Tebas (ninfa)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Tebas, na mitologia grega, é uma ninfa, filha de Asopo e Metope.

Metope era filha do deus-rio Ladão e esposa do deus-rio Asopo, com quem teve dois filhos (Pelasgo e Ismeno) e várias filhas.[1][2] Pseudo-Apolodoro diz que Metope e Asopo tiveram vinte filhas, e menciona Egina[1] e Salamina.[3] Diodoro Sículo diz que eles tiveram doze filhas, e as lista como Córcira, Salamina, Egina, Peirene, Cleone, Tebas, Tânagra, Tespeia, Asopis, Sinope, Ornia e Cálcis.[2]

Tebas também é mencionada por Píndaro em suas Odes Olímpicas, VI [4] e citada (indiretamente[Nota 1]) nas Odes Ístmicas, VIII,[5] além de alguns fragmentos.

Tebas se casou com Zeto, irmão de Anfião. A cidade de Tebas tem este nome devido a esta ninfa.[6]

Notas e referências

Notas

  1. Píndaro cita Tebas, a cidade, e Egina, a ilha, e diz que elas são irmãs gêmeas, filhas do mesmo pai Asopo, sendo suas filhas mais novas.

Referências

  1. a b Pseudo-Apolodoro, Biblioteca, 3.12.6 [em linha]
  2. a b Diodoro Sículo, Biblioteca Histórica, Livro IV, 72.1 [ael/fr][en][en]
  3. Pseudo-Apolodoro, Biblioteca, 3.12.7
  4. Píndaro, Odes Olímpicas, VI: Para Hagésias de Siracusa, vencedor na corrida de carros a mulas em 472 ou 468 a.C. [em linha]
  5. Píndaro, Odes Ístmicas, VIII: Para Cleandro de Egina, vencedor do pancrácio (?) em 478 a.C. [em linha]
  6. Pseudo-Apolodoro, Biblioteca, 3.5.6



Ícone de esboço Este artigo sobre mitologia grega é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.