Temporada da CART World Series de 1994

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
{{{Temporada da CART indycar World series de {{{ano}}}}}}
Estatísticas
Campeão Al Unser, Jr.
Novato do Ano Jacques Villeneuve
Vencedor da Indy 500 Al Unser, Jr.
Fabricante do Chassi Campeão Penske
Campeonato de Construtores Ilmor D265E
Mercedes 500i
Copa das Nações EUA
Cronologia
Anterior 1993
Atual 1994
Seguinte 1995

A Temporada da PPG CART World Series de 1994 foi a décima-quinta da história da categoria. Esta temporada também foi válida pelo Campeonato de Monopostos dos EUA. A temporada foi iniciada no dia 20 de março em Surfers Paradise, Austrália e encerrada no dia 9 de outubro em Monterey, na Califórnia. O vencedor foi Al Unser, Jr., da Penske, que também conquistou as 500 Milhas de Indianápolis desse ano.

O canadense Jacques Villeneuve, da Forsythe/Green, foi escolhido como melhor rookie (estreante) da temporada (sexto lugar, com 94 pontos), batendo o norte-americano Scott Sharp, da PacWest Racing (vigésimo-primeiro colocado, com quatorze pontos).

Resumo da temporada[editar | editar código-fonte]

A temporada foi marcada por quatro acontecimentos que mudariam os rumos da categoria: a volta de Michael Andretti após uma fracassada passagem pela Formula 1, a despedida de Mario Andretti e a ascensão de Jacques Villeneuve, além da superioridade da Penske com seu chassi PC23. Mas a notícia mais impactante foi o anúncio da criação de uma nova categoria de monopostos prevista para 1996. A proposta liderada pelo presidente do Indianapolis Motor Speedway, Tony George, previa a realização de todas as provas em circuitos ovais e a participação de pilotos estadunidenses vindos das categorias de base. A nova categoria se assemelhava a NASCAR, que na ocasião contava com todos os pilotos estadunidenses e duas das 31 provas realizadas em circuitos mistos. O calendário da temporada da CART/IndyCar World Series contava com seis provas em circuitos ovais e onze pilotos que participaram da temporada completa eram de nacionalidade estadunidense incluindo os pilotos Mario Andretti (de origem italiana) e Dominic Dobson (de origem alemã). Durante uma transmissão da prova de abertura em Surfers Paradise o comentarista da ABC Sports Paul Page disse sobre a novidade: "a decisão de Tony George poderia afetar drasticamente o que nós conhecemos hoje em dia das corridas da IndyCar no futuro".

Equipes e pilotos[editar | editar código-fonte]

41 equipes disputaram a temporada - destas, nove participaram de algumas etapas.

Equipe Chassi Motor Número Piloto Principal patrocinador Notas
Newman-Haas Lola T9400 Ford XB 1 Reino Unido Nigel Mansell Texaco, Havoline, Kmart
6 Estados Unidos Mario Andretti Texaco, Havoline, Kmart Aposentou-se após o GP de Laguna Seca.
Marlboro Team Penske Penske PC-23 Ilmor-D 2 Brasil Emerson Fittipaldi Marlboro Usou uma Penske com motor Mercedes 500I apenas na Indy 500.
3 Canadá Paul Tracy Marlboro
31 Estados Unidos Al Unser, Jr. Marlboro
Rahal-Hogan Racing Lola T9400
Lola T9300
Penske PC-22
Honda
Ilmor-D
Ilmor C
4 Estados Unidos Bobby Rahal Miller Genuine Draft Usou o motor Ilmor em seu carro no treino classificatório para a Indy 500 após problemas no motor Honda.
10 Estados Unidos Mike Groff Motorola Também utilizou o motor Ilmor no treino classificatório da Indy 500 após problemas com o Honda.
Dick Simon Lola T9400
Lola T9300
Ford XB 5 Brasil Raul Boesel Duracell
22 Japão Hiro Matsushita Panasonic, Duskin
79 Finlândia Tero Palmroth Sem patrocínio Apenas na Indy 500.
90 Estados Unidos Lyn St. James J. C. Penney Apenas na Indy 500.
99 Japão Hideshi Matsuda Sem patrocínio Apenas na Indy 500.
Galles Racing Reynard 94I Ilmor D 7 México Adrián Fernández Tecate, Quaker State Primeira temporada completa.
Target Chip Ganassi Racing Reynard 94I Ford XB 8 Estados Unidos Michael Andretti Target
88 Brasil Maurício Gugelmin Hollywood Primeira temporada completa.
Walker Lola T9400
Lola T9300
Ford XB 9 Estados Unidos Robby Gordon Valvoline
15 Estados Unidos Mark Smith Craftsman
24 Estados Unidos Willy T. Ribbs Service Merchandise
Foyt Lola T9400
Lola T9300
Lola T9200
Ford XB 14 Estados Unidos Davy Jones
Estados Unidos Bryan Herta
Estados Unidos Eddie Cheever
Copenhagen Davy Jones: Surfers Paradise e Indy 500
Herta: Toronto
Cheever: Michigan e Laguna Seca.
33 Estados Unidos John Andretti Bryant Apenas na Indy 500.
Hall Racing Reynard 94I Ilmor D 11 Itália Teo Fabi Pennzoil
Bettenhausen Penske PC-22 Ilmor D
Ilmor C
16 Suécia Stefan Johansson Alumax Aluminum
61 Estados Unidos Gary Bettenhausen Sem patrocínio Apenas na Indy 500 (não-classificado).
76 Austrália Gary Brabham
Estados Unidos Robbie Groff
Estados Unidos Tony Bettenhausen, Jr.
Split Cycle, Condor Gary Brabham: Surfers Paradise
Groff: Long Beach e Portland
Tony Bettenhausen Jr.: Indy 500 (desistiu).
King Racing Lola T9400
Lola T9300
Ford XB 40 Canadá Scott Goodyear Budweiser
60 Itália Andrea Montermini Budweiser Correu apenas em Cleveland e Toronto.
Hayhoe Racing Reynard 94I Ford XB 18 Estados Unidos Jimmy Vasser Conseco, STP
Menard (Apenas na Indy 500) Lola T9300 Buick 27 Estados Unidos Eddie Cheever Quaker State
51 Estados Unidos Eddie Cheever Glidden, Menards Não classificou o carro para a Indy 500.
59 Estados Unidos Scott Brayton
Austrália Geoff Brabham
Glidden Geoff Brabham: Indy 500 (não-classificado).
Euromotorsport Lola T9300
Lola T9200
Ilmor C
Ilmor A
50 Itália Alessandro Zampedri
Estados Unidos Jeff Wood
Itália Giovanni Lavaggi
França Franck Fréon
Agip
Dinemo
Heroflon
Zampedri: Austrália e Indy 500
Wood: Detroit, Vancouver e Road America
Lavaggi: Detroit (não-classificado)
Fréon: Vancouver e Road America.
55 Estados Unidos David Kudrave
Estados Unidos Jeff Andretti
Itália Alessandro Zampedri
Agip, Hawaiian Tropic Kudrave: Surfers Paradise (não-classificado)
Jeff Andretti: Phoenix
Zampedri: Long Beach
ProFormance Motorsports Lola T9300 Ilmor C 45 Estados Unidos John Paul Jr. Sem patrocínio Phoenix e Indy 500.
Payton-Coyne Racing Lola T9300
Lola T9200
Ford XB
Ilmor A
19 Estados Unidos Robbie Buhl
Estados Unidos Brian Till
Estados Unidos Johnny Unser
Itália Mauro Baldi
Itália Alessandro Zampedri
Mi-Jack Buhl: Surfer's e Long Beach
Till: Phoenix e Indy 500
Johnny Unser: Milwaukee (não-classificado) e New Hampshire
Zampedri: New Hampshire e Mid-Ohio
Baldi: Mid-Ohio.
39 Itália Andrea Montermini
Estados Unidos Johnny Unser
Canadá Ross Bentley
Agfa Montermini: Austrália;
Johnny Unser: Phoenix e Long Beach (não-classificado)
Bentley: a partir de Long Beach, disputou o restante da temporada.
Arciero Racing Lola T9400 Ford XB 25 Brasil Marco Greco Sem patrocínio
Indy Regency Racing Lola T9400 Ilmor D 28 Países Baixos Arie Luyendyk Eurosport, Boost Monaco
29 França Franck Fréon Sem patrocínio Correu apenas a etapa de Laguna Seca.
PacWest Racing Lola T9400 Ford XB 17 Alemanha/Estados Unidos Dominic Dobson Sem patrocínio O Bank of America patrocinou os carros apenas em Laguna Seca.
71 Estados Unidos Scott Sharp Sem patrocínio O Bank of America patrocinou os carros apenas em Laguna Seca.
Leader Card Racing Lola T9300 Ilmor C 23 Estados Unidos Buddy Lazier
Itália Giovanni Lavaggi
Financial World Magazine Lavaggi: Cleveland, Road America e Laguna Seca (não-classificado).
Hemelgarn Racing Reynard
Lola T9100
Ford XB 91
95
Estados Unidos Stan Fox Delta Faucets Apenas na Indy 500.
Correram também na temporada de 1994 da CART
Equipe Chassi Motor Número Pilotos Patrocínio Notas
Forsythe/Green Reynard 94I Ford XB 12 Canadá Jacques Villeneuve Players Limited Rookie (estreante) do ano.
Project Indy Lola T9300 Ford XB 64 França Franck Fréon
Bélgica Didier Theys
Alemanha Christian Danner
Itália Domenico Schiattarella
Itália Andrea Montermini
Marcelo Group/No Touch Fréon: Long Beach e Portland;
Theys: Indy 500 (não-classificado);
Danner: Detroit, Cleveland (desistiu) e Road America;
Schiattarella: Toronto, Mid-Ohio e Vancouver (desistiu);
Montermini: Laguna Seca.
Vitolo Racing Lola T9300 Ford XB 79 Estados Unidos Dennis Vitolo Hooligan's Apenas na Indy 500.
Interstate Batteries Lola T9200 Buick 21 Colômbia Roberto Guerrero Interstate Batteries Apenas na Indy 500.
Arizona Motorsports Lola T9400 Ford XB 44 Brasil Roberto Moreno
Estados Unidos Al Unser
Finlândia Tero Palmroth
Sem patrocínio Apenas na Indy 500 (Moreno e Al Unser falharam na classificação)
Tasman Lola T9400 Ford XB 34 Estados Unidos Bryan Herta Sem patrocínio Não se classificou para a Indy 500.
McCormack Motorsports Lola T9400 Ilmor D 30 Canadá Claude Bourbonnais
Suécia Fredrik Ekblom
Player's
(patrocinou apenas o carro de Bourbonnais)
Bourbonnais: Long Beach, Toronto, Mid-Ohio, Vancouver e Road America
Ekblom: Detroit.
Comptech Racing Lola T9400
Lola T9300
Honda 49 Estados Unidos Parker Johnstone Comptech Portland, Cleveland, Toronto,
Mid-Ohio, Vancouver e Laguna Seca.

Resultados da temporada[editar | editar código-fonte]

Calendário e resultados[editar | editar código-fonte]

Etapa Prova Autódromo Local Data Pole position Volta mais rápida Vencedor Equipe vencedora
1 Australian IndyCar Grand Prix Circuito de Rua de Surfers Paradise Surfers Paradise, Queensland Austrália 20 de março Nigel Mansell Nigel Mansell Michael Andretti Chip Ganassi Racing

Editar

2 Slick 50 200 Phoenix International Raceway Avondale, Phoenix, Arizona EUA 10 de abril Paul Tracy Emerson Fittipaldi Emerson Fittipaldi Team Penske

Editar

3 Toyota Grand Prix of Long Beach Circuito de Rua de Long Beach Long Beach, Califórnia EUA 17 de abril Paul Tracy Al Unser Jr. Al Unser Jr. Team Penske

Editar

4 78th Indianapolis 500 Indianapolis Motor Speedway Speedway, Indiana, EUA 29 de maio Al Unser Jr. Emerson Fittipaldi Al Unser Jr. Team Penske

Editar

5 Miller Genuine Draft 200 Milwaukee Mile West Allis, Wisconsin, EUA 5 de junho Raul Boesel Al Unser Jr. Al Unser Jr. Team Penske

Editar

6 ITT Automotive Grand Prix of Detroit Circuito de Rua de belle isle Park Detroit, Michigan EUA 12 de junho Nigel Mansell Al Unser Jr. Paul Tracy Team Penske

Editar

7 Budweiser/G.I. Joe's 200 Portland International Raceway Portland, Oregon EUA 26 de junho Al Unser Jr. Al Unser Jr. Al Unser Jr. Team Penske

Editar

8 Budweiser Grand Prix of Cleveland Circuito de Cleveland (Aeroporto Internacional de Burke Lakefront) Cleveland, Ohio EUA 10 de julho Al Unser Jr. Al Unser Jr. Al Unser Jr. Team Penske

Editar

9 Molson Indy Toronto Circuito de Rua de Exhibition Place Toronto, Ontario Canada 17 de julho Robby Gordon Michael Andretti Michael Andretti Chip Ganassi Racing

Editar

10 Marlboro 500 Michigan International Speedway Brooklyn, Michigan, EUA 31 de julho Nigel Mansell Al Unser Jr. Scott Goodyear King Racing

Editar

11 Miller Genuine Draft 200 - Mid-Ohio Mid-Ohio Sports Car Course Lexington, Ohio, EUA 14 de agosto Al Unser Jr. Al Unser Jr. Al Unser Jr. Team Penske

Editar

12 Slick 50 200 - New Hampshire New Hampshire Motor Speedway Loudon, New Hampshire, EUA 21 de agosto Emerson Fittipaldi Emerson Fittipaldi Al Unser Jr. Team Penske

Editar

13 Molson Indy Vancouver Circuito de Rua de Vancouver Vancouver, Columbia Britânica, Canadá 4 de setembro Robby Gordon Robby Gordon Al Unser Jr. Team Penske

Editar

14 Texaco-Havoline 200 Road America Elkhart Lake, Wisconsin, EUA 11 de setembro Paul Tracy Nigel Mansell Jacques Villeneuve Forsythe/Green Racing

Editar

15 Bosch Spark Plug Grand Prix Nazareth Speedway Nazareth, Pensilvânia EUA 18 de setembro Emerson Fittipaldi Emerson Fittipaldi Paul Tracy Team Penske

Editar

16 Toyota Grand Prix of Monterey of Bank of America 300 Mazda Raceway Laguna Seca Monterrey, Califórnia EUA 9 de outubro Paul Tracy Paul Tracy Paul Tracy Team Penske

Editar

Classificação (vinte primeiros)[editar | editar código-fonte]

Em negrito: piloto que foi escolhido como o melhor rookie da temporada.
Em itálico: Empatados em décimo-nono lugar, Mark Smith e Mike Groff terminaram com dezenove pontos, mas o primeiro ficou na frente graças ao quinto lugar conquistado no GP de Michigan.

Classificação entre os novatos[editar | editar código-fonte]

Corrida 1 - Austrália

Na primeira etapa da temporada 1994, Nigel Mansell fez a pole position em Surfers Paradise, 6 décimos a frente de Michael Andretti que retornava a categoria pela equipe Chip Ganassi. Emerson Fittipaldi fez o terceiro tempo, seguido de Adrian Fernandez. Al Unser, Jr, na sua estréia na Penske e Paul Tracy largaram na terceira fila. Mauricio Gugelmin fez o sétimo tempo na sua primeira temporada na Indy, e Raul Boesel foi o vigésimo.

Após muita chuva em Surfers Paradise, o começo de prova foi atrasado em duas horas devido a pista estar muito molhada. Quando os carros se preparavam para receber a bandeira verde, uma confusão se instaurou na curva 15. Raul Boesel foi tocado por Alessandro Zampedri, e os carros que vinham atrás ficaram parados pois não tinha espaço para passar. A direção de prova acionou a bandeira vermelha, e a corrida foi adiada por mais 45 minutos.

Depois de 3 horas, finalmente começou a temporada 1994 da Indy. Michael Andretti assumiu a liderança, ultrapassando Nigel Mansell na curva 3. Na parte intermediária, mais confusão, Bobby Rahal bateu sozinho, Davy Jones não conseguiu desviar e foi atingido, Raul Boesel tocou em Mario Andretti e também abandonou. Um pouco mais a frente, Paul Tracy e Adrian Fernandez se tocaram e perderam várias posições. Como os pilotos largaram com pneus de chuva, após a primeira volta foi efetuada a troca para pneus slick, pois o sol brilhava forte e a pista havia secado.

Após 6 voltas, os seis primeiras eram, Michael Andretti, Emerson Fittipaldi, Nigel Mansell, Robby Gordon, Mauricio Gugelmin e Jacques Villeneuve. Na oitava volta, Robby Gordon ultrapassou Nigel Mansell e assumiu a terceira posição, mas trés voltas depois o Leão deu o troco. Na volta 14, Mansell passou Fittipaldi e ficou em segundo. Na volta 17, Robby Gordon bateu sozinho na Reta do Mar e causou bandeira amarela. Após a parada, Michael Andretti manteve a ponta, seguido de Nigel Mansell, Emerson Fittipaldi e Teo Fabi. Quando ia relargar, Mansell rodou sozinho e perdeu várias posições. O Leão voltou em décimo-primeiro e já recuperava terreno, mas se atrapalhou ao passar Mauricio Gugelmin e saiu da pista perdendo uma volta.

Após 35 voltas, Michael Andretti, Emerson Fittipaldi, Mario Andretti, Stefan Johansson, Jacques Villeneuve e Jimmy Vasser eram os seis primeiros. Na volta 37, Villeneuve que fazia sua estréia na categoria, foi fechado por Johansson e bateu na curva 11, ficando fora. Na volta 42, Vasser assumiu a quarta posição ao ultrapassar Johansson.

Quando faltavam 12 voltas para o final, a direção de prova decidiu encerrar a corrida na volta 55, pois a noite havia chegado em Queensland, e a luz dos refletores não era suficiente para iluminar a pista.

Michael Andretti recebeu a bandeirada em primeiro, logo no seu retorno a categoria. Emerson Fittipaldi cruzou em segundo, e Mario Andretti completou o pódio. Mauricio Gugelmin completou em sexto na sua estréia na Chip Ganassi, já Nigel Mansell chegou em um decepcionante nono lugar.

Corrida 2 - Phoenix

No primeiro desafio em circuito oval, Paul Tracy conquistou a pole position em Phoenix quebrando o novo recorde do autródromo. Jacques Villeneuve surpreendeu e fez o segundo tempo, na sua primeira largada em oval. Nigel Mansell e Mario Andretti largaram na segunda fila, Emerson Fittipaldi e Raul Boesel na terceira fila, Marco Greco estreando na temporada em décimo-oitavo e Mauricio Gugelmin saiu em último.

Na largada, Tracy manteve a ponta, seguido de Mansell, Villeneuve, Fittipaldi, Robby Gordon e Ma. Andretti. Após 5 voltas. os líderes já encontravam retardatários na pista. Na volta 11, Nigel Mansell aproveitou o tráfego, e passou Paul Tracy na curva 2, assumindo a ponta. Na volta 27, Willy T. Ribbs bateu na curva 1, causando a primeira amarela do dia. No pit stop, Paul Tracy reassumiu a liderança, seguido de Emerson Fittipaldi, Robby Gordon, Nigel Mansell, Al Unser, Jr e Teo Fabi. A relargada ocorreu na volta 42.

Na volta 62, aconteceu o primeiro grave acidente do ano. Hiro Matsushita que estava 16 voltas atrás do líder, tocou em Teo Fabi e os dois rodaram, Paul Tracy que vinha logo atrás não conseguiu desviar e bateu no muro. Segundos depois, Jacques Villeneuve atingiu em cheio o carro de Matsushita e Dominic Dobson. Apesar do forte impacto, nenhum dos pilotos envolvidos se feriu com gravidade.

Após 27 voltas de bandeira amarela, a corrida voltou na volta 90, com Emerson Fittipaldi em primeiro, Al Unser, Jr em segundo e Robby Gordon em terceiro. Na volta 133, Nigel Mansell, que vinha em quarto, foi ao box e ao retornar a pista passou por cima da grama e quase foi atingido por Scott Goodyear. Na última parada de box, Robby Gordon se atrapalhou em ficou sem combustível, perdendo 4 voltas e a chance de sua primeira vitória na Indy. Na volta 166, mais um acidente impessionante. Mario Andretti bateu no meio da reta oposta, os carros que vinham atrás diminuiam a velocidade, menos Michael Andretti que atingiu o carro de Scott Goodyear e perdeu a roda que quase acertou telespectadores na arquibancada.

Após o acidente, o caminho ficou livre para Emerson Fittipaldi conquistar sua única vitória em 1994, com Al Unser, Jr em segundo e Nigel Mansell em terceiro, uma volta atrás. Raul Boesel chegou em oitavo, Mauricio Gugelmin em décimo-quinto e Marco Greco em décimo-sexto. Fittipaldi assumiu a liderança do campeonato com 37 pontos, 15 a frente de Stefan Johansson e Jimmy Vasser empatados em segundo.

Corrida 3 - Long Beach

Na segunda corrida mais luxuosa do campeonato, dominio total da equipe Penske. Paul Tracy conquistou a segunda pole consecutiva na temporada, com Al Unser, Jr em segundo e Emerson Fittipaldi em terceiro. Nigel Mansell largou em quarto, Robby Gordon em quinto e Mario Andretti em sexto. Raul Boesel saiu em sétimo, Mauricio Gugelmin em oitavo e Marco Greco em décimo-terceiro.

Na largada, os primeiras posições não se alteraram e o Dream Team da Penske rapidamente abria vantagem para os demais pilotos. Na volta 4, Bobby Rahal abandonou a prova com problemas no motor Honda. Após 10 voltas, os seis primeiras eram, Tracy, Unser, Jr, Fittipaldi, Mansell, Gordon e Ma. Andretti. Os trés carros da Penske já abriam 12 segundos a frente do quarto.

Na volta 21, Paul Tracy novamente se atrapalhou com retardatários e rodou atingindo o carro de Mike Groff, voltando apenas em décimo-oitavo. Al Unser, Jr assumiu a ponta. O grande destaque da prova era Marco Greco, que ocupava a décima posição e travou um belo duelo com Jacques Villeneuve. Na volta 26, o canadense perdeu o controle do carro, e bateu de traseira barreira de pneus, danificando a asa. Mas, o brasileiro da Arciero também bateu no mesmo ponto voltas depois, e abandonou a prova. Após a primeira parada de box, Emerson Fittipaldi assumiu a ponta, seguido de Al Unser, Jr, Nigel Mansell, Robby Gordon, Mario Andretti e Raul Boesel. Na volta 56, Mansell foi ao box com pneu furado e voltou em quinto.

Na volta 63, Emerson Fittipaldi começou a enfrentar problemas no cámbio, e perdeu a liderança para Little Al. O brasileiro da Penske abandonou definitivamente trés voltas depois. Paul Tracy também saiu com cámbio quebrado. Após a última parada de box, Al Unser, Jr manteve a ponta seguido de Robby Gordon, Nigel Mansell, Raul Boesel, Mario Andretti e Michael Andretti. Faltando 14 voltas para o final, Robby Gordon voltou ao box com pneu furado e caiu para terceiro.

Al Unser, Jr recebeu a bandeirada em primeiro, e venceu pela sexta vez nas ruas de Long Beach e a primeira na temporada. Nigel Mansell cruzou em segundo e Robby Gordon completou o pódio. Raul Boesel chegou em quarto e Mauricio Gugelmin cruzou em sétimo. Com a vitória, Little Al empatou com Emerson Fittipaldi na liderança do campeonato, mas o brasileiro levava vantagem pelo número de pódios, mas quem encostou foi Nigel Mansell ficando apenas 2 pontos dos líderes. Raul Boesel era o nono, com 17 pontos, e Mauricio Gugelmin décimo, com 14.

Corrida 4 - Indianápolis 500

Na prova mais importante da categoria, Al Unser, Jr conquistou a pole com sua Penske, que especialmente esta corrida utilizou motor Mercedes. Raul Boesel fez o segundo tempo, sua melhor posição de grid em Indianápolis, e Emerson Fittipaldi completou a primeira fila. Na segunda fila largaram, Jacques Villeneuve estreando em Indianápolis, Michael Andretti buscando sua primeira vitória nesse circuito, e Lyn St. James, a primeira mulher a se classificar entre as dez primeiras posições do grid. E na terceira fila sairam, Nigel Mansell tentando repetir o bom desempenho do ano anterior, Arie Luyendyk em busca do segundo título nesse autódromo e Mario Andretti na sua despedida de Indianápolis. Mauricio Gugelmin saiu em vigésimo-nono, e Marco Greco em trigésimo-segundo, ambos em sua primeira largada em Indianápolis.

Na largada, Al Unser, Jr manteve a ponta seguido de Emerson Fittipaldi, Michael Andretti, Arie Luyendyk, Mario Andretti e Eddie Cheever. Na sétima volta, Dennis Vitolo rodou na curva 4, causando a primeira amarela do dia. Na relargada, Little Al e Rato abriam rapidamente vantagem para Michael Andretti. Na volta 21, Roberto Guerrero encontrou o muro na curva 2, e causou bandeira amarela. Na primeira parada de box, Emerson Fittipaldi foi mais rápido que Al Unser, Jr e assumiu a ponta. Durante essa parada, Mario Andretti abandonou a prova com problemas elétricos. Na volta 30 mais um acidente, Mike Groff e Dominic Dobson bateram forte na curva 1. Após 40 voltas, Emerson Fittipaldi, Al Unser, Jr, Michael Andretti, Eddie Cheever, Nigel Mansell e John Andretti eram os seis primeiros.

Após o segundo pit stop, Raul Boesel e Robby Gordon subiram várias posições e assumiram quarta e quinta posição. Os dois travaram um grande duelo chegando a ficar lado a lado na reta dos boxes e o brasileiro manteve a posição. Na volta 53, Marco Greco abandonou a prova com problemas elétricos. Na volta 61, Emerson Fittipaldi fez a sua segunda parada de box, e retornou a frente de Al Unser, Jr. Após a parada de Jacques Villeneuve, o brasileiro da Penske voltou a liderança. Na volta 73, Robby Gordon ultrapassou Raul Boesel e assumiu a quarta posição. Após 80 voltas, Emerson Fittipaldi, Al Unser, Jr, Michael Andretti, Robby Gordon, Raul Boesel e Nigel Mansell eram os seis primeiros.

Na volta 92, vários incidentes na pista. Hideshi Matsuda bateu na curva 1, John Paul, Jr bateu na curva 3, Paul Tracy espalhou óleo na pista e Nigel Mansell foi tocado por Dennis Vitolo na área de box. O Leão saiu do carro com queimaduras e foi levado ao centro médico mas nada de mais grave aconteceu. Na volta 100, Raul Boesel que tinha assumido a terceira posição, foi ao box e abandonou com problemas na bomba de combustível. Outro piloto que vinha ganhando posições mas teve problemas foi Scott Brayton, que chegou a ser quinto colocado mas abandonou na volta 117, com motor quebrado. Após 120 voltas, Emerson Fittipaldi, Al Unser, Jr, Jacques Villeneuve, Bobby Rahal, Michael Andretti e Eddie Cheever eram os seis primeiros.

Após o quarto pit stop, Emerson Fittipaldi tinha 30 segundos de vantagem sobre Al Unser, Jr, mas precisou fazer uma parada extra pois uma saco plástico parou na suspensão dianteira do carro. Mas 5 voltas depois, o Rato retonava a liderança pois Little Al foi penalizado por ultrapassar o limite de velocidade nos boxes. Depois de bandeira amarela por sujeira na pista, a prova foi retomada na volta 140. Após 160 voltas, Emerson Fittipaldi, Al Unser, Jr, Jacques Villeneuve, Bobby Rahal, Michael Andretti e Robby Gordon eram os seis primeiros.

Após a quinta parada de box, na volta 164, Emerson Fititpaldi teria que fazer um splash-and-go para ter combustível ao final da prova. Com isso, o Rato chegou a colocar uma volta de vantagem em cima de Little Al, mas o seu companheiro de time recuperou a volta depois. Na volta 184, quando vinha completar mais uma volta, Emerson Fititpaldi perdeu a traseira do carro e bateu na curva 4, perdendo a chance de sua terceira vitória em Indianápolis. Al Unser, Jr assumiu a ponta, seguido de Jacques Villeneuve, Michael Andretti, Bobby Rahal, Robby Gordon e Jimmy Vasser.

Após a relargada á 10 voltas do final, Little Al ficou com 15 segundos de vantagem sobre Villeneuve e uma vantagem tranquila para se manter a frente. E a cereja do bolo aconteceu a 4 voltas do fim, com a batida de Stan Fox na curva 1. A prova acabou em bandeira amarela, e Al Unser, Jr conquistou sua segunda vitória em Indianápolis e também na temporada. Jacques Villeneuve chegou em segundo na sua primeira prova em Indianápolis e Bobby Rahal completou o pódio, graças a punição de uma volta de Michael Andretti por ultrapassar em bandeira amarela. Mauricio Gugelmin foi o único brasileiro a completar a prova em décimo-primeiro.

Além da vitória, Al Unser, Jr assumiu a liderança isolada do campeonato com 58 pontos, 20 a frente de Emerson Fittipaldi. Michael Andretti subiu para terceiro com 37, e Nigel Mansell caiu pra quarto com 35. Jimmy Vasser, Robby Gordon, Stefan Johansson, Mario Andretti, Raul Boesel e Teo Fabi completam os dez primeiros do campeonato.

Corrida 5 - Milwaukee

Raul Boesel conquistou a pole position em Milwaukee, a segunda na carreira, e a segunda consecutiva nesse circuito oval. Paul Tracy largou ao seu lado na primeira fila com a Penske, que voltou a utilizar motores Ilmor. Robby Gordon e Jacques Villeneuve largaram na segunda fila, e Scott Goodyear e Dominic Dobson na terceira. Em relação aos líderes do campeonato, Emerson Fittipaldi largou em oitavo, Nigel Mansell em nono, Al Unser, Jr em décimo-primeiro e Michael Andretti em décimo-segundo. Mauricio Gugelmin saiu em décimo-sétimo e Marco Greco em vigésimo-primeiro.

Na largada, Paul Tracy assumiu a ponta, seguido de Raul Boesel, Robby Gordon, Jacques Villeneuve, Michael Andretti e Bryan Herta. Ainda nas primeiras voltas, muitas trocas de posições principalmente com ultrapassagens de Emerson Fittipaldi e Al Unser, Jr. Após 15 voltas, o Rato já era o segundo e Little Al o quarto. Na volta 20, Raul Boesel foi ultrapassado por Jacques Villeneuve e caiu para quinto. Na volta 23, Emerson Fittipaldi ultrapassou Paul Tracy e assumiu a ponta. Duas voltas depois, Al Unser, Jr já era o segundo colocado. Na volta 31, após ser atrapalhado por retardatários, Fittipaldi perdeu a liderança para Unser, Jr. O ritmo dos carros Penske era tão impessionante que após 50 voltas, o quarto colocado Nigel Mansell já estava uma volta atrás do líder.

Após 50 voltas, Al Unser, Jr, Emerson Fittipaldi, Paul Tracy, Nigel Mansell -1, Robby Gordon -1 e Raul Boesel -1 eram os seis primeiros. 20 voltas depois, aconteceu a primeira parada para troca de pneus, e as posições seguiram inalteradas. Na volta 83, Little Al colocou uma volta em cima do terceiro colocado Paul Tracy, e na sequéncia mais duas voltas em cima do quarto Nigel Mansell.

Após 100 voltas, Al Unser, Jr, Emerson Fittipaldi, Paul Tracy -1, Nigel Mansell -3, Michael Andretti -3 e Bryan Herta -3 eram os seis primeiros. Sem bandeiras amarelas o público via várias ultrapassagens entre diferentes pilotos na pista, já que havia muitos retardatários no tráfego. Na volta 128, Little Al fez a segunda parada de box e retornou em segundo, recuperando a liderança voltas depois com a parada de Fittipaldi. Após 150 voltas, Al Unser, Jr, Emerson Fittipaldi, Paul Tracy -2, Nigel Mansell -3, Michael Andretti -3 e Robby Gordon -3, eram os seis primeiros.

Na volta 157, sujeira na pista causou a primeira bandeira amarela do dia. Após a relargada, Michael Andretti ultrapassou Nigel Mansell e assumiu a quarta posição. Na volta 171, Stefan Johansson rodou na reta oposta e diminuiu o ritmo da prova novamente. Depois de mais uma relargada, começou a cair uma leve garoa no circuito de Milwaukee. E com 8 voltas antes do término, a direção de prova decidiu encerrar a corrida pois a chuva começou a engrossar.

Al Unser, Jr conquistou a sua terceira vitória seguida na temporada, com Emerson Fittipaldi em segundo e Paul Tracy, duas voltas atrás, em terceiro. Michael Andretti foi o quarto, Nigel Mansell quinto e Robby Gordon sexto. Raul Boesel chegou em oitavo, Mauricio Gugelmin em décimo-quinto e Marco Greco em vigésimo. Com a vitória, Little Al foi a 79 pontos, contra 54 de Fittipaldi. Michael Andretti foi a 49 e Nigel Mansell 45. Raul Boesel era o nono com 23 e Mauricio Gugelmin décimo-terceiro com 16.