múmia de Taá não foi ainda encontrada. Também não se conhece o seu túmulo.

Precedido por
Intefe VII
Faraó
XVII dinastia
Sucedido por
Tao II

Referências

  1. * Ryholt, Kim (1997). The Political Situation in Egypt during the Second Intermediate Period. Copenhagen: Museum Tusculanum Press: Carsten Niebuhr Institute Publications. ISBN 87-7289-421-0 
Ícone de esboço Este artigo sobre um Faraó é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.