Tarrafa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Um pescador lançando uma tarrafa em Kerala, Índia

Uma tarrafa é uma rede de pesca circular com pequenos pesos distribuídos em torno de toda a circunferência da malha.

A tarrafa é arremessada geralmente com as mãos, de tal maneira que esta se abra o máximo possível antes de cair na água. Ao entrar em contato com a água, a rede afunda imediatamente. Jogar uma tarrafa exige prática e técnica; para conseguir uma abertura total da rede, é preciso jogá-la de tal maneira que esta se abra por completo no ar. É ainda necessário ter precisão ao jogá-la para que caia no local desejado, para que os peixes que estiverem dentro do diâmetro da tarrafa fiquem presos. Em seguida, o pescador puxa a tarrafa, de maneira que diminui seu diâmetro, enroscando assim os peixes na malha. A seguir, retira a rede da água.[1] Esta técnica de pescaria vem sendo utilizada há milhares de anos, passando por diversas modificações.

Construção e técnica[editar | editar código-fonte]

Atualmente as tarrafas possuem um raio que varia de 1,2 a 3,6 metros. Somente pessoas fortes em alguns casos conseguem puxar a rede, haja vista que esta pode estar cheia de peixes. Os pesos (chumbos) são distribuídos ao redor da rede (nas bordas da malha) e pesam em média 1,5 kg por metro. Anexado à rede, no seu centro, há uma corda cuja finalidade é puxá-la. Esta corda fica presa no punho do pescador, não atrapalhando-o no momento de jogar a rede. Ao puxá-la, a circunferência vai diminuindo e, assim, os peixes vão ficando concentrados no meio dela. Junto aos pesos, ocorre uma dobra para o lado contrário da rede, que normalmente é chamada de "saco": é uma espécie de reservatório onde os peixes ficam quando o pescador a puxa na vertical.[2]

As tarrafas funcionam melhor em profundidades inferiores ao seu raio. Um dos grandes problemas ao jogar a tarrafa está no fato de que esta se enrosca com facilidade em qualquer objeto submerso, como por exemplo, galhos, pedras ou tocos de árvores. Muitas vezes é necessário que o pescador se metas na agua para desenrolá-la destes obstáculos; caso contrário, é muito provavel que a malha arrebente.

A tarrafa pode ser jogada de um trapiche, uma beira de rio, na beira do mar, de dentro de uma embarcação miúda, ou em qualquer lugar onde seja possível arremessá-la.

História[editar | editar código-fonte]

Mosaico, século 4 d.C.

Notas[editar | editar código-fonte]

  1. Dunbar
  2. Burnley, pp 63–64.

Referencias[editar | editar código-fonte]