Chitundo-Hulu

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Tchitundo-Hulu)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Chitundo-Hulu (também grafado Chitundulo) é um morro granítico situado no município de Virei, 137 km a leste da cidade de Moçâmedes, na província de Namibe, em Angola.

O local é conhecido pelas gravuras/pinturas rupestres do "Morro Sagrado dos Mucuísses", um dos mais belos conjuntos rupestres da Pré-História existentes em Angola, onde abundam representações de animais e desenhos esquematizados [1].

A estação arqueológica do Chitundo-Hulu tem uma idade de mais de quatro mil anos e é o ponto de partida das artes rupestres de África que têm o seu início na província do Namibe [1].

Apesar da relevância do local, as gravuras correm o risco de desaparecer, pelo empolamento, por acções térmicas, da camada superficial da rocha que depois se fragmenta. As principais gravuras encontram-se no grande morro granítico que dá acesso à chamada "Casa Maior" que se abre sobre a falésia em forma de anfiteatro.[1][2]

As gravuras/pinturas são datadas do Paleolítico e Neolítico e atribuídas a povos que habitavam o local, antes à chegada dos bantos [3][4].

Referências

  1. a b c «Tchitundo-hulu tem pinturas rupestres de mais de quatro mil anos». RNA. 8 de janeiro de 2011. Consultado em 26 de janeiro de 2011  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  2. Rina Sherman. Tchitundu-Hulu Rock Art/Tchitundu-Hulu art rupestre. Version Française & English version, Art in Africa / Art en Afrique. 33 min, 2014.
  3. Henri Breuil e António Almeida (1964). Das gravuras e das pinturas rupestres do deserto de Moçâmedes(Angola) in Estudos sobre Pré-História do Ultramar português, 2.º vol. Lisboa: Junta de Investigações do Ultramar 
  4. Pintura de Tchitundu-Hulu, Namibe, Angola