Tarso

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Tarso (cidade))
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Tarso (desambiguação).
Tarso
—  Cidade  —
Mesquita
Mesquita
Localização de Tarso na província de Mersin
Localização de Tarso na província de Mersin
Tarso está localizado em: Turquia
Tarso
Localização de Tarso na Turquia
Coordenadas 36° 55' N 34° 53' 44" E
País  Turquia
Província Mersin
Administração
 - Prefeito Şevket Can
Área
 - Terra 2,019.43 km²
Altitude 23 m
População (2012) [1]
 - Total 323 961
    • Densidade 160 hab./km²
Sítio www.tarsus.bel.tr

Tarso (em turco: Tarsus; em grego: Ταρσός, transl.: Tarsós) é uma cidade da Turquia, localizada na região histórica da Cilícia (na atual província de Mersin), na foz do Rio Tarso (Berdan Çayı), que desagua no mar Mediterrâneo. O censo de 2000 registrou uma população de 216 382 habitantes.

A cidade se localiza a 15 quilômetros da cidade de Mersin, e a cerca de 40 km de Adana.

Com uma história de mais de 9 000 anos, Tarso tem sido um importante ponto de parada para comerciantes e um local de importância crucial para os romanos, especialmente em suas campanhas contra os partos e persas.[2][3]

De acordo com Alexandre, o Polímata, a cidade foi fundada por Senaqueribe. A Cilícia havia sido invadida pelos gregos, e Senaqueribe foi lutar contra eles. Apesar de ter várias perdas, ele foi vitorioso, e ergueu um monumento no local, em letras caldeias, que registrava a sua grandeza para as gerações futuras. Ele fundou a cidade de Tarso, no mesmo modelo da Babilônia. A fundação de Tarso ocorreu depois que Senaqueribe suprimira a revolta de Elibus, que reinou na Babilônia após Merodach Baladan.[4]

A cidade, capital da província romana da Cilícia, foi o palco do primeiro encontro entre Marco Antônio e Cleópatra em 41 a.C.,[3][5] além de ter sido o local de nascimento de São Paulo,[6] apóstolo cristão, também conhecido como "Paulo de Tarso".

Referências

  1. «Türkisches Institut für Statistik». WebCite (em turco). 6 de dezembro de 2015. Consultado em 1 de maio de 2017 
  2. Smith, William (1873). A Dictionary of Greek and Roman Geography. Londres: J. Murray. p. 1106 
  3. a b Army Intelligence & Security Command. Intelligence and Security Command Journal. U.S. Army Intelligence and Security Command, 1984. p. 31.
  4. Alexandre, o Polímata, citado por Eusébio de Cesareia, Crônica, 9. Do mesmo Alexandre, sobre os feitos e o valor de Senaqueribe e Nabucodonosor [em linha] [em linha]
  5. Jones, Prudence J. (2006). Cleopatra: The Last Pharaoh (em inglês). Londres: Haus Publishing. p. 61. ISBN 1-904950-25-6 
  6. Mesters, Carlos (1991). Paulo apóstolo: um trabalhador que anuncia o evangelho. São Paulo: Paulus. p. 15. ISBN 978-85-349-1107-8 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Tarso


Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia da Turquia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.