Televisão em Goiás

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde janeiro de 2010). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

A primeira rede de televisão em Goiás foi a Tv Rádio Clube de Goiânia.

O Início: TV Radio Clube[editar | editar código-fonte]

Em 1956, Assis Chateaubriand decidiu implantar um antena retransmissora em cada grande cidade, adquirindo 10 estações. Assim, no dia 7 de setembro de 1961, é inaugurada a TV Rádio Clube de Goiânia, canal 7 (posteriormente transferido para o canal 9 e em definitivo para o canal 4) e retransmitia programas da extinta Rede Tupi e produzindo alguns programas como as tradicionais mesas-redondas de futebol.

Em seu começo, contando com o aparato da pioneira TV Tupi de São Paulo, liderava com folga a audiência em Goiânia. Mesmo a partir de 1963, com o surgimento da TV Anhanguera, o canal 4 possuía a melhor programação, enquanto o iniciante canal 2 era um laboratório ambulante, onde as atrações eram feitas seguindo o gosto popular. Também em 1963 mudou de nome, para TV Goiânia.

TV Anhanguera[editar | editar código-fonte]

A TV Anhanguera é a segunda emissora de televisão instalada em Goiás, a primeira foi a TV Rádio Clube, atualmente Record Goiás. Foi fundada em 24 de outubro de 1963, data do aniversário de Goiânia por Jaime Câmara e seus irmãos Joaquim Câmara Filho e Vicente Rebouças, no canal 2. Inicialmente a estação se situava na Rua 8, no Centro - atrás do prédio do jornal O Popular, na Avenida Goiás, 345. Seu primeiro programa, A Hora do Ângelus, até hoje é exibido. Diversas atrações faziam parte da programação da emissora, desde programas de auditório à telenovelas, como Drácula e A Família Brodie.A Emissora e Lider de Audiência no Estado de Goiás. É afiliada da Rede Globo.

TV Goiânia: a sucessora da Rádio Clube[editar | editar código-fonte]

A TV Goiânia, sucessora da TV Rádio Clube de Goiânia, era uma emissora de televisão, afiliada à Rede Tupi em Goiânia, Goiás. Operava no canal 4 e concorria em audiência e faturamento com a TV Anhanguera. Juntamente com a Rádio Clube AM e o jornal "Folha de Goiás", a TV pertencia aos Diários Associados, de Assis Chateaubriand, cuja sede goiana ficava na Avenida Anhanguera, no Centro. Seu alcance, segundo anúncio em listas telefônicas da época, era de 65 cidades, mas na própria capital suas imagens chegavam com irregularidade. A emissora aplicava alguma programação local retransmitia a Rede Tupi até seu fechamento, em 1980. Com a falência da Tupi, a TV Goiânia passou a transmitir a programação do REI (Rede de Emissoras Independentes), dentre as quais estavam a TVS (RJ) e Record (SP). Foi revendida até chegar nas mãos do empresário Múcio Athayde, que fundaria a TV Goyá.

TV Goyá: embrião da atual Record Goiás[editar | editar código-fonte]

A TV Goyá é uma extinta emissora brasileira,situada em Goiânia, no estado de Goiás, e era sintonizada através do canal 4. Foi fundada em 1961 com o nome de TV Rádio Clube de Goiânia, rebatizada TV Goiânia, e até 1980, retransmitiu a programação da extinta Rede Tupi.

Com a cassação de 7 concessões da Tupi no começo dos anos 80, a concessão da TV Goiânia permaneceu com os Diários Associados, sendo rebatizada TV Goyá, passando transmitir a programação da TVS, e no ano seguinte, o SBT. Apesar disso, a emissora estava passando por um momento crítico de decadência. Em 1985, a emissora foi vendida ao então deputado federado por Rondônia, Múcio Athayde, de caráter e passado duvidosos, já naquela época.

Em 24 de abril de 1992 passar a ser afiliada da TV Record e em 1994 foi vendida ao grupo controlador da Rede Record, passando a ser a TV Record Goiás.

TV Brasil Central[editar | editar código-fonte]

A emissora surgiu em 1975, como instrumento de radiodifusão a serviço do Governo de Goiás, que já possuía as rádios Brasil Central AM e FM. Durante 20 anos operou como emissora comercial.

Foi uma das primeiras afiliadas à Rede Bandeirantes, e por isso, conheceu a recém-chegada ao Brasil transmissão via satélite, quando foi implantada em Goiânia uma antena rastreadora, que captava a rede paulista em tempo real sem a necessidade de várias antenas repetidoras, como ocorria na época com as transmissões dos sinais da Tupi e Globo, que chegavam via microondas.

Atualmente retransmite a TV Cultura de São Paulo (SP).

TV Serra Dourada[editar | editar código-fonte]

Fundada no ano de 1989, pertencendo ao grupo Alô Brasil, que havia adquirido a concessão do ex-senador biônico Benedito Vicente Ferreira (PDS-GO), posteriormente vendida ao grupo Arisco, a TV Serra Dourada desde o princípio é afiliada ao SBT em Goiânia, estado de Goiás, transmitindo um misto de programação, entre programas nacionais e locais, mais de 20 horas por dia.

Assim que foi inaugurada, a emissora chegava para cobrir o vazio do SBT, que tinha expulsado a então TV Goyá de sua rede. A Serra Dourada entrou no ar com os programas Informativo Serra Dourada e TJ Goiás, inspirado no TJ Brasil, de Bóris Casoy.

O principal programa da TV Serra Dourada é o Jornal do Meio Dia, criado em 1991 por Paulo Beringhs, recém-saido da TV Anhanguera. Até hoje no ar, é um telejornal comunitário, com a duração de 55 minutos, onde mescla notícias, comentários, música e trabalho social. Atualmente a Emissora e Vice-Lider de Audiencia em Todo o Estado, superando a TV Record Goiás e a TV Goiânia.

TV Record Goiás[editar | editar código-fonte]

Surgiu em 1994, com a compra da TV Goyá pela Igreja Universal do Reino de Deus. Uma das primeiras medidas adotadas pela nova direção da emissora foi a mudança da sede, da Rua 1114, na Serrinha, onde hoje está instalada a TV Goiânia, para a rua 18, Setor Oeste, no Edifício Business Center.

A programação local da emissora também foi reformulada, e apenas o Goiânia Urgente foi mantido, e além disso foi lançado o telejornal "Informe Goiás", que depois foi extinto e retomado em 2004, sendo extinto em 2007. O GU, como ficou conhecido o programa policial "Goiânia Urgente" foi extinto em 2008.

Aos poucos, a emissora vai instalando retransmissoras nas cidades do interior e digitalizando sua estrutura. A partir de 2006 a Rede Record começa uma reformulação em suas emissoras próprias. Em Goiânia, a rede comprou equipamentos de última geração e estreou novos programas.A Emissora tem menos popularidade e chega a perder em audiencia para a TV Goiânia em varios horarios do dia.

A Nova TV Goiânia[editar | editar código-fonte]

A TV Goiânia foi fundadada em 1º de março de 1996.

O canal 11 já operava desde 1987, como repetidora da Rede Manchete Centro, uma parceria entre a TV Brasília (Diários Associados) e o publicitário Euclides Neri, para viabilizar o sinal da Rede Manchete na Grande Goiânia.

Os Associados conseguiram mudar a modalidade do canal 11 de repetidora para geradora, e assim que a emissora foi autorizada a operar como geradora, os mesmos cancelam o acordo com a Manchete e passam a transmitir a programação da Rede Bandeirantes, que no ano anterior não havia renovado o contrato com a TV Brasil Central, por divergências políticas e sucateamento da emissora estatal.

Em 2 de junho de 2002, a Universidade Salgado de Oliveira, de propriedade do atual senador Wellington Salgado de Oliveira comprou a concessão dos Diários Associados, e foram feitas uma série de mudanças na emissora, dentre elas a reativação do núcleo de jornalismo, a expansão do sinal, e a criação do programa Chumbo Grosso, de apelo popular,o Programa e vice-lider de audiencia e tem uma Media de 12 Pontos em toda a Região Metropolitana de Goiânia.

Hoje, possui diversos programas, entre jornalísticos, esportivos, e também programas independentes, como telepastores, televendas, etc.

Rede Manchete Centro[editar | editar código-fonte]

Em 1987, a TV Brasília, dos Diários Associados, e a época, principal afiliada da extinta Rede Manchete, em parceria com o publicitário goiano Euclides Neri, da Makro Publicidade promoveu o lançamento da Rede Manchete Centro, com geradora em Brasília, pelo canal 6 e uma repetidora em Goiânia, pelo canal 11. Na capital goiana havia um pequeno núcleo comercial e jornalístico, este, que por sua vez, enviava as matérias produzidas na cidade via Embratel à capital federal, para veiculação no jornal local à época e para os telejornais de rede da extinta Manchete. A parceria foi desfeita em 1996, quando os Associados conseguiram uma nova concesão de televisão em Goiânia, e remontaram a TV Goiânia, agora como afiliada à Rede Bandeirantes. Depois disso e até sua extinção, a rede carioca não foi mais sintonizada por tv aberta na cidade.

VTV Goiânia: A RedeTV! em Goiás[editar | editar código-fonte]

A VTV Goiânia é afiliada à RedeTV!, fazendo parte da Rede VTV de Santos(SP), e pertencente a Beto Mansur.

A emissora gera sua programação local de Goiânia em Santos e retransmite via Satélite para Goiânia. É sintonizada em TV aberta, no Canal 49 e em TV por assinatura através da Net, Canal 22 e Mais TV no Canal 18.

Alguns programas da Rede VTV não são transmitidos em todos os sinais, bem como a afiliada também não transmite diversos programas gerados pela RedeTV!.

Em julho de 2011, a Rede VTV encerrou as atividades em Goiânia e o Canal 49 passou transmitir a TV Canção Nova. No mesmo mês, entrou no ar a repetidora da TV Brasília, no canal 21,afiliada à RedeTV!.

Fonte TV[editar | editar código-fonte]

A Fonte TV entrou no ar em 25 de dezembro de 2005.

No segundo semestre de 2006, a emissora que antes chamava-se RCC TV(Rede Cristã de Comunicação), passou a chamar Fonte TV, pertencente ao Sistema Fonte da Vida de Comunicação.

Sua instalação é considerada polêmica, pelo fato de que o canal estava sendo disputado pela Universidade Federal de Goiás, desde o final dos anos 90, que foi desbancada pela Igreja Apostólica Fonte da Vida, tendo a sua concessão outorgada em 2002, no governo do presidente Fernando Henrique Cardoso. No Senado Federal, houve uma tentativa de cassar a concessão, mas não foi adiante. A UFG posteriormente obteve a concessão do canal 14-E UHF.

UCG TV[editar | editar código-fonte]

Afiliada da TV Aparecida, a emissora foi criada em 27 de junho de 2007 e pertence a Pontifícia Universidade Católica de Goiás. Desde então a emissora passou a cobrir os acontecimentos de Goiânia, transmitindo missas, programas próprios e eventos locais como a Exposição Agropecuária do Estado de Goiás.Hoje após a mudança de nome de UCG TV para PUC TV passa a ter um público universitário. Ja que os universitários ao se formarem são direcionados para trabalhar na emissora, formandos em publicidade e propaganda, jornalismo etc.Uma novidade da TV é que criaram programetes noticiando saúde, entretenimento, lazer e cultura, são chamadas ao longo dos programas que vem acrescentar ainda mais a grade de programação. Pois o espectador durante os intervalos são impactados com noticias educativas e que prendem a atenção.

TV Capital[editar | editar código-fonte]

A TV Capital tem caráter educativo e foi inaugurada em 26 de dezembro de 2007 no canal 32 UHF, sendo a sua geradora sediada na cidade de Senador Canedo (Grande Goiânia). Transmite para mais de 20 cidades da Região Metropolitana a programação da Rede Minas, além de também gerar programação local de cunho educativo, religioso e jornalistico.

TV UFG[editar | editar código-fonte]

TV UFG é uma emissora de televisão educativa e cultural de concessão da Fundação RTVE (Fundação Rádio e Televisão Educativa e Cultural) , instituição de apoio à Universidade Federal de Goiás na área de radiodifusão, comunicação, educação e cultura. A programação da TV UFG é transmitida no canal 14 em sinal aberto, no canal 21 da NET para Goiânia e Região Metropolitana e pela internet em seu website www.tvufg.org.br2. Inaugurada em 14 de setembro de 2009, a TV UFG integra desde então a Rede Pública de Televisão, retransmitindo parte da programação da TV Brasil, sua principal parceira.

Ver também[editar | editar código-fonte]