Templo de Adriano

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Templo de Adriano
As onze colunas e a parede da cela
Gravura de Piranesi (séc. XVIII)
Local VIII Região - Fórum Romano
Construído em 145
Construído por/para Antonino Pio
Tipo de estrutura Templo romano
Templo de Adriano está localizado em: Roma
Templo de Adriano

O Templo de Adriano (em latim: Hadrianeum; em italiano: Tempio di Adriano) é um templo dedicado ao deificado imperador Adriano localizado no Campo de Marte, em Roma, na Itália, construído por seu filho e sucessor Antonino Pio, em 145, e atualmente incorporado num edifício posterior na Piazza di Pietra ("Praça de Pedra — um nome que remete à utilização das pedras do templo para construir a praça). Ele já foi erroneamente identificado como sendo o Templo de Netuno.

História[editar | editar código-fonte]

Uma das paredes da cela ainda está de pé, com onze colunas coríntias com 15 metros de altura da colunata exterior assentadas sobre uma base de peperino com quatro metros de altura. Os orifícios de fixação do revestimento original de mármore ainda estão visíveis. Esta fachada, juntamente com a arquitrave (reconstruída depois da Antiguidade), foi incorporada num palácio papal do século XVII de Carlo Fontana, atualmente a sede da Borsa di Roma[1] . O edifício originalmente era octostilo e tinha quinze colunas em cada lado longo (quatro delas se perderam do lado que sobreviveu).

Dentro do banco estão ainda os restos da cela sem abside ainda pode ser vistos, antigamente cobertos por uma abóbada de berço suportada por colunas entre as quais ficavam os troféus de batalha[2] . A base das colunas tinham relevos de personificações das províncias do império (alguns dos quais estão hoje no Museu Nacional Romano e nos Museus Capitolinos, e revelam a política menos beligerante de Adriano em relação ao seu predecessor, Trajano[3] [4] [5] .

O templo tinha uma grande arcada quadrada rodeada de colunas em giallo antico que se abria para a Via Lata (atual Via del Corso) através de um arco triunfal, identificado depois como sendo o "Arco de Antonino" em fontes posteriores, mas que também foi chamado de "Arco de Cláudio" e "Arco de Tosetti", o nome da família que habitava a Piazza Sciarra (desaparecida depois do alargamento da Via del Corso). Apesar de ter sido demolido por estar em ruínas no século XVIII, seu nome sobrevive na Via dell'Archetto.

Galeria[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. History tour - Borsa di Roma (em italiano) Borsa Italiana.
  2. Pedestal Relief, Roman trophies of war, from Temple of Hadrian (em inglês) Scholar Resource.
  3. Achaia Província de Acaia (em italiano) Musei Capitolini.
  4. Templo de Adriano (em italiano) VRoma.
  5. Templo de Adriano (em italiano) VRoma.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Templo de Adriano