Teoria probabilística dos números

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, comprometendo a sua verificabilidade (desde maio de 2014).
Por favor, adicione mais referências inserindo-as no texto. Material sem fontes poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Translation Latin Alphabet.svg
Este artigo ou seção está a ser traduzido de «Probabilistic number theory» na Wikipédia em inglês. Ajude e colabore com a tradução.

Teoria Probabilística dos Números é uma sub-área da Teoria dos Números, onde emprega-se Teoria da Probabilidade e Teoria Estatística[1] para se resolver questões da Teoria dos Números. Uma ideia básica subjacente é que diferentes números primos são, num sentido sério, como variáveis aleatórias independentes. Esta não é uma ideia com um única utilidade formal.

Os fundadores desta teoria são Paul Erdős, Aurel Wintner e Mark Kac na década de 1930, um dos períodos da investigação em Teoria Analítica dos Números. O Teorema de Erdős–Wintner e o Teorema de Erdős–Kac em funções aditivas são resultados fundamentais.[2]

Veja também[editar | editar código-fonte]


Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Tenenbaum, Gérald (1995). Introduction to Analytic and Probabilistic Number Theory. Col: Cambridge studies in advanced mathematics. 46. [S.l.]: Cambridge University Press. ISBN 0-521-41261-7. Zbl 0831.11001 
  2. Kubilius, J. (1964) [1962]. Probabilistic methods in the theory of numbers. Col: Translations of mathematical monographs. 11. Providence, RI: American Mathematical Society. ISBN 0-8218-1561-X. Zbl 0133.30203 
Ícone de esboço Este artigo sobre matemática é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.