Telescópio anglo-australiano

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde abril de 2013)
Por favor, melhore este artigo inserindo fontes no corpo do texto quando necessário.
Telescópio anglo-australiano
Anglo-Australian telescope at Siding Springs Observatory.jpg
Informações gerais
Organização Observatório Astronômico Australiano Edite isto no Wikidata
Tipo de telescópio telescópio óptico, Cassegrain Edite isto no Wikidata
Lançamento 27 abril 1974 Edite isto no Wikidata
Páginas Web www.aao.gov.au/about-us/anglo-australian-telescope
Informações do telescópio
Localização atual Observatório de Siding Spring, Nova Gales do Sul, Austrália Editar isso no Wikidata
Coordenadas 31°16′31″S 149°04′01″E / 31.2754°S 149.067°E / -31.2754; 149.067Coordenadas: 31°16′31″S 149°04′01″E / 31.2754°S 149.067°E / -31.2754; 149.067
Altitude 1,100 m (1,100 m)
Diâmetro 3.9 m (2.3 sm)
Construido –1974
Área de alcance 12 m2 (12 m2)
Distância focal 12.7 m (12.7 m)
Base da montagem Montagem equatorial
Cobertura Spherical dome Edite isto no Wikidata
Instrumentos

O telescópio anglo-australiano (TAA ou AAT) é um telescópio de 3,9m de montagem equatorial operado pelo Observatório Anglo-Australiano e situado no Observatório de Siding Spring, Austrália, a uma altitude aproximada de 1100m. É financiado pelo Reino Unido e Austrália, estando o seu tempo de observação à disponibilidade da comunidade científica mundial.

Está equipado com vários instrumentos, entre os quais se encontram as instalações do Two Degree Field (2dF), um posicionador robótico de fibra óptica destinado à obtenção de espectroscopias simultâneas de cerca de 400 objectos ao longo de um campo de visão de 2º; o Espectrógrafo Échelle da University College de Londres (UCLES), um espectrógrafo óptico de alta-resolução, utilizado na descoberta de planetas extra-solares; e o IRIS2, uma câmara de infra-vermelhos de lente grande angular e espectrógrafo.

O telescópio entrou em funcionamento em 1974 com o objectivo de permitir observações de alta qualidade do céu do hemisfério sul, uma vez que no anos 70, a maioria dos telescópios localizavam-se no Norte.

O TAA foi um dos últimos grandes telescópios a ser construído com recurso a uma montagem equatorial. Os grandes aparelhos mais recentes adoptaram, por sua vez, a mais compacta e mecanicamente estável montagem altazimutal. O TAA foi, no entanto, um dos primeiros telescópios completamente controlados por computador, estabelecendo novos estandardes em termos de mira e seguimento de astros.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre astronomia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.