Tensioativo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Wikitext.svg
Esta página ou seção precisa ser wikificada (desde março de 2019).
Por favor ajude a formatar esta página de acordo com as diretrizes estabelecidas.
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde fevereiro de 2014). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Tensioativos ou tensoativos são substâncias que diminuem a tensão superficial ou influenciam a superfície de contato entre dois líquidos. Quando utilizados na tecnologia doméstica são geralmente chamados de emulsionantes ou emulgentes, ou seja, substâncias que permitem conseguir ou manter a emulsão.

São feitos de moléculas nas quais uma das metades é solúvel em água e a outra não.

Classificação[editar | editar código-fonte]

Tensioativos podem ser classificados como:

Catiônicos: são agentes tensioativos que possuem um ou mais grupamentos funcionais que, ao se ionizar em solução aquosa, fornece íons orgânicos carregados positivamente.Exemplos típicos são os quaternários de amônio.

Aniônicos: são agentes tensioativos que possuem um ou mais grupamentos funcionais e ao se ionizar em solução aquosa, fornece íons orgânicos carregados negativamente e que são responsáveis pela tenso atividade. Um exemplo é o dodecanoato de sódio.

Não-iônicos: são agentes tensioativos que possuem grupos hidrofílicos sem carga ligado a cadeia graxa.[1]

Anfóteros: são agentes tensioativos que contem em sua estrutura tanto o radical ácido inflamável como o básico. Esses compostos quando em solução aquosa exibem características aniônicas ou catiônicas dependendo das condições de pH da solução. Os tensioativos anfóteros mais comuns incluem N-alquil e C-alquil betaina e sultaina como também álcool amino fosfatidil e ácidos.

Entre os tensioativos encontram-se substâncias sintéticas que são utilizadas regularmente, como detergentes e produtos para máquina de lavar louça.

Ocorrências[editar | editar código-fonte]

Neonatologia[editar | editar código-fonte]

Tensioativo Alveolar é uma espécie de substância secretado dentro dos alvéolos pela membrana alveolar, é uma mistura de moléculas lipoproteicas, produzidas pelas células secretoras do epitélio alveolar. Essa substância reduz a tensão superficial do líquido presente nos alvéolos. Substância Tensioativa é uma lipoproteína que diminui a força de coesão entre moléculas de água localizadas na membrana alveolar; suas células secretoras são globosas e denominadas Pneumócitos II. Sua produçao começa na 24ª semana de gestação e é essencial que esteja sendo produzido em quantidade suficiente ao nascimento do feto, pois do contrário haverá o colabamento dos alvéolos quando o recém-nascido entrar em contato com o ar.

Agricultura[editar | editar código-fonte]

Tensioativo na maioria das vezes utilizados na agricultura correspondem a um aumento de 25 % da eficiência dos produtos

O tensioativo reduz acentuadamente a tensão superficial da água. Na verdade trata-se de uma mistura complexa de vários fosfolipídios, proteínas e íons que nos alvéolos é responsável por manter a tensão superficial variável impedindo que os alvéolos se colem, criando o que chamamos de interdependência alveolar.

O tensioativo não se dissolve uniformemente na água por ser uma substância estruturalmente anfipática. Em outras palavras, possui uma cabeça hidrofílica que se dissolve na água, e duas caudas hidrofóbicas que se orientam em direção ao ar.

Referências

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Tensioativo
Ícone de esboço Este artigo sobre um composto orgânico é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.