Teodomiro (bispo)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outras pessoas de mesmo nome, veja Teodomiro.
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde julho de 2013)
Por favor, melhore este artigo inserindo fontes no corpo do texto quando necessário.
Teodomiro
Bispo da Igreja Católica
Túmulo de Teodomiro na Catedral de Santiago de Compostela
Atividade Eclesiástica
Diocese Iria Flávia
Ordenação e nomeação
Dados pessoais
Morte 847
Bispos
Categoria:Hierarquia católica
Projeto Catolicismo

Teodomiro (em latim: Theodemirus; Theodemar ou Theodemir na literatura anglófona) foi um bispo de Iria Flávia, na Galiza, que morreu em 847. É conhecido por alegadamente ter descoberto o túmulo de Santiago Maior no local onde hoje se ergue a cidade de Santiago de Compostela.

Segundo a lenda, em 812 ou 813, um eremita de nome Pelágio ou Paio, viu uma estrela pousada no bosque de Libredón, facto que comunicou ao bispo. A visão do eremita deu origem à descoberta do túmulo com o corpo decapitado e a cabeça do apóstolo, que foi imediatamente comunicada ao rei Afonso II das Astúrias. Outras versões apontam o período entre 818, quando Quendulfo, o predecessor de Teodomiro como bispo de Iria ainda era vivo, e 842, ano da morte de Afonso II.

O rei asturiano acorreu rapidamente ao local e o relato da descoberta foi publicitado para justificar a criação da peregrinação a Santiago de Compostela, quando a ameaça árabe espreitava e se temia o fim da cristandade como se conhecia. A descoberta do túmulo é por vezes conhecida como a "invenção" de Teodomiro e está descrita no “Cronicon Irense”.

Notas e referências[editar | editar código-fonte]