Teixeira (Paraíba)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox important.svg
Foram assinalados vários aspectos a serem melhorados nesta página ou se(c)ção:
Município de Teixeira
Bandeira de Teixeira
Brasão de Teixeira
Bandeira Brasão
Hino
Fundação 29 de agosto de 1859 (158 anos)
Gentílico teixeirense[1]
Prefeito(a) Edmilson Alves dos Reis (Nego de Guri) (PMDB)
Localização
Localização de Teixeira
Localização de Teixeira na Paraíba
Teixeira está localizado em: Brasil
Teixeira
Localização de Teixeira no Brasil
07° 13' 22" S 37° 15' 14" O07° 13' 22" S 37° 15' 14" O
Unidade federativa  Paraíba
Mesorregião Sertão Paraibano IBGE/2008 [2]
Microrregião Serra do Teixeira IBGE/2008 [2]
Região metropolitana Patos
Municípios limítrofes Desterro (L), São José do Bonfim (N), Brejinho (S), Matureia (O).
Distância até a capital 320 km
Características geográficas
Área 114,437 km² [3]
População 15 191 hab. IBGE/2017[4]
Densidade 132,75 hab./km²
Altitude 732 m
Clima Semiárido Aw'
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,624 médio PNUD/2000 [5]
PIB R$ 51 530,126 mil IBGE/2008[6]
PIB per capita R$ 3 663,97 IBGE/2008[6]
Página oficial

Teixeira é um município brasileiro no estado da Paraíba, localizado na microrregião da Serra do Teixeira e integrante da Região Metropolitana de Patos. De acordo com o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), no ano de 2017 sua população foi estimada em 15.191 habitantes. Área territorial de 114 km².

História[editar | editar código-fonte]

Comenta Celso Mariz que: o povoamento do Teixeira, como do sertão paraibano se deu como consequência do projeto de ocupação do Governo Geral para o interior da Paraíba, após a expulsão dos holandeses. O governador-geral incentivara os baianos para o referido projeto de ocupação, daí um bom número de bandeirantes da Bahia sobem pelo Pajeú em demanda de terras não ocupadas. A serra do Teixeira já vinha sendo atingida pelos grileiros da Casa da Torre, que subiam o mesmo Pajeú. Destaca Coriolano de Madeiros, com a sua autoridade de historiador.

O principal fundador do povoado foi Manuel Lopes Romeu, ou Romeira, proprietário em Natuba, o qual se passou com a família a Sabugi em meados do século XVIII. Homem dado a caçadas, foi a serra em apreço onde encontrou o manancial hoje conhecido pelo nome cacimba de baixo, ao pé da atual cidade. Sombreava a fonte, altaneiro e anoso angico, no qual zumbiam três colmeias de uma espécie de abelhas denominadas Canudos, dando o caçador ao local a expressiva denominação Olho-d'Água dos Canudos, depois abreviado em Canudos.

Conservou a tradição que tendo Romeu se demorado na excursão, sua mulher Verônica Lins, tomada de receios, com uma filha e várias serviçais demandaram a serra, abrindo uma vereda que atingiu o platô. Dormiram a meia encosta. Alta noite apareceu uma onça que foi morta a golpes de facão pelas duas mulheres. A trilha transformou-se numa estrada, ainda hoje conhecida pela antiga denominação: ladeira da Onça. Encontrando-se com o marido, manifestou-lhe este desejo para ali se transportar com a família e logo o fez, começando a situar-se.

Notando que precisava de um caminho por onde mais rápido o local se comunicasse com o sertão, a N.E., foi ainda a mulher auxiliada pela filha, quem imaginou o traçado e o executou, conservando até os nossos dias a denominação de estrada da Verônica. Manuel Lopes e seu irmão João Leitão compraram a sesmaria e iniciaram a povoação de Canudos, nome que não pôde sobrepujar ao da Serra do Teixeira, finalmente Teixeira.[7]

Geografia[editar | editar código-fonte]

Quando em 1949, a Lei nº 318 aprovou a divisão territorial na Paraíba com 41 municípios, Teixeira já integrava a divisão político-administrativa do estado. Na década de 1950 o município, além da sede, possuía quatro distritos, a saber: Desterro, Mãe D'Água, Imaculada e Cacimbas.

A partir de 1959, com a instalação de uma política municipalista adotada pelo governo brasileiro, com a repercussão na Paraíba, os citados distritos foram desmembrados, passando a condição de cidade, nessa ordem cronológica: Desterro e Cacimbas (1959), Mãe D'Água (1961), Imaculada (1965), Maturéia (1995). O município de Teixeira integra a microrregião geográfica da Serra do Teixeira que compõe a mesorregião do Sertão Paraibano.

A posição geográfica do município de Teixeira é determinada pelo paralelo de 07º13'22 de latitude sul, em sua interseção com o meridiano de 37º15'15 de longitude oeste. Limita-se ao norte com o município de São José do Bonfim, ao leste com Desterro, a oeste com Maturéia e Mãe D'Água e ao sul, com o estado de Pernambuco (Itapetim e Brejinho). A distância entre a cidade de Teixeira e João Pessoa (capital), via Patos, é de 325 km e, via Taperoá, de 308 km.

O município está incluído na área geográfica de abrangência do semiárido brasileiro, definida pelo Ministério da Integração Nacional em 2005[8]. Esta delimitação tem como critérios o índice pluviométrico, o índice de aridez e o risco de seca.

Ecoturismo[editar | editar código-fonte]

Teixeira tem um enorme potencial ecoturístico, sendo que, atualmente, são explorados vários lugares na Serra do Teixeira. Merece referência o Pico do Jabre, pico mais alto da Paraíba, que fica apenas 15 km de Teixeira; a Pedra do Tendó, vista deslumbrante onde pode-se observar todo meio ambiente, relevo e vegetação do sertão paraibano; Pedra do Talhado onde pode-se praticar um excelente rappel; o cruzeiro, com vista deslumbrante; além da cachoeira, "poço da besta" onde tem uma cachoeira maravilhosa entre pedras. Tudo isso em pleno sertão da Paraíba, mas com clima serrano.

Climografia[editar | editar código-fonte]

O clima é do tipo semiárido, um pouco mais ameno em relação às localidades vizinhas devido a altitude. As temperaturas variam entre médias mínimas de 15,8 °C em Agosto e máximas acima dos 31 °C em Novembro, Dezembro e Janeiro.

O Balanço hídrico é deficitário em 9 meses do ano, sendo positivo apenas em Fevereiro, Março e Abril.

Dados climatológicos para Teixeira (Médias 1911-1990)
Mês Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Ano
Temperatura máxima média (°C) 31,5 29,4 29,4 28,3 27,6 26,8 26,8 28,4 29,5 31,3 31,8 31,7 29,3
Temperatura média (°C) 23,4 22,9 22,5 22,2 21,4 20,4 20,0 20,5 21,6 22,8 23,4 23,6 22,1
Temperatura mínima média (°C) 19,4 19,0 19,4 18,5 17,3 16,9 16,0 15,8 16,5 18,0 18,8 19,6 17,9
Precipitação (mm) 66 140 212 165 59 25 12 4 3 5 12 35 737
Fonte: [9][10]

Demografia[editar | editar código-fonte]

A população da cidade cresceu até por volta de 1950 quando chegou a ter mais de 30 mil habitantes, depois disso passou por um período de decréscimo. Migrações e desmembramentos favoreceram essa redução. A população atual é de cerca de 15 mil habitantes.

Fonte: IBGE

Comunicação[editar | editar código-fonte]

Emissoras de rádio[editar | editar código-fonte]

Filhos ilustres[editar | editar código-fonte]

Religião[editar | editar código-fonte]

Desde suas sesmarias já se fala em uma forte presença católica em Teixeira, de 1699 temos os primeiros registros. Atualmente Teixeira tem como Padroeira Santa Maria Madalena, e pároco Padre Pedro Custódio da Silva.

A paróquia de Santa Maria Madalena fundada canonicamente em 6 de outubro de 1857. Contou até o presente momento com 25 padres, tendo sua história dividida em período tridentino e período modernista.

A cidade ainda possui várias denominações cristãs, entre elas, Assembleia de Deus, Ação Evangélica, Igreja Adventista do Sétimo Dia, Igreja Evangélica Batista, Igreja Pentecostal do Evangelho O Amor de Deus.

Eventos[editar | editar código-fonte]

  • Pedala Teixeira — evento de ciclismo que abrange a região. A primeira edição ocorreu em 27 de agosto de 2017, e teve um percurso de 45km, em homenagem ao jovem Pedro Ewerton, um dos primeiros incentivadores da prática na cidade.[11]

Referências

  1. Editores do VOLP (2009). «Busca no vocabulário ortográfico». Academia Brasileira de Letras. Consultado em 1 de maio de 2013 
  2. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  3. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  4. «Estimativa populacional 2017 IBGE». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 30 de agosto de 2017. Consultado em 1 de setembro de 2017 
  5. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  6. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  7. User, Super. «Prefeitura Municipal de Teixeira - PB - A Cidade». www.teixeira.pb.gov.br. Consultado em 14 de outubro de 2017 
  8. «Ministério da Integração Nacional, 2005. Nova delimitação do semiárido brasileiro» .

  9. Climatologia para a cidade de Teixeira.«Climatologia para a cidade de Teixeira». Consultado em 16 de novembro de 2014 
  10. Embrapa. Banco de Dados Climáticos do Brasil - Município: Teixeira. Disponível em [1]. Acesso em Novembro de 2014
  11. Teixeira em Foco (28 de agosto de 2017). «45 km marcam trilha do I Pedala Teixeira». Folha Patoense. Consultado em 28 de agosto de 2017 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios da Paraíba é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.