Coroa de São Miguel Arcanjo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

A Coroa de São Miguel Arcanjo (também chamada Coroa Angélica) é uma devoção religiosa católica que consiste na recitação de nove invocações correspondentes aos nove coros de Anjos, invocações essas que são acompanhadas pela oração de um Pai Nosso e de três Ave Marias em honra de cada um dos coros de Anjos.[carece de fontes?]

Esta devoção religiosa foi plenamente aprovada pelo Papa Pio IX em 1851.[carece de fontes?]

História da devoção[editar | editar código-fonte]

Representação da freira carmelita portuguesa Antónia de Astónaco a receber a aparição de São Miguel Arcanjo.

De acordo com a tradição da Igreja Católica, a origem desta devoção está relacionada com uma aparição e revelação privada do próprio Arcanjo São Miguel a uma freira carmelita portuguesa, Antónia de Astónaco, no ano de 1750, sendo posteriormente reconhecida e aprovada pelo Papa Pio IX, a 8 de agosto de 1851, quem a enriqueceu de indulgências.[carece de fontes?]

Referências[editar | editar código-fonte]

  • ANN BALL, 2003: Encyclopedia of Catholic Devotions and Practices. Pp. 123; ISBN 087973910X
  • CÁRCEL ORTÍ, Vicente: Pío IX, pastor universal de la Iglesia. Valência: Edicep, 2000.
  • GULLEY, Rosemary Ellen: Encyclopedia of Angels, 1996. ISBN 0-8160-2988-1

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Catolicismo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.