Teodoro (sobrinho de Heráclio)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Teodoro.
Teodoro
Nacionalidade Império Bizantino
Ocupação Nobre
Religião Catolicismo
Tremisse de Heráclio (r. 610–641)

Teodoro (em latim: Theodorus) foi um nobre bizantino do começo do século VII. Era filho de Teodoro, o irmão do imperador Heráclio (r. 610–641). Em 635 ou 637, participou ao lado de João Atalarico, o bastardo de Heráclio, Basterotzes II Bagratúnio e Davi Sarones numa conspiração que tinha como objetivo derrubar o imperador e colocar João como seu sucessor. Quando o golpe foi descoberto, Teodoro foi mutilado (teve suas mãos e nariz amputados) e exilado à ilha de Gaudomelete (talvez a moderna Gozo), onde sua perna também foi amputada.[1][2]

Foi estilizado como mestre (em latim: magister) pelo patriarca Nicéforo I (r. 806–815), enquanto Sebeos, que confunde-o como irmão de Atanarico e filho de Heráclio, afirmou que esse título (por ele referido em sua variante grega magistro) era seu sobrenome. Os autores da Prosopografia do Império Romano Tardio sugerem que a forma como o título é apresentado no Breviário de Nicéforo pode indicar que trata-se de um título honorífico, talvez de mestre dos ofícios.[3]

Referências

  1. Mango 1990, p. 73.
  2. Martindale 1992, p. 1284-1285.
  3. Martindale 1992, p. 1285.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Mango, Cyril (1990). Nikephoros, Patriarch of Constantinople: Short History. Washington: Dumbarton Oaks. ISBN 0-88402-184-X 
  • Martindale, John R.; Jones, Arnold Hugh Martin; Morris, John (1992). The Prosopography of the Later Roman Empire - Volume III, AD 527–641. Cambridge e Nova Iorque: Cambridge University Press. ISBN 0-521-20160-8