Tarso Dutra

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Tarso de Morais Dutra)
Ir para: navegação, pesquisa
Tarso Dutra
Senador pelo Rio Grande do Sul
Período 31 de janeiro de 1971
até 5 de maio de 1983
Deputado Federal pelo Rio Grande do Sul
Período 1951 até 1967
Deputado Estadual do Rio Grande do Sul
Período 1947 até 1951
Dados pessoais
Nascimento 15 de maio de 1914
Porto Alegre, Rio Grande do Sul
Morte 5 de maio de 1983 (68 anos)
Porto Alegre, Rio Grande do Sul
Partido PSD
Arena
PDS
Profissão Advogado

Tarso de Morais Dutra (Porto Alegre, 15 de maio de 1914 — Porto Alegre, 5 de maio de 1983) foi um advogado e político brasileiro.

Formado em direito pela Faculdade de Direito do Rio Grande do Sul. Em 1946 foi eleito deputado estadual pelo PSD para a 38ª Legislatura da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul.[1] Logo depois seguido da eleição para deputado federal em 1950, em que foi reeleito quatro vezes.

Ministro da Educação, de 15 de março a 30 de outubro de 1969, durante os governos Costa e Silva e da Junta Militar de 1969. Foi um dos encarregados em revisar o texto do Ato Institucional Número Cinco.[2] Na sua gestão implementou o Mobral e os acordos MEC-Usaid. Neste período ocorreram algumas manifestações estudantis contra o regime, como por exemplo, a Passeata dos Cem Mil.

Eleito senador em 1970, em 1978 foi senador biônico, falecendo em 1983 ainda no exercício do cargo.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Precedido por
Guilherme Augusto Canedo de Magalhães
Ministro da Educação do Brasil
1967-1969
Sucedido por
Jarbas Passarinho


Ícone de esboço Este artigo sobre um político é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.