Telejornal (RTP)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Telejornal
Logótipo do Telejornal
Informação geral
Formato Telejornal
Duração Aprox. 60 minutos
País de origem  Portugal
Idioma original Português
Produção
Apresentador(es) José Rodrigues dos Santos
João Adelino Faria
Cristina Esteves
Alberta Marques Fernandes
Exibição
Emissora de
televisão original
RTP1.png
Logo RTP Internacional.png
Logo RTP África.png
Formato de exibição 576i (16:9)
Transmissão original 19 de Outubro de 1959 - presente

O Telejornal é um dos principais noticiários da RTP que vai ao ar todos os dias às 20h00. É apresentado por José Rodrigues dos Santos, João Adelino Faria e Cristina Esteves e emitido em simultâneo na RTP1, RTP Internacional e RTP África.

História[editar | editar código-fonte]

A RTP, desde o início das suas emissões regulares em 1957, emitia breves programas informativos (maioritariamente de propaganda ao regime da altura). Estes programas, porém, não eram diários. No dia 19 de Outubro de 1959, o principal programa de informação da RTP torna-se diário, e ganha o nome de Telejornal. Está na grelha da emissora desde esse dia, sendo por isso programa de televisão mais antigo em Portugal.

Durante as décadas de 1960 e 1970, foi apresentado por José Fialho Gouveia, Henrique Mendes, Fernando Balsinha, Maria Elisa Domingues e José Côrte-Real todos vindos das rádios Antena 1 e Antena 2.

A 16 de Outubro de 1978[1] , com a reformulação da RTP2 (na altura chamado II Programa), a RTP1 também se reformula, alterando, assim como a RTP2, a sua programação, e o Telejornal foi um dos programas a ser alterado (apesar de ter sido apenas o nome), recebendo o nome de 'Jornal RTP-1, tendo voltado para o seu nome original a 15 de Outubro de 1979[2] .

Nos anos 80, o noticiário, apresentado inúmeras vezes por José Eduardo Moniz, Manuela Moura Guedes, Raul Durão e Dina Aguiar passa a transmitir coberturas históricas, como a morte de Sá Carneiro, as eleições em 1980, a entrada de Portugal a CEE, o incêndio no Chiado em 1988, entre outros. Maria Elisa apresentou o Telejornal até 1990.

Judite de Sousa, Manuela Moura Guedes (até 1994) e José Rodrigues dos Santos, que deixa o 24 Horas, passam a ser apresentadores principais do Telejornal em 1991. O noticiário (agora com apenas uma edição por dia) ganha novas régies, imagem e novo estúdio, que mostravam televisores em fundo. Nos anos 90, transmitiu coberturas históricas, como o massacre em Santa Cruz no Timor-Leste, o bloqueio da Ponte 25 de Abril, entre outros. No início de 1997, Judite de Sousa desentendeu-se com a produção do diário, foi comandar o Jornal da Tarde e ficou na apresentação José Rodrigues dos Santos e Clara de Sousa num breve período. Por esta altura, e até 2002, Fátima Campos Ferreira passa também a apresentar o espaço informativo da RTP.

Em 2002, José Alberto Carvalho deixa a SIC para apresentar o diário com José Rodrigues dos Santos, permanecendo até 2004, quando o Telejornal ganha novo estúdio nas novas instalações da RTP em Cabo Ruivo. Judite de Sousa entretanto tinha voltado a apresentar o Telejornal ao fim-de-semana.

Em maio de 2008, o Telejornal ganha novo genérico e novo cenário, e no mesmo dia, passa também a ter a apresentação de João Adelino Faria que tinha deixado recentemente a SIC Notícias.[3]

Em fevereiro de 2011, Judite de Sousa e José Alberto Carvalho vão para a TVI, deixando os seus cargos de pivô do Telejornal.[4] [5] João Adelino Faria e José Rodrigues dos Santos passam a apresentar alternadamente o Telejornal.

A 19 de setembro, com a mudança de nome e imagem da RTPN para RTP Informação, o Telejornal ganha, de novo, novo genérico e novo cenário.[6]

No dia 14 de janeiro de 2013, a RTP, decide reduzir o Telejornal em 15 minutos, ficando reduzindo a 45 minutos. Sendo acrescentado um espaço de análise da principal notícia do dia, o 360º. Ficando a apresentação do Telejornal bem como do 360º a cargo de José Rodrigues dos Santos e João Adelino Faria, durante a semana. Ao fim-de-semana o Telejornal retomava os 60 minutos e com a apresentação de António Esteves (sábado) e Cristina Esteves (domingo).[7]

Em setembro de 2013, a RTP recua e aumenta o Telejornal para os 75 minutos, eliminado os informativos das 21h00. Igualmente, os comentários semanais de José Sócrates e Nuno Morais Sarmento, passam para o interior do Telejornal deixando de serem autónomos.[8] Porém, a partir de setembro de 2014, os comentários ganham de novo autonomia e deixam o Telejornal, sendo este reduzido para 60 minutos de duração.[9] José Rodrigues dos Santos e João Adelino Faria alternam semanalmente a apresentação do programa mais antigo da televisão portuguesa. A partir de meados de 2015, Cristina Esteves passa a apresentar o espaço ao fim-de-semana.

Nas audiências, o Telejornal lidera com o Jornal da Noite (SIC) e com o Jornal das 8 (TVI).

Apresentadores[editar | editar código-fonte]

Actuais Aprestadores[editar | editar código-fonte]

Antigos Apresentadores[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. http://casacomum.org/cc/visualizador?pasta=06831.181.28570
  2. http://casacomum.org/cc/visualizador?pasta=06829.179.28271#!14
  3. http://www.meiosepublicidade.pt/2008/09/05/joao-adelino-faria-na-rtp/
  4. http://www.tsf.pt/PaginaInicial/Vida/Interior.aspx?content_id=1793252
  5. http://economico.sapo.pt/noticias/judite-de-sousa-e-jose-alberto-carvalho-na-tvi_111972.html
  6. http://www.cmjornal.xl.pt/noticia.aspx?contentid=8D9F0C76-2697-4D9C-8D16-5E9A2CA0B0F3&channelid=00000092-0000-0000-0000-000000000092
  7. http://www.publico.pt/media/noticia/rtp1-reduz-telejornal-para-45-minutos-1564637
  8. http://www.dn.pt/inicio/tv/interior.aspx?content_id=3406701
  9. http://www.rtp.pt/rtp1/index.php?headline=19&visual=6&canal=1&dia=11-09-2014

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre meios de comunicação ou jornalismo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.