Teixoso

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Portugal Teixoso 
  Freguesia portuguesa extinta  
Teixoso está localizado em: Portugal Continental
Teixoso
Localização de Teixoso em Portugal Continental
Coordenadas 40° 18' 52" N 7° 27' 25" O
Concelho primitivo Covilhã
Concelho (s) atual (is) Covilhã
Freguesia (s) atual (is) Teixoso e Sarzedo
Extinção 28 de janeiro de 2013
Área
- Total 34,31 km²
População (2011[1])
 - Total 4 360
    • Densidade 127,1 hab./km²
Gentílico Teixosense
Orago Nossa Senhora dos Coros

Teixoso foi uma freguesia portuguesa do concelho da Covilhã, com 35,63 km² de área e 4 360 habitantes (2011). A sua densidade populacional é de 122,4 hab/km².

Madeiro, tradicional hábito do Interior Norte

Foi extinta em 2013, no âmbito de uma reforma administrativa nacional, tendo sido agregada à freguesia de Sarzedo, para formar uma nova freguesia denominada União das Freguesias de Teixoso e Sarzedo da qual é a sede.[2]

Localização no Concelho de Covilhã

População[editar | editar código-fonte]

População da freguesia de Teixoso [3]
1864 1878 1890 1900 1911 1920 1930 1940 1950 1960 1970 1981 1991 2001 2011
2 359 2 587 3 934 3 170 3 601 3 335 3 522 3 764 4 075 4 297 3 751 4 076 3 742 4 415 4 360

Com lugares desta freguesia foi criada, pela Lei nº 24/97, de 12 de Julho, a freguesia de Canhoso (Fonte:INE)

História[editar | editar código-fonte]

Situada nas abas da Serra da Estrela, Teixoso encontra-se a cerca de 8 km da sede do concelho. É constituída pelo núcleo da vila e suas anexas: Borralheira, Terlamonte, Gibaltar e Atalaia.

Define-se como um estreito elo entre os concelhos da Covilhã e Belmonte.

O povoamento da localidade começou na época romana. Alguns vestígios desse período foram encontrados há alguns anos no território. Responsável pelo seu repovoamento, depois das algariadas mouriscas, foi D. Sancho I, que em 1186 doou estas terras à Covilhã. Teixoso é referido nas Inquirições de 1396 sob o nome de Teixuso, um topónimo que tem sentido geográfico e que vem da palavra teixo.

O grande número de teixos existentes outrora nesta região deu origem ao nome da vila, sendo o teixo uma árvore frondosa que existiu numa das entradas principais da povoação, conservando-se actualmente, um exemplar na Quinta de São João.

Em termos administrativos, a freguesia foi elevada a vila em 8 de Março de 1928, graças ao desenvolvimento até então alcançado.

Quanto à instituição paroquial, terá ocorrido por volta do século XIII. (in freguesias da C. M. da Covilhã)

A origem do nome[editar | editar código-fonte]

A palavra "Teixoso" deriva de Teixo (árvore frondosa que existiu outrora numa das entradas principais da povoação).

Um pouco de história[editar | editar código-fonte]

O Teixoso é uma vila pelo seu valor agrícola, industrial e pela sua considerável população. Segundo um documento arquivado na Torre do Tombo, é uma povoação antiquíssima.

A justificá-lo, há os achados de colunas, tijolos, canos debaixo da terra e várias sepulturas abertas, a que se atribuem ao tempo dos romanos ou ao tempo em que os Mouros habitavam a Península.

Tem-se pelo menos a certeza de que o repovoamento se deu no reinado de D. Sancho I de Portugal e em 1186 era uma das aldeias da vila aforada, vila esta que era a Covilhã. Foi 1.º Barão do Teixoso, nomeado por decreto de D. Carlos I de Portugal de 12 de novembro de 1891, o teixosense José Ferreira de Pina Calado, que mais tarde foi Presidente da Câmara Municipal da Covilhã em 1914.

Este, de uma família muito rica, teve muita influência na vila. Foi um homem que estudou em Coimbra e o seu irmão, o conselheiro, era o juiz do supremo tribunal de Lisboa. Havia ainda no Teixoso, outra família importante - Os Bernardos -. Estas duas famílias eram rivais. Não tinham os mesmos ideais políticos, nem a mesma banda. Antes e depois da implantação da República, estas disputavam as eleições de uma maneira brusca e agitada. Existiam dois partidos, isto é, o dos Bernardos e o do Sr. Barão. Na altura das eleições havia sempre mortos, até que um dia, em 1910 foi morto um dos Bernardos, o que gerou na terra mais rivalidades. Mas apesar destas rivalidades, a filha do Barão veio a casar com o filho dos Bernardos e foi a partir daqui que as rivalidades acabaram.

Actividades económicas[editar | editar código-fonte]

  • Indústria de Laníficios
  • Agricultura
  • Pecuária
  • Comércio e serviços

Património[editar | editar código-fonte]

  • Igreja matriz
  • Monumento nacional do Santo Cristo
  • Vestígios arqueológicos de Terlamonte

Outros locais de interesse turístico[editar | editar código-fonte]

  • Quinta de São João
  • Nossa Senhora do Carmo
  • Capela de St.º António
  • Cruz de São Marcos
  • Capela de Nª Sr.ª dos Verdes
  • Capela de S. Salvador
  • Achado arqueológico da Barroca da Lage
  • Vestígios de villa romana em Tapadinha

Feiras[editar | editar código-fonte]

  • Mercado (aos Sábados)

Festas e romarias[editar | editar código-fonte]

  • Romaria da Senhora do Carmo (15 de Agosto)
  • Santo Antão (Maio)
  • Santo António (13 de Junho)
  • Nossa Senhora da Saúde (Junho)
  • Nossa Senhora dos Verdes (Setembro)
  • Nossa Senhora dos Passos (Quaresma)
  • S. Salvador (Julho)
  • Nossa Senhora de Lurdes (Agosto)
  • Nossa Senhora de Fátima (Agosto)

Gastronomia[editar | editar código-fonte]

  • Caldo do forno
  • Sopa de grão
  • Borelhões
  • Arroz de cominhos
  • Cabrito à serrana
  • Bacalhau à Gomes de Sá
  • Papas de carolo
  • Filhós
  • Panela no forno
  • Arroz doce
  • Xerovias (espécie de nabo)
  • Malapios (variedade de maçã)
  • Repenalgos (variedade de maçã)
  • Enchidos

Artesanato[editar | editar código-fonte]

  • Trabalhos em fósforos
  • Alumínios
  • Tapeçarias
  • Tecidos
  • Pintura de vidros
  • Estanhos
  • Bordados
  • Tapeçarias

Colectividades[editar | editar código-fonte]

Grupo Desportivo Teixosense[editar | editar código-fonte]

  • Clube Desportivo Estrela da Atalaia
  • Associação Cultural e Desportiva da Borralheira
  • Agrupamento nº 153 do Corpo Nacional de Escutas
  • Associação Cultural e Desportiva Jovem Teixo
  • Associação Adeteixo
  • Associação Desportiva Cultural e Social de Santo Amaro
  • Núcleo de Todas as Gerações do Teixoso

Pessoas Ilustres[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «População residente, segundo a dimensão dos lugares, população isolada, embarcada, corpo diplomático e sexo, por idade (ano a ano)». Informação no separador "Q601_Centro". Instituto Nacional de Estatística. Consultado em 1 de Março de 2014. Cópia arquivada em 4 de dezembro de 2013 
  2. Diário da República, 1.ª Série, n.º 19, Lei n.º 11-A/2013 de 28 de janeiro (Reorganização administrativa do território das freguesias). Acedido a 2 de fevereiro de 2013.
  3. Instituto Nacional de Estatística (Recenseamentos Gerais da População) - https://www.ine.pt/xportal/xmain?xpid=INE&xpgid=ine_publicacoes
  4. Chancelaria de D. Manuel I (20 de Maio de 1513). «A D. António da Cunha, Fidalgo da Casa Real, Merçê das terras de Teixoso e Colesmas do Termo da dita Vila do Sabugal». Arquivo Nacional da Torre do Tombo  Verifique data em: |data= (ajuda)
  5. «Entrevista com João Malaca Casteleiro». Urbi.ubi.pt 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre freguesias portuguesas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.