Teatro O Tablado

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Teatro O Tablado
Montagem da peça "A Bruxinha que era boa" (1958)
Nomes alternativos O Tablado
Tipo Teatro
Inauguração 1951 (72 anos)
Geografia
País Brasil
Localidade Rio de Janeiro, Lagoa
Endereço Av. Lineu de Paula Machado, 795
Jardim Botânico
Rio de Janeiro

Teatro O Tablado, ou simplesmente "O Tablado", é uma escola brasileira de teatro fundada em 1951, no Rio de Janeiro, pela escritora e dramaturga brasileira Maria Clara Machado, que já formou mais de cinco mil profissionais em artes cênicas.[1][2]

História[editar | editar código-fonte]

Vídeo sobre o Teatro Tablado (1972)

Inicialmente foi uma companhia de teatro amador, com uma pequena estrutura utilizada para seus ensaios, que mais tarde se transformou num grande centro de formação de atores. Foi a companhia que ajudou a modernizar o teatro no Brasil. Apresentava-se para todos os públicos, mas sua especialidade eram peças infantis, a maioria de autoria de sua criadora, que desenvolvia textos e montagens de altíssima qualidade, até hoje encenados, como Pluft, o Fantasminha.

O Tablado formou gerações de atores, como Jacqueline Laurence, Marieta Severo, Hildegard Angel, Nora Esteves e Djenane Machado. Maria Clara Machado gerenciou todas as aulas até sua morte, em 2001.

Depois de uma reforma que durou quase seis meses, o teatro reabriu as portas ao público em 12 de julho de 2008, com a estréia da peça infantil "O Dragão Verde", inspirada na história do menino David contra o gigante Golias.[3]

Devido à pandemia da COVID-19 e o lockdown, as aulas se deram na modalidade on-line durante todo o ano de 2020 e o primeiro semestre de 2021. Apesar das grandes dificuldades impostas à produção cultural durante a pandemia, O Tablado resistiu e reabriu suas portas para as aulas ao final de 2021 e retomou suas apresentações presenciais com uma bem-sucedida temporada da comédia “O Cálice” (dirigido por Cacá Mourthé) — que havia sido interrompida no início da sua temporada em março de 2020 — livremente adaptada do filme de “Em busca do Cálice Sagrado”, da companhia de humor britânico Monty Python.[4][5][6]

Famosos formados[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «O Tablado». 30 de setembro de 2005. Consultado em 21 de agosto de 2008. Arquivado do original em 12 de outubro de 2007 
  2. «Teatro Tablado». O Globo. Consultado em 21 de agosto de 2008. Arquivado do original em 1 de maio de 2012 
  3. «Teatro Tablado reabre de cara nova». JB Online. 11 de julho de 2008. Consultado em 21 de agosto de 2008. Arquivado do original em 10 de outubro de 2009 
  4. Carneiro, Thiago Meister (5 de julho de 2022). «O Tablado retorna espetáculo baseado em 'Em Busca do Cálice Sagrado'». Consultado em 26 de dezembro de 2022 
  5. «Durante a Pandemia, O Tablado precisou vencer o desafio». O Tablado. Consultado em 26 de dezembro de 2022 
  6. Barros, Pedro (17 de agosto de 2022). «Após um hiato de dois anos fechado em função da pandemia, O Tablado celebra seu retorno à cena com a estreia de uma nova peça em temporada.». Rio em Foco - Notícias do Rio de Janeiro. Consultado em 26 de dezembro de 2022 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]