Teoria da correlação de Orion

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A Teoria da Correlação de Orion é uma hipótese em egiptologia cujo clamor central é que existe uma correlação entre a localização das três maiores pirâmides de Gizé e as três estrelas centrais da constelação de Orion, e que esta correlação foi intencional pelos construtores das pirâmides. Dependendo da versão da teoria, pirâmides adicionais poderiam ser incluídas para completar a representação de Orion, e o rio Nilo entraria como a marcação da Via Láctea. A teoria foi colocada pelo escritor belga Robert Bauval em 1995, e é rejeitada pela maioria dos egiptologistas.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Egiptologia é um esboço relacionado ao Antigo Egito. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.