Telitoquia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Telitoquia vem do grego thely, que significa "mulher", e tok, que significa "nascimento". A partenogênese telítoca é um tipo de partenogênese em que fêmeas são produzidas a partir de ovos não fertilizados. É raro no reino animal e só tem sido relatada em cerca de 1500 espécies[1], sendo mais comum em invertebrados , como artrópodes , mas também pode ocorrer em vertebrados, como alguns lagartos (Cnemidophorus).

Telitoquia pode ocorrer por uma série de diferentes mecanismos, cada qual tem um impacto diferente sobre o nível de homozigose. Ela pode ser induzida em Hymenoptera pela bactéria Wolbachia e Cardinium[2], e também tem sido descrita em vários grupos de Hymenoptera, incluindo Cynipidae, Tenthredinidae, Aphelinidae, Ichneumonidae , Apidae e Formicidae[3].

Um exemplo de telitoquia é a reprodução das abelhas que produzem fêmeas férteis, sem um macho. Isso ocorre na abelha-do-Cabo (Apis mellifera capensis) e, ocasionalmente, em algumas subespécies de abelhas. Na abelha a telitoquia ocorre quando a diplóide é restaurado pela fusão de dois produtos da meiose[4]. Normalmente, os óvulos são haplóides ou seja, um conjunto de (16) cromossomos da mãe. Abelhas operárias do Cabo são capazes de produzir ovos fertilizados diplóide, ou seja, com 32 cromossomos. Este é um processo de divisão celular anormal. Normalmente, durante a anáfase da divisão da meiose os cromossomos são separados de seus pares, com um reduzido número de cromossomos. Teletoquia em anáfase é seguida por uma fusão dos produtos da meiose que restaura o número diplóide de cromossomos no óvulo ou zigoto.

Referências

  1. White M. Chromosomal mechanisms in animal reproduction. [S.l.]: Bull Zool 51. pp. 1–23 
  2. G. Jeong and Stouthamer, R. (2005). Genetics of female functional virginity in the Parthenogenesis-Wolbachia infected parasitoid wasp Telenomus nawai (Hymenoptera: Scelionidae). [S.l.]: Heredity 94. pp. 402–407 
  3. Suomalainen E, Saura A, Lokki J (1987). Cytology and Evolution in Parthenogenesis. [S.l.]: CRC Press Inc.: Boca Raton 
  4. E. Baudry; et al. (2004). Whole-Genome Scan in Thelytokous-Laying Workers of the Cape Honey bee (Apis mellifera capensis): Central Fusion, Reduced Recombination Rates and Centromere Mapping Using Half-Tetrad Analysis. [S.l.]: Genetics 167. pp. 243–252